quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Crítica | Grey's Anatomy - 14x08: Out of Nowhere



O passado não está terminado e ele vai voltar por você, mesmo que para te machucar. 

Você pode até descordar de algumas das minhas opiniões sobre a série, caro leitor, mas o que temos que concordar na mesma medida é que Grey's Anatomy é um grande novelão. Isso não é defeito algum, me entendam bem, mas a série tem uma narrativa que usa e abusa das estruturas novelescas, ou seja, temos sempre artifícios narrativos que lembram estas outras produções. E como estamos no último episódio do ano, era óbvio que teríamos um episódio que deixaria ganchos cretinos para seu retorno em 2018 e não foi diferente.

Tivemos nesta última semana algumas discussões sadias sobre o mundo da era digital e o quanto as pessoas se tornaram dependente de suas tecnologias. Diferente do que poderia ter sido, os roteiristas souberam aproveitar essa ideia e conseguiram construir bem um clima de tensão no hospital, ora, deve ser apavorante você não saber ao certo se o seu paciente está vivo ou não ou do que ele realmente precisa. Weber foi responsável por trazer as técnicas da "antiga escola de medicina" e mostrar que pode-se se virar muito bem sem um tablet em mãos que mostre todas as informações sobre os enfermos, apesar disso ser incrivelmente útil. Ainda neste núcleo Miranda mostra o porque de ser a chefe do departamento de cirurgia e evidencia sua personalidade mais preocupada com o bem estar de seus pacientes.



Mas vamos falar do que realmente interessa. Você pode discorda de de mim, mas Jo é uma personagem que se tornou parte essencial da trama nas últimas duas temporadas. Por mais que você não morra de amores pela personagem, ou mesmo tenha empatia por ela, tem que admitir que ela cresceu bastante, tanto profissionalmente, quanto na sua vida pessoal, nos anos em que se encontra no show. Claro, sua personalidade teve percalços para ser construída, e muitas vezes foi inconstante (principalmente na décima segunda e décima terceira temporada), mas não podemos negar que Jo, sim, mostrou amadurecimento em toda sua jornada.

Ela não teve um destaque absurdo neste Out of Nowhere, mas tudo o que Grey's mostra para o futuro gira em torno da médica recém intitulada chefe dos residentes. O gancho deixado já evidencia que avizinha-se a tormenta e que verdadeiramente a equipe médica passará por tempos de provação. Só espero que ela não tente esconder a recém chegada de seu passado de todos a qualquer custo, porque isso pode custar uma boa trama para todos os personagens e pode custar também tempo que inevitavelmente pode acabar desperdiçado. Agora sim a série tem a oportunidade de se redimir pelos incríveis erros envolvendo violência doméstica da temporada passada e espero do fundo da minha alma que os produtores não tenham medo de mostrar para o seu público como a vida de uma pessoa que passa por isso pode se tornar um inferno do dia para a noite.



Esse arco, além obviamente de colocar Jo em destaque, pode trazer bons resultados para Karev como pessoa humana que ele é. Vale aqui saber também se Jo o culpará de alguma forma pelo retorno de seu ex agressor, ou se eles se unirão ainda mais para passarem juntos por essa crise que agora está chegando. Ou ainda se eles poderão se afastar já que nestes casos é um tanto quanto comum que a vítima se culpe pelo ocorrido e até volte a se submeter às agressões físicas e psicológicas tamanha a força e poder que este agressor exerce sobre sua vítima. Vamos ver o que Grey's guarda para esta parte da história.

Tivemos quarenta minutos muito bem aproveitados para mostrar o perigo do próprio sucesso. Tivemos também a abertura da trama que será o foco da próxima parte da temporada, que tende a render uma ótima história, se bem contada. Não podemos apostar tudo em cima disso ainda, isso é verdade. Mas atire a primeira pedra quem não sentiu um frio na espinha com aquele "Olá Brooke" no término deste capítulo.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário