segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Crítica | Dead of Summer - 1x06: The Dharma Bums


Minha BFF morreu, alguém me traz o Tabuleiro Ouija.

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Crescer nunca é uma tarefa fácil. A mídia em geral sempre retratou esse processo de forma dramática muito bem construída, baseada nas perdas de pensamentos e ideais que vão acontecendo quando o número de anos vai aumentando e a maturidade vai se tornando inevitável; e nem sempre isto é mostrado como algo positivo, o que é bem verdade.

No episódio dessa semana DoS consegue muito satisfatoriamente apresentar as devidas fases do crescimento: a passagem pelos sonhos adolescentes e crenças únicas até a chegada fase adulta, onde as pessoas tendem a se moldarem a um certo padrão. Deb, interpretada pela sempre perfeita Elizabeth Mitchell, passa tudo aquilo o que o roteiro exige dela. Mostra a vida enxergada de uma ideologia pra no momento seguinte evidenciar que nem sempre o que acreditamos e lutamos por, vai se tornar realidade.

O passado da personagem foi o destaque, fazendo que entendamos muito bem as motivações pelas quais ela se encontra no acampamento, ou porque a mesma o adquiriu. O grande mistério da caixa desde o primeiro episódio foi revelado como algo bem raso, mas que foi suficiente para ser real. A verdade é que aquilo se tratava de uma cápsula do tempo em que a mesma junto com seu amor de verão, prometeram voltar a reaver no futuro. Apesar de ter sido criado uma expectativa desde o primeiro momento (que não foi correspondido), pelo menos as explicações foram bem desenvolvidas, sem espaço para furos, mas ao mesmo tempo sendo uma saída fácil do roteiro.

O grande mistério do culto também deu seus passos de formiga aqui e ainda mostra deficiências na hora de mostrar a que veio. A verdade é que o culto está sendo muito mais utilizado como trama paralela do que como principal e isso prejudica no instante em que respostas precisam ser dadas. Pelo menos sabemos que são necessários exatos cinco sacrifícios para o objetivo final, destes que três já se concretizaram, faltando no mínimo mais duas mortes para que o plano maléfico se concretize. É importante ressaltar que os próprios integrantes do culto não estão bem localizados na trama, onde foi revelado que alguém do acampamento vem os ajudando, sendo este "amigo misterioso" provavelmente culpado pelo assassinato de Cricket, podendo ser o grande matador dessa primeira temporada.


Apesar do episódio não apresentar nenhuma morte, perseguição ou mesmo grandes sustos, as revelações (mesmo que poucas) vieram e serviram para agitar um pouco a trama, já que todos os protagonistas agora sabem do perigo que correm. O luto dos personagens também não foi algo aprofundado, já que alguns deles só queriam saber de conversar com a amiga falecida, mas funcionou para evidenciar o perigo que se encontra a bera do lago, mostrando que Amy é a chave de tudo e que com ela viva ninguém está seguro, inclusive a mesma.

Vale lembrar aquela ótima sequência de possessão que presenciamos, onde finalmente todos se tocaram que algo não está certo naquele lugar. Apesar de tudo soar inconcebível - ora, todos os campistas sabem das forças sobrenaturais, logo a solução lógica e inteligente seria mandar todas as crianças embora e fechar aquele lugar permanentemente - ainda é algo que funciona dentro do show. Mas daqui para frente o roteiro precisa andar e ser capaz de clarear todo o mistério que ronda o acampamento, porque estamos indo para o sétimo episódio e ninguém quer respostas fajutas e apressadas na season finale.

Faltando apenas quatro episódio para o final da temporada, DoS ainda anda a passos lentos, apresentando sabiamente a história dos protagonistas mas entregando uma trama paralela (o culto) muito mal aproveitada e desenvolvida, quando na verdade este deveria ser a maior preocupação do roteiro. Agora que o perigo mortal se mostra evidente para todos, é hora das coisas começarem a acontecer, é hora dos corpos começarem a se amontoar, é hora de verdadeiramente ninguém estar seguro e a morte estar a espreita de todos aqueles que insistem em se encontrar no acampamento Stillwater.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário