quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Crítica | Shadowhunters - 2x19: Hail and Farwell


O acerto de contas.

A Season Finale da segunda temporada de Shadowhunters é só na próxima semana, mas as coisas no mundo dos caçadores de sombras já começaram a esquentar e ficarem mortais nesse penúltimo episódio, começando com a dupla "se juntas já causam, imagina juntas", Sebastian e Valentine. É perceptível o quanto Sebastian quer, no fundo, agradar Valentine e se mostrar um bom filho, mesmo com todo o ressentimento que ele ainda guarda. Chega até a ser repetitivo elogiar a atuação de Will Tudor, mas ele está mesmo incrível.

Toda a sequência da luta expôs ainda mais essa vontade de Sebastian, em virtude de seu surto de raiva quando Jace afirmou que Valentine gostava mais dele por não tê-lo jogado no inferno como o "irmão". Dominic Sherwood também fez um bom trabalho, principalmente com suas respostas e provocações ao estilo do Jace que conhecemos no início da série - convencido de que é o melhor em tudo. Até Izzy teve seu momento de brilhar durante a cena, quando cuspiu todo o ódio que sente de Sebastian por tentar matar Max, ajudando Jace a finalizar o serviço. Quem mandou mexer com a dona dessa série?!Vale lembrar ainda que a cena honrou o final do terceiro livro, pois o acerto de contas entre Jace e Sebastian é praticamente igual a esse, com poucas mudanças. Estou ansioso para ver como Sebastian retornará a série e espero que não demore pois como todos sabemos, ele foi o responsável pelos melhores momentos dessa segunda parte da temporada.

Outro momento que nos deixou com um sorriso de orelha a orelha foi finalmente Clary parar de fazer mimimi se render ao que sente por Jace. A cena dos dois ativando os poderes das runas já entrou para a lista de melhores da série, sem dúvidas nenhuma. Foi sensível e bem dirigida. Espero que os roteiristas os deixe juntos por alguns episódios, porque sabemos que alegria de pobre dura pouco e em algum momento, eles irão se separar novamente. E falando em separados, Magnus e Alec continuam nessa fase do relacionamento e as coisas podem piorar ainda mais, agora que Magnus aceitou a oferta da Rainha Seelie; e criar problemas para que os dois superem e provem que o amor é mais forte nunca é demais, não adianta todo episódio ter apenas um "eu te amo", uma hora essa fórmula vai saturar.

Hail and Farwell ainda nos introduziu Sarah Hyland na real forma da já citada Rainha Seelie e a atriz esteve bem no papel. Apesar disso, o tom ameaçador e cínico de Lola Flanery - bem mais próximo ao da personagem nos livros -, que a interpretou na forma de criança não esteve presente. Mas como essa foi sua primeira participação, talvez vejamos essa faceta em próximos episódios. Porém, a Rainha esteve tão vingativa quanto e não só sequestrou Maia para vingar-se de Simon, como aceitou aliar-se à Valentine, ao que tudo indica. Quem leu os livros sabe que a personagem e Sebastian tem um envolvimento, então será que o veremos em breve depois dessa união de poderes? Espero!

E todos esses acontecimentos preparam terreno para uma Season Finale que promete ser mortal, literalmente. A promo anuncia que alguém irá partir dessa para uma melhor, então em quem vocês apostam? Eu, particularmente, acredito que seja Jace e que outra parte de Cidade de Vidro seja utilizada. De qualquer forma, a ansiedade para o último episódio do ano já está enorme.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário