terça-feira, 8 de novembro de 2016

Crítica | The Vampire Diaries - 8x03: You Decided That I Was Worth Saving



Ding Dong! The Witch is NOT Dead.

The Vampire Diaries surpreende por apresentar em seu último ano uma crescente na qualidade de sua estória. Não sei se essa é a proposta dos roteiristas, ir aumentando a tensão do que está acontecendo, ou se é pura sorte que os roteiros de cada episódio vão se construindo de forma que supere seu antecessor. A verdade é que nesta terceira semana tudo funcionou num ritmo frenético, com cenas banhadas a emoção e aflição.

Vamos começar falando de Bonnie, a bruxinha que mais se sacrificou pelos seus amigos no decorrer destes longos anos. Sybil não é boba e percebeu aquilo que já sabemos a muito tempo: Bonnie provavelmente é a personagem que tem mais laços emocionais com o maior número dos protagonistas; ela poderia ser considerada a "cola" do grupo. Elena, Caroline, Jeremy, Damon e Enzo (Stefan também, mas pouco explorado), em algum momento Bonnie fez o possível e o impossível para salvar estes, mesmo que isso significasse sua própria morte, o que aconteceu inúmeras vezes.

Caroline apontou exatamente os motivos pelos quais Bonnie é possivelmente a personagem mais forte entre todos ali. Ela não é imortal e agora nem magia mais possui, mas ela nunca vai desistir daqueles que ama, porque ela é extremamente leal. O embate entre a bruxinha e a sereia foi muito interessante levando-se em conta que nos diálogos das duas percebe-se que Sybil está única e exclusivamente sendo guiada pelos seus ciúmes e Bonnie é a motivadora disso. 

Incrível que a sereia do mal não consegue compreender as motivações de seus fantoches para quererem proteger a nossa bruxinha. Um guiado pelo amor e o outro guiado pela amizade, Enzo e Damon quase se mataram por tentarem esconder seus sentimentos. As escolhas tomadas pela Bonnie me incomodaram um pouco porque enxergo neste quadro que a amizade por Damon seria um pouco maior do que o amor um tanto quanto recente com Enzo. Mas como a série sempre teve o "amor verdadeiro" como fio condutor da maioria de suas tramas, é compreensível que ela tenha escolhido um e não o outro.



Também não podemos esquecer de dar o devido destaque para Sybil. Estou AMANDO a vilã. Sejamos sinceros, vilãs femininas são sempre muito mais divertidas do que os moçoilos. Claro, problematizo um pouco as motivações das mesmas, que dentro de TVD geralmente giram entorno de um amor não correspondido por algum macho, mas não posso negar que ver os embates entre Caroline, Bonnie e Sybil foram os pontos altos do episódio. A sereia realmente não está para brincadeiras e apesar de poupar e se conter em alguns momentos, sabemos que ela não está ali para latir e não morder, até porque se não fosse Ric em um momento oportuno, BonBon poderia já estar morta.

Falando em Ric, sua storyline vem se mostrando a menos interessante, não é no entanto que todas as suas cenas foram responsáveis pela quebra de fluidez do capítulo. Apesar dele estar envolvido com a trama central, seu posicionamento ainda é relativamente "fraco" se formos levar em conta o Ric que conhecemos lá no início da série. Espero que deem uma agitada neste núcleo e que ele se envolva mais diretamente com a ação e não fique apenas com a parte da pesquisa e estudos. 

Uma percepção que tive essa semana é que Damon vai precisar se redimir e muito pelos seus atos. Desde tentar matar seus amigos até o homicídio encomendado por Sybil contra um personagem relativamente importante. Estamos na última temporada e apesar de TVD ter um pouco de medo de se desfazer de seus personagens por completo (ora, eventualmente todos os protagonistas morreram ao menos uma vez e retornaram à vida - Bonnie praticamente uma vez por temporada), acredito que teremos mais mortes importantes neste último ano.

Sendo o ápice deste ano de encerramento até aqui, You Decided That I Was Worth Saving serve para mostrar que apesar dos inúmeros erros cometidos nas últimas temporadas, os roteiristas ainda são capazes de contar uma excelente estória. Sybil como vilã master está ótima, com toda sua sedução e loucura e Damon com a humanidade desligada é aquele ótimo vilão sem consciência, poucas vezes tão bem explorado. Se a qualidade se manter assim, acima da média, teremos verdadeiramente um último ano de arrasar corações. 
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário