terça-feira, 18 de julho de 2017

Crítica | Shadowhunters - 2x15/16: A Problem of Memory / Day of Atonement



Diga olá ao papai.

Estes dois últimos episódios foram divisores de água para Shadowhunters, já que a verdade sobre Sebastian veio à tona. Mas não quer dizer que isso foi feito de uma forma totalmente certa. Quem acompanha minhas reviews, sabe o quanto achei desnecessária a mudança em relação à origem do personagem, pois quem leu os livros, sabe o quanto a história por trás de sua criação é mais sentimental do que essa da série. Porém, pior do que tal mudança, foi o fato do roteiro não ter aproveitado o personagem e ter revelado sua verdadeira índole com menos de cinco episódios desde sua aparição.

Esse é um problema da série: as coisas são simplesmente jogadas, quase sem impacto. O plot twist teria sido muito mais interessante se o público confiasse no personagem e fosse pego de surpreso quando tudo fosse revelado. Sobre sua real forma, é mais do que claro que os showruners querem chocar o público mostrando que Sebastian é realmente maligno, mas nem era necessário, apenas o fato de ter sangue de demônio já o faz ser um vilão perverso. Seria muito mais interessante a série tê-lo introduzido da mesma forma dos livros e utilizar esse plot de "criatura criada no inferno" para um vilão futuro, caso não venham a querer utilizar Sebastian até o fim do show - o que eu acho bem possível, conhecendo a produção. Mas isso é causa perdida, então só nos resta torcer que essa parceria do personagem com Valentine seja bem feita como foi na obra original.

Já Clary, após beijar Jace na Corte Seelie, correu para pedir desculpas à Simon, afirmando que o ama. Só eu que sinto vontade de sacudi-la pra ela acordar pra vida? Metade do elenco diz que a magia das fadas não mente mas ela continua insistindo em dizer nutrir esse sentimento pelo amigo, quando é óbvio que nem ela acredita nisso. Felizmente, Simon foi irredutível e Climon já era. Porém, Clary continuou com o mimimi, afastando Jace direto. Só que Deus é justo e nos presenteou com um momento fofo dos dois em Day of Atonement - episódio dirigido por Paul Wesley, vale ressaltar, e que foi bem superior ao anterior -, quando ele a ajudou a se curar das alucinações causadas pelo lago. E agora que ela descobriu que seu irmão está vivo, os dois deverão se aproximar cada vez mais enquanto o procuram. Se a gente gosta disso? É claro que sim!



Outra coisa que vem me incomodando um pouco na série é Malec. Adoro o casal, claro, mas ultimamente venho achando a interação de Matthew Daddario e Harry Shum Jr. um pouco forçada, principalmente por parte do segundo, já que entre os dois, Magnus sempre foi o que mais demonstrou sentimentos. Os momentos dos dois são bonitos mas pouco convincente ás vezes. O plot da vez que criaram para Magnus, que vem sofrendo lembranças perturbadoras desde que trocou de corpo com Valentine, revivendo o dia que a mãe morreu, também não é lá o melhor e mais interessante. Apenas o de Alec comandando o Instituto e enfrentando vários problemas por conta disso é que chega a ser um pouco interessante (foco no "pouco"), mas também poderia ser algo bem mais discutido, principalmente porque sabemos que os Caçadores de Sombras são tão preconceituosos quanto os humanos.

Por fim, tivemos Simon, que até teve um plot legal para passar o tempo - afinal, era óbvio que o roteiro não ia colocá-lo realmente como o assassino da garota humana. Além disso, ele voltou a se aproximar de Maia e gosto muito dessa amizade, pois ele precisa de um ombro amigo. Mas que seja apenas isso: amizade. Se for pra criar casal, despacha o Raphael e junta logo Sizzy.

No geral, Shadowhunters continua apenas ok; há pontos positivos, mas há negativos na mesma quantidade. Os showrunners precisam apresentar os acontecimentos mais calmamente, não adianta nada um plot twist a cada episódio se ele não consegue atingir o climax. Enquanto isso, vamos acompanhando e torcendo para que no fim, valha a pena.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário