quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

[Crítica] Shadowhunters - 1x07: Major Arcana


Com quem será, com quem será, com quem será que o Cálice vai ficar.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Peguem suas estelas e me acompanhem porque chegou a hora de comentarmos Shadowhunters. Esse episódio foi muito bom, pois além de trazer o objeto principal dessa temporada - o Cálice Mortal - em cena novamente, conseguiu mesclar bem o humor e ação, fazendo com que os minutos passassem voando e nos deixando sedento pelo próximo.

Depois de descobrir que tinha um irmão e de que a mãe escondeu o Cálice, Clary logo ligou as pontas e disse que sabia onde o objeto estava. Todos, claro, se uniram e foram recuperá-lo. Mas como os shadowhunters sempre se ferram, Luke acabou sendo preso por acharem seu carro todo ensanguentado - devido a briga dele com os lobos no quinto episódio - e seus objetos foram confiscados (e o Cálice estava entre eles, já que estava nas cartas de tarô). Clary, como além de pintora, é uma ótima atriz, fingiu que namorava Jace e que ele havia traído-a, ganhando o apoio da policial amiga de Luke. A cara que o Jace fez quando ela o estapeou foi hilária. E o pior é que ele apanhou por nada, pois o plano não deu certo e, com isso, Izzy e Alec foram chamados para ajudar.

Mas como Izzy continua no seu processo "purificação by Andressa Urach", sobrou para Alec bancar o conquistador. O que foi ele dando em cima da delegada, gente? Eu faltei cair da cama com a cara do coitado, que já não sabe o que fazer na frente do Jace ou do Magnus, quem dirá dessa mulher. Pelo menos, diferente da Clary, ele conseguiu algum resultado e o Cálice foi recuperado. Não sem antes nos fazer sofrer um pouco. Fiquei com a cara na poeira quando a Clary colocou a mão dentro da carta para retirar o objeto, mas nada aconteceu, pois no livro, assim que ela recupera a carta, consegue pegar. Inúmeras possibilidades passaram pela minha cabeça, desde "Valentine conseguiu tombar todos e pega-lo" antes até "Jocelyn escondeu em outro lugar".

Mas agora vamos focar nos momentos tensos do episódio. Primeiro, a morte de Vargas, a policial amiga de Luke. Esses roteiristas parecem que gostam de ver a gente sofrer porque é só simpatizarmos com determinado personagem que eles o eliminam sem dó nem piedade. Mas vamos seguir... Também tivemos Clary sendo esperta uma vez na vida e notando que ali não era Jace, mas sim um demônio (mas também se não notasse com o cara repetindo a cada segundo "me dá o cálice", né?!). Brincadeiras à parte, adoro essa coragem que a Clary da série tem. As do livro também possui, mas não tanto como esta.

O único que ficou de fora de toda essa ação foi Simon, que continuava tendo alucinações com sangue e Camille. Cansado, ele foi até o Hotel Dumort atrás dos vampiros para descobrir o que estava acontecendo e reencontrou a mulher. E ao questionar se estava virando um vampiro também, recebeu um sonoro não. Porém, Camille juntou o útil ao agradável e o mordeu. Também fiquei surpreso com isso, pois além das alucinações, Simon ainda quebrou a mesa e eu tinha plena certeza que a transformação já estava acontecendo. Só sei que quero ver logo o personagem como um vampiro, pois a transformação na série está muito mais explícita e tensa do que nos livros.

E por fim, mas não menos importante, chegou a hora de falarmos dos casais da série. Izzy terminou com Meliorn porque os Seelies e os Shadowhunters são inimigos há vários anos; Malec não saiu da fase de indiretas por parte de Magnus; então só nos sobra Clace. E eu prefiro assim, que eles trabalhem cada casal aos poucos para que a história principal não se torne um romance bobo. Não sei porque algo me dizia que o primeiro beijo de Clary e Jace seria no sétimo episódio, mas foi aqui mesmo. Pena que não foi na estufa, como nos livros, mas foi óbvio que eles quiseram que acontecesse em um momento repentino. Por isso, espero que a cena da estufa venha a acontecer nos próximos. E até o próximo episódio!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário