terça-feira, 13 de outubro de 2015

[Crítica] Young & Hungry - 2x16-18: Young & How Sofia Got Her Groove / Young & Trashy / Young & Doppelgänger


Quando vão começar a distribuir esses brindes da festa que o Josh foi nas festas daqui?

Review:
(Spoilers Abaixo)

Chegou a hora de comentarmos os últimos episódios de Young & Hungry. Bom, essa crítica está sendo tripla porque como já expliquei na anterior, estava com uns problemas na minha internet e quando consertei parecia que tinha entrado em coma por anos. Existiam vários episódios da série, mas principalmente de outras séries. E apesar de Y&H ser uma série que me agrada muito, tem algumas mais especiais, então tive que dar preferência para as mesmas. Sorry not sorry!

Mas vamos ao que interessa, começando por Young & How Sofia Got Her Groove. Desses três episódios, esse foi o mais fraco e o que eu menos gostei. Como eu já disse em críticas passadas, adoro quando os roteiristas dão destaque para a Sofia e apesar deste episódio fazer isso, acho que se tivessem investido nas cenas dela reencontrando o cara que a confundiu com uma prostituta, iria gostar mais do episódio. Eu entendo que o tempo da série é curto, mas teria sido engraçado. Mas o plot envolvendo o Josh e sua neura com o tamanho do pênis também foi engraçado - mesmo que não tenha ganhado tanto tempo para ser trabalhado.

Young & Trashy foi o episódio que eu mais gostei desses três. Ele conseguiu tomar um rumo totalmente diferente do que eu imaginava em relação à confusão com a camisa de Steve Jobs. O que foram as cenas da Yolanda jogando comida de propósito no lixo do prédio para atingir Elliot? Dona dessa série! Mas como nem tudo são flores, ele também teve seu erro por não mostrar se Gabi e Sofia encontraram a roupa - e nem no episódio seguinte isso foi mencionado, como se fosse algo que nunca aconteceu. Então vamos imaginar que elas não acharam a camisa.

E por fim, mas não menos importante, tivemos Young & Doppelgänger e poucos episódios da série conseguiram dividir-se em três histórias como esse. A primeira foi quando Gabi decidiu alugar a vista de seu apartamento para que pessoas vissem a Parada Gay de sua sacada - como se isso fosse a coisa mais normal do mundo. Essa menina nunca ouviu que não devemos deixar estranhos entrar em nossa casa? E pior, levá-los para a casa do chefe? Sorte dela que Sofia é 1001 utilidades e expulsou todos dizendo seu nome que é quase um parágrafo.

Enquanto isso, a animação de Yo-Yo e Elliot para a Parada Gay foi para os ares e os dois acabaram dormindo. Esse plot não teve tanto destaque, mas eles tentando parecer adolescentes animadíssimos, mas morrendo de dores no corpo; e a cara na poeira quando acordando horas depois da festa ter terminado foi impagável. Mas Josh foi o rei supremo desse episódio com aquela apresentação e sua ereção por imaginar as pessoas de roupas íntimas para amenizar seu nervosismo. Poderia ser pior, mas ele ganhou até uma música, né gente? Quem sabe daqui há alguns anos uma gravadora não o contrata?!

Bom, e foi isso que aconteceu nesses três episódios. Mas antes de dizer tchau, em uma rápida pesquisa na Wikipédia vi que a ABC Family começou com a frescura de exibir os episódios em ordem aleatória, por exemplo, Young & Trashy deveria ter sido o 2x14 e não o 2x17 de acordo com o código de produção. Isso não causou maiores danos no entendimento da série - como a própria emissora fez com Mystery Girls ao exibir o 1x04 antes do 1x01 (?) -, mas custa exibir na ordem de produção antes que cause problemas futuros? Até os próximos episódios.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário