quinta-feira, 8 de junho de 2017

Crítica | Pretty Little Liars - 7x16/17: The Glove That Rocks The Cradle / Driving Miss Crazy


Cadê minha recompensa por tá aguentando tudo isso?

O fim de Pretty Little Liars está cada vez mais próximo e com isso, as tramas estão começando a encontrar o seu derradeiro suspiro. Segundo aquela famosinha montanha russa que já conhecemos bastante, tivemos um episódio chato e um legal, onde os minutos passaram rapidamente, além de nos presentear com alguns fatos e respostas interessantes. Então, peguem seus capuzes pretos porque chegou a hora de darmos uma de Aria!

E não há como começar a crítica com outra personagem a não ser ela, que vem carregando a série nas costas. The Glove That Rocks The Cradle, como eu já disse, foi um episódio ruim, onde apenas as cenas de Aria foram realmente interessantes, principalmente aquela onde Spencer achou o brinco. Quase tive um infarto pensando que a mentira tinha acabado ali, mas Spencer está meio burra depois que se envolveu com o Caleb acabou esquecendo isso depois. E o que foi aquela cena da Aria chorando no sofá com o braço cortado, gente? Foi de partir o coração! Mas acabou que no fim ela conseguiu de voltar os documentos que haviam em sua pasta, que era nada mais que uma confissão de que foi "assediada" pelo Ezra enquanto ainda era menor. Ok, todos gostamos de ver Aria em um plot decente, mas sério que ela precisava fazer tudo o que fez simplesmente por esses papéis? Era só falar a verdade e jogar na cara dele que escreveu no calor do momento e o mínimo que ele deveria fazer era perdoá-la, afinal foi ele que a usou para escrever aquele livro sobre a Alison. Mas enfim.

Spencer, depois de ter cenas pífias no episódio passado, conseguiu vários momentos incríveis em Driving Miss Crazy. Depois de deixar esse assunto de lado, a série enfim trouxe Mary de volta e os momentos das duas se perdoando foi lindo, pois sabemos que, apesar dos pesares, Mary é tão vítima quanto ela. Agora é real e oficial que foi mesmo Mary que matou Jessica porque ela e Peter estavam tramando fazer o mesmo com a própria. E o que devemos fazer? Agradecer esse ícone por ter livrado o mundo daquela embuste, óbvio! Só faltou ter dado o mesmo destino ao Peter, porque esse personagem é um escroto e mais uma vez conseguiu destruir a Veronica, já que ela deve perder o cargo de senadora por toda a sujeira que o marido fez.

Mas enquanto uns sofrem, outros estão em um love só. Caleb ao ser pressionado pela Ashley pediu Hanna em casamento e ela, claro, aceitou. Bom, vocês já sabem que, na minha opinião, por causa desse alongamento da série, os casais acabaram se perdendo e não são mais nada do que eram no começo. Estou naquela fase de que se ficarem juntos, que bom; mas se não ficarem, que bom também! Isso se aplica à Emison também, principalmente com essa infeliz gravidez - por conta do contexto, não da criança, tá gente? - sendo usada para juntá-las. E com Ali fora da cidade no último episódio, Emily foi tentar descobrir quem era o pai da criança, com a ajuda de Mona. Se ela vai conseguir até o final da série? Não sei. Se faz diferença ou me desperta curiosidade? Muito menos.

E como o melhor fica para o final, vamos comentar as suspeitas de vilõezinhos semanais. Primeiro tivemos Lucas, que felizmente se mostrou tão inocente quanto as Liars. Quem leu minhas reviews anteriories, sabe que eu torcia por isso, pois era preciso um equilíbrio e que a série mostrasse que alguém superou o colegial e seguiu em frente. Porém, se o Lucas realmente não teria envolvimento com -A, pra quê o roteiro cobra aquele rosto todo psicótico do garoto? Nós não caímos mais nessa, principalmente com esses personagens voltando a terem a expressão de bebê logo na cena seguinte, quando tudo se resolve. Mas enfim, agora que tudo foi esclarecido, a única coisa envolvendo Lucas que eu quero ver agora é o final daquela HQ, e vocês?

E por fim, a segunda suspeita foi Mona, que tem todo um esconderijo montado com fotos e informações do jogo alá o que tinha quando ainda era -A, na segunda temporada. Duvido muito que ela esteja envolvida com -A.D. de alguma forma, muito pelo contrário: acho que ela está fazendo sua própria investigação, porque como a mesma disse, está envolvida e pode dançar junto com as Liars por conta do assassinato de Rollins. Quem mandou querer dar uma de Madison Montgomery e brincar com partes de um corpo, não é mesmo?! Só faltam mais três episódios, força galere!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário