segunda-feira, 30 de novembro de 2015

[Crítica] The Walking Dead - 6x08: Start To Finish (Mid-Season Finale)


Nem toda vida é preciosa.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Antes de mais nada, devo esclarecer que a frase de impacto e o post ser estampado por uma imagem do Padre foi apenas uma coincidência. Ele já foi sim um dos personagens mais odiados da série, mas já fazem alguns episódios desde que ele tem tentado buscar algum tipo de redenção. Não posso dizer que ficaria triste pela sua morte, mas o fato dele estar respirando não me irrita como antes. De fato, o posto de "personagem mais odiado" tem um novo rei: Morgan. Depois de fazer um pequeno giro pela internet, descobri que as pessoas estão gostando tanto dele quanto eu, ou seja, todos esperamos que ele morra em algum pouco - o mais próximo possível - percebendo que os seus conceitos são falhos. Sim, porque depois desse episódio, não quero mais que ele simplesmente morra, quero que perceba que estava errado antes.

Olhando para o episódio de uma forma geral, não posso deixar de dizer que foi uma das Mid-Season Finales mais decepcionantes da série. Eu estou ficando realmente cansado de vir aqui toda semana para falar mal da série, mas não é como se eu fosse sorrir e engolir quando tentam nos fazer de trouxas. Pois bem, depois de semanas enrolando sobre o paradeiro do Glenn, o último episódio do ano tinha tudo para fechar este ciclo da forma mais tensão e chocante possível. Infelizmente, tudo isso ficou na expectativa mesmo. Em geral, tivemos um pouco bem abaixo da média para uma finale, que não surpreende ou comove e também está cheia de momentos em que queremos entrar na tela e dar na cara de alguns personagens. Sério, foram tantos momentos de burrice que eu perdi minha tranquilidade.

A única morte significativa do episódio foi a da Deanna, que não teve qualquer impacto. Assim como a Jessie, ela era uma das poucas personagens de Alexandria que estava começando a se adaptar nesse mundo pós-apocalíptico. Infelizmente, não acompanhamos a personagem tempo suficiente para nos importarmos com ela. E não ajuda quando você é iniciante e quer se igualar ao Rick, dando tiros para todos os cantos e caindo depois três passos. Essa cena deveria mostrar superação, garra, mas foi apenas risível. Depois, quando foi revelado que ela havia sido mordida durante a queda, pouca coisa mudou diante da minha perspectiva. Deanna teria morrido só com os feridos se não houvesse nenhum zumbi, porque ficou claro que o roteiro queria tornar aquela cena a sua gloriosa despedida. Mas, convenhamos, prefiro até mesmo a última ousadia da Beth do que esta.

O melhor momento do episódio foi a perseguição da Maggie. Não consigo nem lembrar desde a última vez em que a personagem passou por um aperto real (e aquela cena no esgoto não era para ser levada a sério, né), mas sei que fiquei com o coração na mão com a sua interminável luta para subir a escada. A cena foi extremamente curta, mas, enquanto a estava assistindo, aquele momento não conseguia passar rápido o suficiente. Gosto de pensar que a personagem já está salva, mas com esses zumbis implacáveis, não me surpreenderia se eles derrubassem aquela plataforma. Ainda bem que o Glenn está por perto, à espreita, cuidando da mulher grávida dele. Qualquer coisa ele vira o Rambo, passa por toda a horda para salvar a Maggie. Não seria a primeira vez que o personagem sairia inabalável no meio de um grupo de walkers.

Agora vamos falar sobre a parte mais irritante do episódio? Mais uma vez, as convicções ridículas do Morgan estão prestes a custar mais uma vida. Se aquela médica morrer, eu quero a cabeça do Morgan. Na verdade, eu quero a cabeça dele de qualquer jeito. Torcendo muito para ele ser a vítima principal do já famoso Negan ao invés daquele-que-vocês-já-sabem. Morgan não está defendendo um ideal, ele está obcecado por ele. Não consegue existir sem esse mantra, por isso que ele está disposto a ficar contra aliados para proteger inimigos. Ele não está menos louco do que antes - exatamente o oposto, está mais. Estava torcendo muito para que a Carol matasse os dois, mas sabia que ela não seria páreo para as técnicas kung fu do Morgan. Pelo menos ela mostrou que consegue manter uma boa briga, apesar de não ter ficado em pé ao final dela.

Meu sangue também ferveu quando o trio de idiotas entregam suas armas para o Wolf psicopata ao invés de tentar um tiro. Quero dizer, havia chances de acertar a médica, mas bem poucas - estava quase à queima-roupa. Sem contar que ele havia "levado uma faca para um duelo de armas". Sério que eles acharam que seria mais inteligente abandonar suas armas, dar poder de fogo para um lunático e deixar a médica ser levada para as ruas infestadas de mortos-vivos? Nada disso fez sentido algum para mim. Sei que o roteiro precisava disso para criar uma tensão e desenvolver suas tramas futuras, mas nós raciocinamos, então o mínimo que os roteiristas deviam fazer era escrever algo mais convincente do que isso. O gancho final do episódio consegue ser ainda mais decepcionante do que tudo o que foi apresentado nesses 42 minutos.

A primeira metade da temporada termina com o Sam chamando idioticamente pela sua mãe no meio de uma multidão de zumbis. Eu entendo que ele é uma criança medrosa, mas não sabia que era tão retardado. Os roteiristas escolheram guardar o banho de sangue para o retorno da série, o que acaba fechando essa primeira metade de forma negativa. Como disse no texto anterior, estávamos todos contanto com o choque de sempre da finale para esquecermos do roteiro preguiçoso apresentado antes. Neste caso, foi apenas mais uma semana que não agradou, afundando ainda mais o nível deste ano que tinha começado tão bem. Os pior é que as pessoas que estão por dentro dos spoilers sabem exatamente o que esperar do próximo episódio. Ninguém sabia se os rumores seriam verdadeiros, mas esse episódio entregou tudo de bandeija - desde o chamado do Sam até a ordem que eles deram as mãos. Enfim, merecíamos bem mais.

PS. O que dizer aquela cena liberada fazendo menção ao Negan? Nem chorei, só tremi. O personagem nem deu as caras ainda, mas as pessoas já temem o seu nome. Mal posso esperar para ele movimentar as coisas um pouco.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário