domingo, 4 de outubro de 2015

[Crítica] Scream Queens - 1x03: Chainsaw


Welcome Chanel #6.

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Se te alguma coisa que Ryan e sua equipe já erraram é o timing. Em Glee, em AHS e em Nip/Tuck sempre em determinados momentos tivemos aquela sensação de alguma trama ser arrastada demais enquanto outras são logo iniciadas e finalizadas em um mesmo episódio. Isso não só para tramas em si, mas também para cenas que parecem ocupar tempo de mais enquanto outras que poderiam ser melhores trabalhadas não ficam com um tempo satisfatório. E é exatamente esse o maior pecado deste terceiro episódio. Tivemos momentos longos de mais em certas ocasiões que em uma cena mais breve poderia muito bem funcionar melhor.

Na season premiere, apesar de ser um evento duplo, a comédia e o 'terror' estiveram na balança e os dois funcionaram na medida. Claro que a comédia foi soberana e reinou nas duas horas, o que ofuscou um pouco aquele clima de medo que também era uma proposta do show. Até mesmo o assassino tinha sido tratado com um certo humor, em todas as suas aparições alguma pitada de humor era dada, como a cena do cortador de grama e o ataque a Chanel #2. Só que desta vez, independente da sua caracterização cômica, percebemos que o assassino realmente está lá para matar, jorrar sangue e diminuir o elenco. Isso ficou muito perceptível no momento da briga dos dois mascotes, porque apesar de ser algo engraçado no geral, o Red Devil estava matando alguém, e por mais que a briga tenha sido impagável, estávamos assistindo um assassinato.

Ryan também sempre soube trabalhar suas autocrítica e referências, só que desta vez foi demais. Era claro que nessa semana o "tema" era O Massacre da Serra Elétrica, mas para isso não era necessário toda aquela aula sobre o longa original. Os roteiristas decidiram tratar o espectador como certo ser ignorante, onde um demônio vermelho com uma serra elétrica precisava de alguma explicação, o que torna o roteiro, até então inteligente nas referências, como algo preguiçoso e pressupõe que nós, telespectadores precisamos de uma cena referenciando o filme para podermos sentir certo apego a todos aqueles momento WTF.

Até a comédia não estava sendo bem trabalhada. Apesar de ótimos momento, como no discurso da reitora ou no ótimo diálogo da policial Denise e toda sua aula sobre como achar um serial killer, alguns momentos se alongaram de mais. Apesar disso, é impossível não relevar um pouco disso com as ótimas risadas que são proporcionadas. Lea e Emma tem um ótimo entrosamento em cena, e os momentos das duas juntas ainda são insuperáveis. Todo aquele papo do closet e de tornar alguém popular rendeu as risadas mais gostosas, e ver Lea mostrando que não é apenas uma Rachel e tem tanto talento quanto qualquer outro nome do elenco me deixa super feliz.

Não posso me esquecer de citar aquela sequência onde os meninos do show (com certeza a parte mais fraca da série) vão atrás do assassino e são surpreendidos não por um, mas por dois Red Devils. Temos toda uma briga de meninos com tacos e assassinos com serras elétricas. Devo dizer que sinto muito por aqueles que não gostaram do assassinato nessa parte e julgaram os efeitos. Os braços arrancados deveriam SIM ser daquele modo forçado, e não vou gastar texto explicando o motivo, mas o que deve ser dito é que a série é trash, e só por isso fez todo o sentido.

Outro ponto é que Ryan e seu time de roteiristas sempre produziram séries de luxo para a TV e isso é bem verdade. Desde atores de peso até locações luxuosas, sua produções sempre tiveram apelo visual e estético. Isso se comprova ainda mais em Scream Queens que trabalha com um enquadramento perfeito e ao mesmo tempo bizarro. Seus ambientes são muito bem explorados, e lembra muito a terceira temporada Coven de AHS que tinha um quadro mais limpo e ao mesmo tempo com mais profundidade.

Dentro do tema proposto, a série ainda agrada, mas não surpreende. Acho que toda a expectativa fez com que as pessoas já esperassem algo extraordinário e isso não foi entregue. Apesar disso, tudo dentro dos conformes, com mais situações bem boladas e sangue para todo lado. Aguardamos agora para a próxima semana e que alguns pontos sejam corrigidos e outros mais bem explorados.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. odiei q a Hester ja tirou o colar cervical.. tomara q n seja permanente

    ResponderExcluir