quarta-feira, 13 de maio de 2015

[Crítica] The Originals - 2x22: Ashes to Ashes (Season Finale)


"Não importa as brigas. Quando é preciso, família sempre se une." - Vincent Lispector.

Review:
(Spoilers Abaixo)


Não sei vocês, mas foi somente eu que não gostei tanto desse episódio? Posso dizer aqui vários episódios de The Originals que me deixaram à flor da pele, mas esse não conseguiu em nenhum momento esse feito. E olha que foi Season Finale. Fiquei todo o episódio esperando um plot twist e sabe o que eu recebi? Minha plaquinha de trouxa.

Ashes to Ashes não foi um episódio ruim, longe disso, mas foi tudo muito rápido e/ou previsível. Principalmente a morte de Dahlia. Apesar de ter achado fofinho Esther pedindo desculpas a Dahlia e morrendo com a irmã (diabas sempre unidas), foi tudo muito fácil. Sério que não poderiam ter deixado a Alice Evans mais alguns minutos (ou episódios)? Essa mulher é magnífica, e o passar do tempo só a deixa mais linda. Madonna deve estar se revirando até agora. Sem contar que, como eu já disse aqui, forçar uma cena que dê a entender que Klaus, Rebekah ou Elijah vão morrer é totalmente desnecessário porque sabemos que isso não vai acontecer. Inclusive, Rebekah foi a personagem mais prejudicada não só nesse episódio, mas em toda a temporada.

Desde a saída da Claire no elenco, a personagem é jogada para lá e para cá, mas conseguiram reverter isso colocando Maisie Richardson-Sellers para interpretá-la. Maisie conseguiu aderir todos os modos de interpretação da Claire mas, infelizmente, isso acabou. A Maisie será uma das protagonistas da nova série da ABC, Of Kings and Prophets. Ou seja, Rebekah vai aparecer sabe-se lá Deus quando. Não culpo a atriz por querer algo melhor para sua carreira do que viver de escadinha para a Claire, que não se decide onde quer ficar. Também adoro a Claire, mas não vou fechar os olhos para esse carnaval que ela pinta e borda na série, pois os roteiristas sempre dão um jeito de trazê-la de volta, mas ela corta o barato e continua na tal Aquarius - série que até hoje não deu as caras.


Mas enquanto umas partes, outras ganham. Riley Voelkel, que vive a Freya, foi confirmada como elenco regular na 3ª temporada. Não tem como não ficar feliz, afinal a personagem foi uma das melhores dessa temporada e nos deixou longos episódios em dúvida sobre seu caráter. E já quero ver como ela vai estar na próxima temporada, pois não sabemos se, no fundo, ela ainda quer vingar-se de Klaus. Acredito que não, então estou ansioso para ver o que vão fazer para a personagem não ficar avulsa na trama.

Correndo por fora dos dramas familiares dos Mikaelson, só tivemos Klaus se declarando para a Cami, mas nos deixando com a cara na poeira de não pegá-la ali mesmo e sair da seca. Porque até nossos vampiros têm necessidades e precisam dar uma calibrada às vezes - coisa que nunca mais vimos Klaus fazendo. Me processem, mas prefiro mil vezes Klamille do que Klaroline por motivos de: ela gosta dele, a Caroline não; e King Klaus não precisa ficar implorando amor, é melhor do que isso. Ah, e que bom que não esquecerem Hayley nessa finale. Deram uma cena rápida pra ela, mas valeu pra reforçar que Haylijah vai ser endgame.

E não, não esqueci da Davina, mas me recuso a comentar esse plot dela contra os Mikaelson que foi chupado da 1ª temporada. Já sabemos onde isso vai dar por motivos de: Klaus é o rei dessa porra toda e não vai ser uma adolescente apaixonada por um morto (saudades Kolvina, saudades) que vai mudar isso. E viram que até a coitada está perdida com o lance de ver o Kol com seu rosto original? Querida, acostume-se porque esse troca-troca no elenco não vai acabar tão cedo. E que foi assim que encerramos esse ano de The Originals. Não tivemos nenhum cliffhanger forte para o ano que vem, então ele vai começar praticamente do zero.

No mais, só quero agradecer a vocês pelos comentários. Vocês sempre entendiam meus pontos de vista e quando isso não acontecia, apresentavam os de vocês, mas sempre respeitando a minha opinião e as dos demais. É muito bom quando isso acontece e sempre me senti confiável para expressar meus sentimentos com a série por esse respeito que nós trocamos. #SóAmor. Vocês ainda têm dúvidas que voltarei para o próximo ano? Está mais que óbvio! Mas isso vai depender se o Nefferson não quiser reassumir a série, então façam suas macumbas então joguem aí nos comentários #RafaelContinua para amolecermos o coração dele. E até a próxima!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Fiquei com a mesma sensação de "Episódio muito bom, mas faltou alguma coisa...". Acho q esperava mais de Dahlia no todo. Ela apareceu faz o q? 4 episódios... e já morreu.. pra quem era superpower, esperava um tempo maior reservado pros confrontos com ela... nao sei se é isso.. concordo tbm que poderiam deixar Alice Evans muuuuuito mais tempo em tela.. senti saudades da Esther no corpo original e realmente gosto da atriz fazendo ela.. chateado por Rebekah ir dar voltas.. espero q volte logo e parem com essa lenga lenga.. (ta parecendo o Tyler indo embora e voltando até perder totalmente a relevancia pra TVD - espero q isso nao aconteça com Rebekah até pq ela é muito importante para a família e toda a mitologia da série..) Mas enfim.. vamos esperar para o que se tem aguardado pro prox ano.. Acho q a Davina vai ser a possivel grande inimiga no prox ano, isso se amadurecerem a personagem que fica só no mimimi de "odeio klaus" "vou matar klaus" "volta kol" "vou viver kol"... muita falação pra pouca ação vai.. e por fim.. #Rafaelcontinua

    ResponderExcluir