sexta-feira, 22 de julho de 2016

Crítica | Pretty Little Liars - 7x05: Along Comes Mary


Case-se comigo na igreja e no papel, vestido branco com buquê e lua de mel...

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois de toda a divulgação da Freeform sobre um pedido de casamento, esse episódio foi esperado com alvoroço pelo fandom. Eu, sinceramente, já sabia que receberia a proposta - e era bastante óbvio, bastava um pouco de visão da trama atualmente. Já deixo claro que Along Comes Mary não teve nada grandioso em seus quarenta e dois minutos, mas existem pontos a serem discutidos e é isso que iremos fazer agora.

Deixarei o pedido para o fim, por isso vamos começar por Aria e Emily, que foram responsáveis pela melhor parte do episódio. Fico bem feliz de que Aria seja a mais interessada em descobrir quem é o novo perseguidor, afinal o roteiro sempre jogava a coitada para tramas de dramas amorosos. Dessa vez, ao lado de Emily, a personagem descobriu o "covil" de Elliot, onde acharam não só documentos falsos como um molde do rosto de Wilden, tendo de vez a certeza que o finado usou tal fisionomia para assustar Ali. Ok que elas deixaram várias impressões digitais, mas seria pedir demais que elas fossem profissionais, não é mesmo?! Isso, porém, foi resolvido com uma ajudinha de Toby que limpou os rastros. O personagem também merece créditos pois até agora não está tão chato como nas temporadas anteriores.

Quem está levando esse título até agora é Spencer. Já fazem cinco semanas, por favor, ninguém mais aguenta ela pra cima e pra baixo correndo atrás do Caleb. E o pior: pra quê ligar para Hanna para descobrir o paradeiro dele? Ela, por acaso, é babá dele? Até atrás do Toby ela foi. E acabou dando de cara com seu Christian Grey alá Freeform, que se revelou um detetive envolvido no caso de Elliot. Eu sei que não devemos confiar 100% nos personagens dessa série, mas só eu que confio 100% nele? Ele realmente parece querer ajudar, e se for para Spencer ficar que nem um animal no cio quando há um assassino atrás delas novamente (!!!), que seja com alguém que vale a pena, e não com o escorado do Caleb, que só mostra o quanto a personagem não superou a fase colegial. Hanna foi outra que em nada acrescentou essa semana, portanto nem me darei ao trabalho de falar algo sobre.

Emily, pisando nas amigas mencionadas acima, não só está com um namoro quase vingando e focada em achar A.D., como com notas altíssimas, já que o stalker fez questão de mandar alguém fazer sua prova e essa pessoa conseguiu uma pontuação de 92% para Ems. Vocês estão pensando o mesmo que eu? Sim, todos queremos um stalker assim! Brincadeira, até porque futuramente ele irá querer algo em troca. Quem não teve a mesma sorte foi Alison que, mesmo libertada de seu martírio na clínica psiquiátrica, descobriu estar sem nenhum dinheiro e ainda terá que morar com Mary. Espero realmente que ela consiga descobrir algo sobre o envolvimento da tia e Rollins sem acabar se entregando, afinal ela meio que ferrou com o plano e contou à Jenna que sabia de seu envolvimento com Archie (aka Elliot). Fiquei meio perdido que logo a mais manipuladora de todas as Liars acabou dando com as línguas nos dentes para o inimigo, mas não adianta chorar pelo leite derramado.

E se já não bastasse ter que suportar o retorno de Jenna, ainda tivemos o desprazer do de Sara. Sinceramente, há tantos coadjuvantes que podiam retornar (saudades Jake, Melissa, Jason, Maya...) e o roteiro traz esse ser? Eu não sou obrigado! Pelo menos, tivemos também o de Noel. Agora só nos resta torcer que esses retornos sirvam para algo e não seja que nem todas as vezes anteriores, onde os personagens recorrentes só aparecem para ser desconfiança temporária, sumindo novamente pouco tempo depois.

E por fim, mas não menos importante: o pedido. Como eu disse no começo da crítica, não era difícil saber que seria Ezria, não é?! Spoby morreu "de vez"; Caleb não sabe se quer Hanna ou Spencer e nem deu as caras nesse episódio; Emison também está em modo pausa... Realmente só sobrava os dois. Mas claro que isso rendeu polêmica por parte dos Haleb, que preferiam ver Caleb pedindo a mão de Hanna mesmo que isso não fizesse o menor sentido na trama atualmente; e para mostrarem sua revolta, chegaram até a chamar Ezria de um relacionamento abusivo e pedófilo. Confesso que ri do mico, afinal nenhum dos quatro romances principais é digno de um conto de fadas. Mas aparentemente as polêmicas também irão rolar na trama, já que pela cara da Aria ela não vai aceitar de primeira. E pior: talvez Nicole esteja viva. Enfim, só tenham em mente que a treta vai rolar solta nos próximos episódios. E nós estaremos observando tudo, óbvio!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário