quarta-feira, 23 de março de 2016

[Crítica] Shadowhunters - 1x08-11: Bad Blood / Rise Up / This World Inverted / Blood Calls To Blood


Olha quem você tá beijando, menina!

Review:
(Spoilers Abaixo)

Primeiramente, desculpem pelo atraso! Como eu disse na review de Pretty Little Liars, meu notebook estava com problemas, por isso não teve críticas de Shadowhunters nas últimas semanas. Mas aqui estou para nos atualizarmos nos últimos acontecimentos no mundo dos Caçadores de Sombras. Peguem suas estelas e venham comigo!

Vamos começar com sinceridade: entre esses quatro episódios - Bad Blood, Rise Up, This World Inverted e Blood Calls To Blood - apenas o primeiro e o último realmente acrescentaram algo para a trama, que vinha enrolando demais para ir até o momento chave do primeiro livro. Porém, os roteiristas nos deixaram com a cara na poeira, pois enquanto todos pensávamos que esse plot twist só viria à tona na Season Finale, ele foi descoberto neste décimo primeiro episódio. Mas antes de comentarmos essa revelação, vamos começar pelo começo, que foi a transformação de Simon. Gostei bastante de como a cena foi executada e, no geral, Katherine McManara e Alberto Rosende foram bem - mas o que foi aquela parte onde a Clary estava chorando pelo Simon e no segundo seguinte, socando a Camille, para voltar a chorar depois? Claro que não culpo a Kat, afinal ele só representa o roteiro, então isso é defeito do mesmo.

E sabendo que Simon é o alívio cômico da série, foi bom terem focado em um lado mais dark para o personagem antes de trazerem-no para a comédia novamente. E além disso, investiram em um novo bromance para a série que não existia nos livros, que é a amizade de Simon e Luke. Foi bem engraçado ver os dois juntos, principalmente porque os dois passaram pela mesma coisa - amar a melhor amiga que só tem olhos para outro. Mas enquanto algumas amizades vão surgindo, outras vão acabando. Decidido a salvar o legado da família, Alec mudou completamente e se tornou um personagem chato, logo ele que era o melhor da série até então. Até propor casamento à Lydia ele propôs. Ela, claro, aceitou na hora, destruindo o coração dos Malec shippers.

É óbvio que esse casamento vai ser por conveniência - como os próprios deixaram claro -, mas espero que nasça uma amizade entre os dois como já vem acontecendo. Vi muita gente odiando a Lydia por conta de Malec mas não há necessidade disso, afinal ela até o momento não demonstrou ter outras intenções com Alec. Ah, e vale lembrar que o próximo episódio vai se chamar Malec, então... Mas voltando ao foco que é esse novo Alec. É bem triste ver a ligação Parabatai dele e de Jace se enfraquecendo, mas espero que eles se entendam o mais rápido possível. E palmas para o Jace que se mostrou menos tapado, pelo menos em relação à Alec, já que ele deixou claro que sabe dos sentimentos do Lightwood por ele.


Já Izzy por pouco não perdeu suas runas e foi expulsa de Idris pela Clave, que está louca atrás do Cálice Mortal e acha que a moça está unida com os Seelies (as Fadas). De todos os plots, esse era o que eu menos estou gostando e não vejo a hora dele terminar. Nem Magnus todo trabalhado na advogacia e tentando salvar a cunhadinha deixou o assunto interessante. Mas adorei a aproximação entre os dois durante esses episódios e quero mais disso pra ontem!

E sobre aquele plano alternativo: não sou capaz de opinar. Brincadeira, sou sim! E apesar de ter achado as cenas Malec nesse plano engraçadas, esse episódio foi claramente um filler que pouco acrescentou a história, exceto pelos seus minutos finais, onde tivemos Jace reencontrando o pai, Michael, que ele acreditava ter morrido. Eu já desconfiava que aquele era o Valentine disfarçado somente para roubar o Cálice e achei bem legal esse modo que o roteiro incluiu as lembranças de Jace na série, pois nos livros, ele também assume ter lembranças com Michael - como o momento do pássaro - mas não fica muito bem explicado se era mesmo Michael ou Valentine. Espero que tenham flashbacks do personagem na infância. E enfim, o plot twist do primeiro livro veio à tona, que é o parentesco entre Clary e Jace. Mas não gostei tanto assim de como ela foi jogada na série, principalmente nas cenas seguintes onde Jace e Clary conversaram normais. Tipo, você descobriu que seu quase namorado é seu irmão, filha, dá uma surtada!

Apesar disso, Clary merece palmas pois está sendo maravilhosa, Primeiro com aquele demônio que fingiu ser Jace, agora com Valentine disfarçado. É incrível como a personagem consegue enxergar tudo nos mínimos detalhes e agir certo, diferente de 90% das protagonistas de séries adolescentes. E agora só nos resta esperar pelo próximo episódio. A história da série realmente deu uma decaída com esses últimos episódios, mas este último me deu novas esperanças de que os próximos - só falta dois para a temporada acabar - vão ser explosivos. Vamos torcer! E caso alguém ainda não saiba, a série está renovadíssima para a segunda temporada. E ainda houve boatos de que estavámos na pior...
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário