quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Crítica | Grey's Anatomy - 13x04: Falling Slowly



A vítima, a agressão e a (falta de) punição.

Estamos lidando com um cenário bastante delicado abordado por Grey's Anatomy: violência doméstica. O que se estabelece é que temos aqueles que defendem Karev até o final, ora, conhecemos ele há treze temporadas, sabemos do seu gênio forte, sua índole e seu grande coração mascarado de bad boy e querer que ele seja castigado parece um absurdo; e existe o DeLuca, personagem relativamente "verde" uma vez que ele entrou no elenco regular apenas na décima segunda temporada e culpá-lo se torna algo bem mais fácil, já que não tivemos tempo o bastante para nos apegarmos a sua história ou mesmo defender suas atitudes.

A realidade é que existe apenas uma verdade factual se tratando desta situação: a) Karev é culpado, b) DeLuca é a vítima, c) Alex precisa arcar com as consequências de suas atitudes premeditadas e d) Andrew está sendo quase que aliciado por querer que seu agressor seja punido. Estes são argumentos válidos que o próprio texto faz questão de deixar bastante esclarecido, e não importa o seu (ou o meu) amor por Alex, ele está errado e precisa pagar pelo que fez.

Esta semana o foco basicamente girou entorno da dupla Mer e Alex (mais uma vez) só que em núcleos separados. Enquanto a primeira se via no meio de um turbilhão de sentimentos, dúvidas envolvendo Riggs e decisões tomadas em conjunto sobre paciente x, o segundo "sofria" por não poder mais agir como cirurgião e ser subordinado à um enfermeiro, fora o fato de precisar trabalhar em uma clínica gratuita vista sem muito prestígio.

O roteiro fez questão de evidenciar dois pontos: o "castigo" de Alex e Andrew como um inimigo de Estado. Pra ser bem sincero acho pouco, muito pouco, pouquíssimo o que está acontecendo com Alex. Quero que ele pague na justiça pelo que fez, quero que ele se encontre profissionalmente no fundo do poço, quero que ele cresça, amadureça, enxergue seu erro como algo gravíssimo e entenda que ser xingando por um enfermeiro ou não poder pegar num bisturi não é o suficiente comparado ao que ele causou a vida de outro ser humano.



A história também está fazendo um belo trabalho em representar casos em que a vítima é quase que aliciada por terceiros. Andrew quer que seu agressor pague pelo crime que cometeu e isso não é injusto, bem pelo contrário. Shonda vem mostrar o outro lado da moeda quando evidencia que DeLuca está sendo negligenciado, ou mesmo mal tratado por colegas enquanto vai atrás de justiça. Isso incomoda bastante aos olhos do espectador, mas sinto que essa é a intenção, já que em eventos reais isso é algo comum de se acontecer.

Amelia e Owen estão tendo aqueles dramas que já estamos habituados. Eles se casaram cedo, ninguém pode negar; a relação dos dois sempre foi bastante conturbada, isso também ninguém pode negar. As cenas do casal foram bem escritas, mostrando a química dos atores, ao mesmo tempo que foram recheadas de melodrama, com as revelações de cada um sobre algo do passado que poderia perturbar o outro. Estou gostando da interação dos dois e pelo que senti esse relacionamento tem tudo para render ótimos momentos.

Sobre Maggie, Mer e Riggs: CANSEI. Pierce está agindo (culpa do roteiro, porque a atriz é ótima) como uma adolescente de doze anos. Ela simplesmente não teve nada com Nathan, mas age como se ele fosse o homem de sua vida. Mer não saber se quer ou não quer também incomoda de mais. Sabemos que deve estar tudo uma confusão na cabeça de Grey, mas ela não está conseguindo lidar com o que está acontecendo. No entanto, após a briga entre Riggs e ela, acho que teremos ótimas cenas envolvendo os dois, principalmente depois que Maggie descobrir toda a verdade.

Grey's Anatomy sabe contar histórias, mas peca as vezes pelos caminhos que deseja seguir. Com o tema polêmico que a série vem abordando, Shonda tem que ter cuidado com o que fazer a seguir, saber que por mais que Karev seja um dos personagens mais amados, ele necessita de uma punição, não apenas alguém tagarelando no seu ouvido. Apesar dos pesares, o show continua relevante e atual nos temas abordados, não deixa a peteca cair jamais, mas as vezes erra na hora de juntar todas as peças.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário