domingo, 21 de fevereiro de 2016

[Crítica] Shadowhunters - 1x05/06: Moo Shu To Go / Of Men and Angels


Unidos por um objetivo comum, mas todos com próprias intenções.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Primeiramente, desculpem pelo atraso. Em se tratando de Shadowhunters, eu sou aquele tipo de fã que estava esperando a série desde que ela foi anunciada e a manhã de quarta-feira é sagrada para que eu tire uns minutos do meu tempo para assistir o episódio na Netflix. Mas por motivos maiores, não tive tempo de comentar os dois últimos episódios aqui com vocês assim, tão rápido. Só que antes de falarmos deles em si, quero falar sobre o boicote que a série vem sofrendo por parte de alguns fãs.

Sim, eu entendo que a série está tendo modificações em comparação com o livro, mas isso é motivo para tentarem boicotar essa nova chance que muitos queriam desde que os filmes foram cancelados? Todos estão cansados de saber que SEMPRE vão haver divergências entre as duas mídias pois elas são diferentes e o que funciona em uma, pode não adequar-se na outra. E é vísivel que, apesar de estarem querendo adicionar novas coisas à mitologia da série, os criadores estão respeitando a história original ao máximo que podem, já que a essência dos livros está aqui e as cenas mais importantes estão sendo adicionadas. Eu nunca li Percy Jackson, mas conheço inúmeros fãs que dizem que a série foi massacrada nas duas adaptações - aliás, esta foi outra saga cancelada nos cinemas. Shadowhunters possui defeitos, mas vem crescendo a cada semana e seria triste ver essa nova chance que a história recebeu ser tirada pelos próprios fãs.

Bom, desabafo feito, agora vamos para os episódio. Começando por Moo Shu To Go, adorei a interação de Alec e Clary, principalmente a parte que a garota o enfrentou para que ele assumisse que ama Jace. O coitado até tentou disfarçar o amor que sente pelo amigo, mas nem foi preciso, porque Jace acha que é um amor de irmão, por eles serem Parabatai. Quem nunca, né?! Mas Alec não precisa chorar muito pois já está na mira de Magnus, que fez questão de mentir que precisava do garoto para ajudar a salvar Luke só para poder revê-lo, em Of Men and Angels. Estou gostando muito da forma como o casal está sendo desenvolvido na série, além de que esse Magnus é mais cômico do que o dos livros (em relação aos dois primeiros, que foram os que eu li até agora). Entretanto, além dessa paixão que Alec sente por Jace, seus pais ainda o querem casar para conseguir a honra da família de volta - os Lightwood ficaram manchados pois foram cúmplices de Valentine no plano contra Idris, mas se arrependeram e receberam perdão.

Também gostei muito de Maryse e Robert, além de Max (o irmãozinho de Alec e Izzy), claro. Já deu para perceber que os dois entrarão em inúmeros conflitos com os filhos mais velhos, principalmente Maryse com Izzy, que quer conseguir a aprovação da mãe que claramente tem um maior carinho com Jace, que nem é seu filho biológico. No sexto episódio até vimos que a personagem passou a ser vestir de forma "mais comportada" só porque a mãe a repreendeu no quinto. Mas além disso, Izzy mudou seu modo de se vestir para ajudar Alec, o que só faz a série ganhar mais pontos comigo por mostrar que os irmãos possuem uma forte cumplicidade. Porém, todo esse trabalho para conseguir a atenção da mãe pode vir por água abaixo quando Izzy descobrir que existem mais coisas do que ela sabe nessa dos pais com Valentine no passado.

Aliás, o passado foi o ponto alto do episódio. Quem não leu os livros, descobriu por meio dele que Valentine e Luke eram Parabatai quando eram adolescentes e a briga entre os dois e Jocelyn, que resultou no sentimento de ódio e vingança que o primeiro tem pelos dois últimos. Além disso, Luke afirmou nesse episódio que ele e Jocelyn ficaram juntos logo depois, enquanto nos livros - pelo menos até no segundo - ele tinha sentimentos por ela, mas nunca aconteceu nada entre eles. E como se isso não bastasse, Clary ainda descobriu que a caixa com as iniciais JC que a mãe tem desde que ela se entende por gente pertence, na verdade ao seu irmão mais velho, que foi levado por Valentine e morreu em um incêndio. Esse plot é o do primeiro livro e é óbvio que o final da temporada será baseado nesse volume, pois é um plot twist insano.

E por fim mas não menos importante, a transformação de Simon está cada vez mais forte e com efeitos colaterais. O personagem está se estressando com qualquer coisa, além de ter alucinações e isso só vai piorar nos próximos episódios, como mostram as promos e fotos promocionais. Em comparação ao livro, a transformação de Simon está muito mais pesada e estou gostando muito disso, pois mesmo assim, estão conseguindo manter o nível cômico do personagem. E por hoje é só, pessoal! Se eu esqueci de comentar algo, falem nos comentários porque, como eu disse, eu vi esse episódios há alguns dias e sou mundano, então é aquele ditado... vamo fazer o quê? Até o próximo!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário