domingo, 22 de novembro de 2015

[Crítica] Scream Queens - 1x09: Ghost Stories


Mama Denise vai deixar seus cabelos em pé.

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Quando tudo é perfeito e na medida certa, um episódio de qualquer série consegue se manter interessante de seu início ao minuto final e também é capaz de aumentar o apreço do espectador por aquele show que o mesmo vem acompanhando, seja a semanas, seja a anos. Indiscutivelmente Ghost Stories é o melhor episódio dessa primeira temporada de Scream Queens e tudo nele funciona: os mistérios, os personagens, os momentos de tenção, a comédia, as mortes e até mesmo as reviravoltas.

O que sempre me preocupou na atração era não acertarem na medida do inverossímil de alguns aspectos apresentado, o que mais exemplifica isso são as atitudes de poucos personagens que não se enquadram muito bem dentro daquele universo. Grace e Pete sempre tiveram problemas para conquistar a empatia do público justamente por serem deslocados demais e não fazendo parte do que realmente é o charme dessa série. Claro, eles estão sempre envolvidos com a trama principal, mas ao mesmo tempo estão distantes daquele plano cômico que a atração apresenta com todos os outros personagens. Mas nesta semana, Grace consegue se enquadrar de um modo muito fácil, parecendo que sempre esteve ali, no meio daquela loucura sem estar equivocadamente em outro plano da história.

Não podemos esquecer que as Chanels são com certeza a parte mais interessante de SQ e isso eu já venho falando a tempos. Agora que Denise praticamente se tornou uma Chanel #7 todas as cenas desse grupo reunido conseguem ser superiormente engraçadas que as outras, ou seja, nada supera o lado cômico dessas meninas, reunidas ou não necessariamente. Sempre quando temos tempo para ver as insanidades das garotas, isso se torna algo reconfortante, já que até agora não erraram a mão no texto de nenhuma delas.

Falando em Chanels, como não amar aquela sequência de história de fantasmas no banheiro? Claro que quem comandaria essa parte seria a Mama Denise que é única em fazer comédia. Toda a parte em que ela conta e depois é atacada no cômodo de tema de suas histórias é simplesmente magnifico. Sinceramente esse foi o momento mais tenso para mim desde a estreia. Apesar de ter começado engraçado e ter sido engraçado até seu encerramento, a cena de ataque de Red Devil me deixou apreensivo, pois não quero de jeito maneira que minha amada segurança seja morta nesse primeiro ano.

Chanel #6 também teve tempo de brilhar e criar vários momentos bizarros com outros protagonistas. Suspeito muito dela justamente por não entender muito bem como ela se integra naquela história. Ela chegou uma coisa, se tornou outra e sempre teve uma pontinha sociopata que levanta vários questionamentos. Claro, ela foi jogada da escada pela Chanel, mas não creio que desperdiçarão sua presença logo por agora, já que ela foi uma das que mais mostrou crescimento, desenvolvimento e potencial adentro da trama.

Outro fato importante, é que neste episódio a trama e o mistério principal tiveram um desenvolvimento considerável. Sabemos que são no mínimo três assassino no campus, e trazerem de volta Boone para dentro do quadro de personagens vivos foi a decisão mais acertada por hora. Sem dúvida que teria um lado cômico com seu retorno e todos acreditarem que o mesmo era um fantasma funcionou de um jeito muito convincente. Era óbvio que nem todos iam comprar a história de que ele estava realmente morto, então tivemos várias sequências de pequenas descobertas pelo lado de alguns personagens.

Em relação a tudo o que vem acontecendo, entender as justificativas e motivações ainda é uma tecla pertinente. Falta descobrir quem é o último Red Devil, mas já tenho minhas apostas. Aquela reviravolta no final, com um certo personagem se virando contra outro no último segundo ainda cria certa expectativa por descobrir quem está por trás da última máscara que ainda não caiu.

Sendo fácil a semana mais forte da série, Scream Queens mostra equilibradamente como tudo pode funcionar dentro de seu gênero: a comédia, o terror e o mistério. Não decepciona em nenhum momento como de fato só cria mais expectação pelo grand finale que tem tudo para render mais ótimos momentos. Agora que estamos na reta final, o que é certo desde já é que esperar quase um ano por uma segunda temporada parece ser a tarefa mais difícil de se cumprir. Mas por agora, vamos esperar ver o que Red Devil ainda guarda para nós.

P.s.: a trilha sonora está incrível e impecável.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário