quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Crítica | Shadowhunters - 2x07: How Are Thou Fallen



Beijo na boca é coisa do passado. A moda agora é...

Que episódio bom foi esse, pessoal?! Teve casal elevando o nível da relação, salvação de anjo... Coincidentemente, How Are Thou Fallen foi exibido no Dia dos Namorados dos EUA, então talvez esse seja o motivo de todos os acontecimentos. Mas chega de suposições e vamos ao que interessa!

Começando por Jace, que quase me fez soltar fogos por enfim ser mais parecido com o personagem nos livros. Essa semana ele destilou sarcasmo para todos os lados e até ajudou Simon a mudar seu jeito de agir com as garotas - por mais que no fundo estivesse tirando sarro da cara do garoto, algo que o Jace dos livros faria sem pensar duas vezes. E foi por meio do personagem que tivemos a primeira scene sex um pouco mais explícita. Mas acalmem-se, pois ainda estamos na Freeform, e não na HBO. E foi só descobrir que Clary estava em perigo, que essa pose de "i really don't care" sumiu rapidinho e ele correu com Luke para salvá-la.

Junto à little sister, Jace resgatou Ithuriel das mãos de Valentine e, como gratidão, o anjo mostrou aos dois que um mal maior ainda está por vir, e é quase óbvio que é Sebastian, um personagem bastante importante para o plot principal da série. Mas enquanto ele não chega, temos que nos contentar com Valentine, que nesse episódio estava todo possuído pelo descaramento de sempre, quando chamou Luke de parabatai ou quando revelou a Cleophas que sua intenção é apenas ter poder no mundo dos Shadowhunters. Finalmente essa tonta levou esses tapas na cara para ver se acorda para a realidade, né?! Porque tá pra nascer mulher mais burra que essa. Sorte da Clary, que percebeu as reais intenções dela ao ser chamada de "Clarissa" - apenas Valentine se refere à filha pelo seu nome real.



Agora vamos comentar do plot que mais me interessa atualmente? Izzy e sua dependência por Yin fen! A personagem já está na fase que não consegue se controlar por causa da abstinência, chegando até a invadir o escritório de Aldertree em busca da pomadinha do orgasmo (nunca vou superar) ou ir atrás de vampiros, por exemplo. Sobrou até para o Simon que, claro, entendeu totalmente errado a intenção dela e rendeu um climinho Sizzy para abastecer nossos corações enquanto os dois não acontecem, de fato. E como já disse antes, é óbvio que não vão matá-la, então é muito bom ver Izzy em um plot próprio do que avulsa ou apenas como conselheira para Clary ou Alec.

Mas não podemos negar que ela também faz esse papel muito bem, afinal Alec estava todo nervoso pois queria transar com Magnus, mas era virgem. E se já é ruim saber que a outra pessoa é mais experiente que você, imagina após descobrir que ela teve mais de dezessete mil relacionamentos anteriores? Só que Deus é pai e deu tudo certo no final. É oficial, Alexander Lightwood não é mais virgem! Brincadeiras à parte, o episódio também mostrou o quanto o relacionamento é benéfico para os dois: se Alec agora pode ser quem ele é de verdade; Magnus encontrou alguém que se importa com ele verdadeiramente. Em vários episódios passados vimos o quanto o personagem sofre por suas relações anteriores todas fracassadas, e a felicidade (e surpresa) que ele sentiu ao receber um presente de Alec, pois como o próprio disse, há muito tempo ele não recebia um sem segundas intenções.

Simon, por outro lado, não teve a mesma sorte, e seu relacionamento com Maia acabou antes mesmo de começar, já que ela percebeu os reais sentimentos dele por Clary. Felizmente, os dois mostraram que poderão ser grandes amigos e isso é positivo, afinal não somos obrigados a ver climão entre os dois. Mas ao que tudo indica, a saga de Simon em busca de um romance não acabou, já que a série vem dando cada vez mais indícios de que Climon vai acontecer mais cedo ou mais tarde. É aquele ditado né, vamo fazê o quê?!

Só faltam mais três episódios para o fim da primeira parte da temporada e até o momento, Shadowhunters cresce e expande sua mitologia a cada semana. Alguns pontos precisam ser melhorados, como os efeitos especiais, que ora está bom (como na cena das Irmãs de Ferro no episódio anterior), mas peca em outros (como no céu nebuloso presente no resgate de Ithuriel). Mas esse detalhe aprendemos a relevar, e nos resta apenas esperar os próximos acontecimentos!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário