quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Crítica | Grey's Anatomy - 13x09: You Haven't Done Nothin'



Nesse jogo de resta um, a vida sempre será uma constante luta.

É meu povo, depois de uma primeira metade de temporada relativamente fraca esse último episódio do ano encerra de forma adequada e justa algumas das tramas e abre propositalmente horizontes para novas no retorno de 2017. Não podemos negar que esse décimo terceiro ano vem apresentando apenas dramas mornos e um tanto quanto mal desenvolvidos, principalmente com a história da agressão de Karev e o passado ainda obscuro e mal esclarecido de Jo.

Este capítulo cumpriu o que se espera de uma fall finale e felizmente apresenta o ritmo frenético que todos nós esperamos e sabemos que Grey's pode entregar. Pode não ser considerado nenhuma obra prima, mas depois de tantas histórias mal contadas e dramas mal explorados, este é com certeza o ápice da temporada e isso pode não ser uma coisa boa na realidade. Tivemos respostas e enfrentamentos relativamente importantes nesta semana, mas na verdade tudo caminha a passos curtos e isso pode ser culpa das temporadas intermináveis com vinte e quatro episódios encomendados pela ABC.

O destaque da trama vai para a relação de Karev e Mer e óbvio Jo e sua história ainda como uma incógnita. Em meio a tragédia que se estabeleceu no início do episódio (que efeitos especiais horrendos), tivemos um aprofundamento acertado da amizade de Grey e Alex e percebemos que no final do dia os dois são os únicos que continuam lá e isso é evidenciado pelos ótimos diálogos da dupla e o excelente texto da rainha soberana Mer para ajudar tanto Alex como a si mesma.

O relacionamento dos dois sempre foi conturbado e apesar de serem muito amigos eles tem um histórico de inimizade, mentiras e confrontos. Claro que agora, que restam apenas os dois do time de internos originais, espera-se da própria produção que eles estejam mais conectados, ora eles já passaram por maus bocados. Todos sabemos que Alex é a nova pessoa de Meredith e provavelmente isso só aconteceu porque Cristina teve que nos dar adeus, mas acho mais que válido que os dois possam explorar esta amizade, deixada de lado anteriormente muitas vezes.



Jo é outra que recebeu destaque e digo que merecido. A personagem nunca foi muito querida pelos fãs e sempre apresentou uma personalidade um tanto quanto volátil. Seja por seu passado e seus medos, suas atitudes são aceitáveis e críveis e ela é a única que sabe o que realmente está passando e já passou, então por mais que algumas coisas pareçam egoísmo, entende-se que ela está fazendo tudo para se proteger e proteger aqueles que ama.

Outro embate deixado para a última hora foi o de Richard e Bailey. Não haviam grandes expectativas para que isso acontecesse e os roteiristas fizeram questão de deixar um pouco para escanteio, logo as cenas e os diálogos dos dois foram rápidos e certeiros. Não houve enrolação e até diria que tudo aconteceu rápido de mais, mas temos que entender que outras coisas precisavam receber destaque, então essa discussão acelerada e sem conclusão foi uma decisão acertada.

Claro, se tratando de Shonda, teríamos algum gancho para o retorno no ano que vem e Karev ficou com esta tarefa de nos deixar tensos e ansioso para saber o que ele decidirá sobre seu futuro. Não acho que no final das contas ele aceitará o acordo, ou tão pouco será preso. Prevejo algum serviço comunitário ou algo leve para que ele possa se redimir pelos seus erros. Apesar de achar essas punições um tanto quanto levianas, não quero ter que dizer adeus ao personagem caso ele seja preso. Mesmo sendo a Shonda, não creio que ela faria isso com um dos protagonistas mais antigos, já que sabemos que ela tem apenas dois jeitos de se desfazer de seus personagens: a morte ou um adeus porque alguém tem que se mudar pra outro país por qualquer que seja o motivo.

Grey's não empolga mais, pelo menos não como outrora. Estamos firmes e fortes acompanhando a aventura destes médicos há muito tempo e queremos no final do dia que sejamos surpreendidos e infelizmente parece que o roteiro não consegue fazer mais isso como antigamente. Apesar de deixar alguns ótimos ganchos para o retorno, ainda existe um gosto amargo pois aquele sentimento de estar faltando alguma coisa persiste em nossas cabeças. Nunca jamais duvidarei da capacidade criativa de Shonda e de seu time, mas precisamos que ela nos lembre urgentemente do drama que é capaz de fazer.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário