quarta-feira, 25 de novembro de 2015

[Crítica] The Vampire Diaries - 7x07: Mommie Dearest


Um brinde a nova aliança do pop.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Cheguei para comentarmos sobre a série que mais tem quebrado minha cabeça ultimamente. Mesmo com todos os erros de The Vampire Diaries, a acompanho desde 2009 e nutro, sim, um carinho por ela. Mesmo não concordando com o rumo que a história seguiu destruindo Stelena para unir Delena ou com a irritante 5ª temporada, nunca cogitei abandoná-la. Mas posso dizer que essa ideia está passando pela minha cabeça agora.

Muitos fãs acham que a série já deu o que tinha que dar e eu concordo, em partes. A história já não é lá chamativa desde a já mencionada 5ª temporada, mas de algum jeito, ela ainda se sustentava e em vista da atual temporada, é perceptível que grande parte disso era por conta da Nina. Paul e Ian também não ótimos atores, mas é impossível não afirmar que a atriz era a melhor do trio e carregava a história nas contas. A trama sofreu uma grande perda com a saída dos Originais e agora com a de Nina, só mostra o quanto os irmãos Salvatore não tem força para segurar a história por mais temporadas.

Os roteiristas até se esforçam e o plot envolvendo a gravidez de Caroline gerou uma certa curiosidade, mas o resto é totalmente dispensável e parece uma mistura de tudo que já vimos. Inimigos inicialmente mas que depois unem as forças para destruir outro inimigo em comum, quantas vezes já não vimos isso nas temporadas passadas? Pois é. Então, vamos começar pelo plot da gravidez que é o mais interessante. Ainda não temos muitas informações, apenas que os bebês realmente existem e isso com certeza causará uma treta maligna, pois os Gemini virão atrás dele com todas as forças. Minha opinião sobre a aproximação de Care e Alaric em função disso, vocês já sabem: sem química, próximo!

Enquanto isso, tivemos Lily acordando pra vida e vendo que o Julian pouco liga para ela se for para mostrar que é o fodão de Mystic Falls, e isso a fez se juntar aos filhos que tanto renegou. Não sou lá grande fã da personagem mas já estava na hora, né? A mulher sofreu na mão do ex-marido e sofrer novamente é exagero. E mesmo sendo ótimo ver o Damon todo trabalhado no veneno jogando na cara dela que ela é usada e/ou que não deu carinho para ele e Stefan, dá para ver que ela sente algum afeto pelos filhos, então vamos ver no que isso vai dar. E espero que eles consigam acabar com o Julian, porque que personagem chato, minha gente!

O jeito que ele falou da Lily depois da luta com o Lorenzo como se ela fosse um prêmio para o melhor, nojo define! Jurava que a Bonnie e o Enzo tinham algum plano armado para pegá-lo, mas tudo não passou de uma lutinha boba mesmo. Outra luta sem graça foi a de Valerie com o Hegere mudinho. Podiam ter colocado a Mary Louise ou a Nora na cena, seria muito melhor, mas até entendo o lado deles. Como ele não fala, isso ocupa menos a mente dos roteiristas e economiza mais tinta na hora de imprimir os roteiros.

Por fim, e não menos importante: a CW divulgou a programação de 2016 e The Vampire Diaries e The Originals foram remanejadas para sexta-feira. Juntando isso com a audiência preocupante da série - esse episódio registrou apenas 1.10 milhões de espectadores e 0.5 na demo -, eu nem preciso dizer que ela está quase na cova, não é? Eu não acho que a série possa ser cancelada sem mais nem menos devido todos esses anos na grade da emissora, mas... Ah, e essa semana não tem TVD nem TO, só dia 03/12.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário