quarta-feira, 3 de maio de 2017

Crítica | Grey's Anatomy - 13x21: Don't Stop Me Now



Meredith, a Usurpadora. 

Perto de sua "quente" season finale, como prometem os roteiristas, Grey's Anatomy se vê presa mais uma vez em tramas que não nos interessam em quase nada, ou porque realmente são desinteressantes ou porque não fazem o menor sentido de existirem. Apesar dos inúmeros erros de segmento nesta semana, por alguma razão a qualidade do episódio não foi tão abaixo do que eu esperava, na realidade. O roteiro consegue acertar em vários pontos, até mesmos naqueles que parecem um tiro no próprio pé, mas peca em muitos outros por não condizer muito com toda a jornada de Meredith Grey e sua trupe.

Vamos falar dos erros primeiramente: Richard e Catherine. NINGUÉM SE IMPORTA. Não porque os personagens não sejam relevantes dentro da história, bem pelo contrário, mas todo drama direcionado para o casal e os motivos pelos quais eles estão brigados não conseguem soar crível jamais. A verdade é que não conseguimos ser atingidos por argumentos vazios e superestimados. Se ao longo do ano tivesse existido um conflito realmente digno é óbvio que torceríamos contra ou a favor dos cônjuges, mas aqui, tudo o que queremos é que as cenas dos dois sejam cortadas ao máximo, até porque Minnick vs. Richard já deu o que tinha que dar e prolongar esse conflito vazio apenas incomoda cada vez mais aos olhos dos telespectadores.



Em contrapartida de algum modo surpreendente os retoristas acertaram na discussão de Maggie e Meredith. Depois de tantas coisas erradas neste décimo terceiro ano, não pensei que os produtores seriam capazes de não degringolar por completo uma briga entre duas irmãs pelo mesmo homem. Por incrível que pareça as cenas e brigas das duas não necessariamente diziam respeito ao fato de Meredith supostamente ter fisgado o amado da irmã. Tudo girou entorno efetivamente de comprometimento, fidelidade, sinceridade e verdade em sua forma mais simples.

Maggie não ficou em suma chateada por Mer ter dado uns beijos (e outras coisinhas) em Riggs, mas sim pelo motivo da mesma não ter contado toda a verdade desde o início. Meredith argumentou que estava tentando fazer a coisa certa, mas sejamos sinceros, depois de tudo o que o Sol já passou em sua vida, o roteiro querer que aceitemos a verdade de que Mer realmente achou melhor esconder tudo de sua mais nova irmã não condiz com a realidade, nem da personagem, nem da própria série que se viu sustentada mais da metade da temporada por esse drama bobo adolescente. Se esses erros forem um tanto quanto ignorados, as sequências de diálogos entre as duas conseguiram convencer, acho que muito mais pela atuação das atrizes do que pelo próprio texto. Espero com muito afinco que se este conflito continuar, tenhamos esse respeito entre a trajetória das duas: uma briga que diga muito mais sobre suas personalidades e expectativas sobre a outra do que por um homem necessariamente dito.



Do outro lado tivemos a volta de uma paciente com câncer e grávida. Foi bastante proveitoso a série trazer um dos melhores casos dos últimos tempos. Aqui também tivemos momentos bastante tocantes que souberam muito bem aprofundar amor, a amizade e o próprio medo. Gostei do envolvimento de todos os atendentes com estes pacientes e as analogias feitas, principalmente com Amelia. Falando nisso ninguém se importa mais com Owen e Amelia, então está mais que na hora de resolverem este embate entre os dois, o mais rápido possível. Mas conhecemos a Shonda e se o Hospital pegar fogo no final deste ano é bem provável que algum dos dois esteja dentro dele durante toda a confusão entre as chamas.

Grey's Anatomy recuperou bem o folego e tem entregado sequencialmente episódios que emocionam e trabalham bem seus personagens e suas histórias. Claro, nem tudo está perfeito e ainda temos que acompanhar coisas que não agradam nenhum pouco. Felizmente a série conseguiu recuperar um pouco daquele sentimento que todos tínhamos ao assistir à um episódio e espero que continue assim até a prometida season finale. Esperemos para ver o que Shonda ainda guarda dentro de sua manga no quesito desastre.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário