quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Crítica | Shadowhunters - 2x05/06: Dust and Shadows / Iron Sisters







Pomadinha do orgasmo, um oferecimento TopTherm.

Primeiramente, Fora Temer desculpas por não ter tido review semana passada. Realmente não tive tempo de escrevê-la. Então como será uma crítica dupla, vamos logo começar pois teremos muito o que comentar.

Dust and Shadows foi quase um episódio filler, que introduziu futuras tramas e apenas o enterro de Jocelyn foi algo que já vinhamos acompanhando. A cena foi muito bem feita e a produção está de parabéns. Acredito que no futuro, os roteiristas irão trazê-la de volta de alguma forma, mas por enquanto ela permanece morta. E isso, claro, afetou todos os personagens de alguma forma. Clary, óbvio, foi a que mais sofreu e ao ir pedir ajuda à uma feiticeira para trazer a mãe de volta, acabou quase virando uma nova grávida de Taubaté, já que a feiticeira queria usá-la para gerar um bebê com sangue de demônio. E foi tentando escapar que a personagem acabou descobrindo um dom que nenhum outro Shadowhunter tem: criar runas. Achei a reação dela e de Jace bem negativa, parecia apenas algo comum que qualquer outro Shadowhunter consegue fazer - no filme, por exemplo, Clary passa alguns segundos observando a própria mão e perguntando-se como fez isso.

Luke também foi outro afetado com a morte de Jocelyn e o vimos sem controle na floresta, já que Jocelyn era sua "âncora". Por pouco, ele não matou pessoas inocentes, graças à Simon e Maia, que o trouxeram de volta. Foi uma cena fofa, principalmente quando Simon revelou que foi Luke que o ensinou a se barbear, mostrando que ele foi um pai não só para Clary, como para o garoto. Simon ainda se meteu em uma tremenda confusão, ao ser flagrado pela mãe bebendo o sangue de um rato. E como ele é muito novo nessa condição, coube à Raphael hipnotizar Elaine. Dormi? Sim, pois vocês sabem o quanto Raphael ainda não me desce. Então, next!

















Um plot que vem me agradando bastante é o de Izzy envolvida com Yin fen, aquela pomada que Aldertree lhe deu para que sua ferida curasse mais rápido. Quem já teve contato com a trilogia As Peças Infernais conhece bem o "remédio" e sabe o quanto ele é viciante e mortal, mas é óbvio que não vão matá-la; por isso acredito que será benéfico ver Izzy envolvida em um plot diferente, pois se analisarmos friamente, todos os outros estão envolvidos em romances. Em Iron Sisters, vimos que Yin fen é mesmo algo perigoso e quase a fez afogar-se no ritual de purificação. Uma das Irmãs de Ferro - que não lembro o nome, desculpem - até tentou alertá-la sobre isso, mas Izzy já está bem dependente da droga, lembrando muito as do nosso mundo, que viciam em um estalar de dedos. Inclusive, no próximo episódio, a personagem irá tentar conseguir mais do produto com outra pessoa, lembrando mais ainda viciados em drogas reais.

E já que mencionamos as Irmãs de Ferro, que rasteira foi aquela da Irmã Cheophas fazer parte do Ciclo de Valentine? E o pior: Clary contou sobre sua habilidade única para a duas caras, e é óbvio que Valentine vai querer usufruir dessa novidade, não é mesmo?! Espero que os próximos episódios coloquem Clary e o pai frente à frente, e mostrem o quanto ele pode tentar mas não vai conseguir influenciá-la à ajudá-lo. Mas enquanto isso não ocorre, teremos que ver Clary em um novo triângulo amoroso, já que a cada momento ela dá mais a entender que está ficando balançada por Simon - e Maia também está de olho no garoto.

Por fim, mas não menos importante, tivemos o primeiro encontro oficial de Malec. Achei positivo manterem um tom cômico sobre a situação - principalmente na parte que Magnus revela com quantas pessoas já se relacionou -, para só depois mostrar uma cena romântica dos dois. Mas como felicidade de pobre dura pouco, o momento foi interrompido por Jace, que chegou na casa de Magnus pedindo abrigo depois de abandonar o Instituto por conta das ordens ridículas de Aldertree. Eu sei que vocês também estão curiosos para ver como esses três irão interagir juntos no próximo episódio, por isso, só nos resta esperar! E antes de terminar a review, queria exaltar o quanto a cena de Clary e Izzy com as Irmãs de Ferro ficou bem feita, nem parecia chroma key. São momentos assim que nos fazem ter orgulho da série, e não aqueles monstros a lá Power Rangers da primeira temporada.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário