quinta-feira, 7 de maio de 2015

[Crítica] Game Of Thrones - 5x04: The Sons Of The Harpy


Hm

Review:
(Spoilers Abaixo)

Olá pessoas, estou meio atrasado com a review, isso se deu em partes por eventos alheios a minha vontade e em partes porque ando meio decepcionado com a série. Aplaudo o cara que está mega curtindo as reviravoltas da série e até entendo, principalmente porque você não leu o livro então não vai saber que existe um mundo perfeito com personagens perfeitos e uma fanfiction mal feita na HBO. Se você leu e gosta das mudanças - me reservo ao direito de permanecer calado - não vou conseguir entender. 

O fato é que a que a coisa está tão séria que a editora dos livros do Martin se manifestou no Twitter criticando os rumos que a série está tomando. Acho válido ocorrerem mudanças, inserirem personagens que não existem, tirarem personagens que existem, desde que tenha coerência e respeitem a obra do autor, ele levou anos criando a personalidade de cada personagem para em um episódio os caras foderem tudo. Sério, isso não consigo respeitar, HBO me decepcionou muito. Até queria parar com o mimimi de fã, mas uma pessoa que comeu pão não vai se contentar em comer merda, ela vai perceber a diferença e vai reclamar, agora quem só comeu merda a vida toda, não vai perceber a diferença, sacas?

Agora sobre o episódio. Começando pelo Tyrion e o Jorah, como era previsível ambos se dirigem para o encontro da Daenerys, o Jorah acredita que ao entregar o "regicida" para Rainha de Meeren obterá dela o perdão real - perdão esse que ele se recusou a pedir quando teve a chance, mas nada como um dia após o outro - eu gosto da relação dos dois personagens, embora comece com um embate ferrenho eles acabam respeitando um ao outro. Não sei como isso será desenvolvido já que D&D estão bastante imprevisíveis nessa temporada.

Jaime e Bron continuam sua viagem que demorou menos de um episódio, porque Bravos é tipo do outro lado rua, só que precisa usar um barco para atravessar. Pois é, estou de saco cheio desse plot também, porque a sensação que tenho é que ele não irá nos levar para lugar algum. Espero está enganado, claro. Mas não é como se o Jaime fosse resgatar a Myrcella e voltar para Westeros e pronto. Sem contar que o plot envolvendo a Myrcella era muito mais legal, isso porque embora as serpentes queiram vingança elas não são tão idiotas como a série quer fazer parecer. Ao contrário da Ellaria que quer mandar pedaços da Myrcella para mãe, a Ariane queria transformar a menina em rainha de Westeros, percebam a diferença. Enfim, serpentes mostrem a que vieram, Jaime volte; vá para as gêmeas, lá que é teu lugar,  aproveita e no caminho deixa de ser pau mandado da irmã. 


Quanto a elas pegarem ele e o Bronn no caminho. É... vou nem comentar.

Enquanto isso em Porto Real.... Cersei continua construindo seu castelo de areia. No melhor estilo mantenha seus inimigos longe de você ela armou para despachar o sogro do filho para Bravos e de quebra mandou um dos guardas reais com ele. Sim, ela quer vagar um lugar na guarda real. Talvez ela não seja tão burra assim. E como o guarda em questão é o Meryn Trant aposto todas as minhas fichas em um encontro dele e da Arya e em uma possibilidade real dela diminuir um nome na sua lista, que está bem curta. Mas Cersei não parou por ai, ela simplesmente deu autorização para a volta dos filhos do guerreiro, dando a fé a possibilidade de fazer "justiça". Ela só deveria ter dado uma lida na história e visto porque foi retirado esse poder da Fé antes de concedê-lo novamente. 

Enfim, poder dado, denuncia feita, sobrou pro Loras coitado. Outro personagem estragado na série, sim porque o Loras é muito mais que o cara que fica pegando homem, ele é um puta guerreiro, tipo a Brienne, tanto que a Margaery usa ele para se aproximar do Tommem - isso nos livros - aqui ele só serve para beijar rapazes, lamentável. Uma pessoa pode beijar rapazes e continuar foda D&D, duvido muito que o Loras sobreviva a esse plot, a Fé é louca eles não vão simplesmente liberar o cara, talvez em um julgamento por combate, daí ele mostraria que é um puta lutador, do contrário os pedidos do Tommem não surtirão efeito algum. Só digo uma coisa, é um tempo ruim pras gays de Porto Real. 

Já na Muralha... não tem muita coisa acontecendo, mas deve acontecer um dia, por que né? Enfim, João fiel até o último na outra vida, seria bem mais digno ele ter resistido a Melisandre por causa do juramento, mas não, ele resistiu em memória da Ygritte, até eu já superei a morte dela, mas o Jon não. Do lado vamos humanizar um personagem que cagamos, teve uma cena - fofa - do Stannis com a filha, que ele gosta dela todo mundo já sabe, mas demonstrar não é uma das marcas do personagem, É bom para dirimir preconceitos também, ela quase nunca é tocada devido o escamagris que é altamente contagioso. Realmente não lembro se ela pode ser tocada já que o dela foi "controlado". Mas, no geral não podem não.

A série também deixou claro que o Mindinho, o cara que arquitetou praticamente toda a Guerra dos Tronos, em tudo tem o dedo dele, não é tão inteligente quanto o Martin nos fez acreditar, isso porque além de dar a Sansa as cobras, digo aos Bolton, legitimando, a rigor, o controle deles sobre o Norte, ele ainda vai deixar ela sozinha. Isso porque ela é praticamente uma Arya e não vai aceitar ser massacrada pelo Ramsay caladinha - porque não é calada que ela vem suportando tudo o que é imposto a ela - enfim, ele acredita que o Stannis derrotará os Bolton e resgatará a princesa indefesa, nomeando ela protetora do Norte. Só esqueceram do Rickon, mas tudo bem, quero vê como vão fazer para reinseri-lo na história de forma satisfatória.

                                Só apelando pros deuses antigos mesmo, porque não ta fácil.

Por fim, iria fazer uma longa reclamação, a última, mas vocês merecem que eu seja "sucinto". Primeiro acho que o Verme não morreu - estou falando agora do plot final do episódio - ele tem teasers pegando a Misandei e isso ainda não passou, poderia ter morrido, merecia ter morrido. Porque em um episódio em que o Jaime sem uma mão luta melhor que um imaculado com as duas o imaculado merece morrer. Já o Sor Barristan, infelizmente, não teve a mesma sorte. Só fui acreditar na morte do personagem depois que saiu uma entrevista dos roteiristas e o próprio ator, na qual relataram que eles passaram mais de uma hora conversando e na qual o ator tentou demonstrar a relevância do personagem, mas os produtores disseram que isso só fez eles terem mais vontade de matá-lo.

Uma coisa é certa, Sor Barristan é extremamente importante, principalmente depois de eventos catastróficos que mudam tudo e que o Martin adora. Tem quem diga que ele morrerá nos próximos livros e que a série só adiantou, assim como o Jojen. Uma coisa não justifica a outra, o Sor Barristan é só um dos melhores guerreiros vivos, o mínimo que ele merecia era uma morte épica em um batalha de verdade, o que poderá ocorrer no futuro, já que o Martin revelou que o sexto livro se iniciará com duas batalhas e uma delas pode ser em Mereen.

Enfim, só falta eles colocarem o Jorah para ocupar o lugar do Barristan, cagando assim o plot do Jorah e do Tyrion. Acho que eu desisto da série. porque cara respeita o original, a vontade do autor, é o mínimo que um adaptação deve ter. Ela só existe, porque antes de tudo, o Martin criou. Então você que fica dizendo que a série é uma coisa livros é outra. Você só ver a série porque existe os livros e porque eles são bem construídos e coerentes. O Martin nunca matou um personagem importante apenas para chocar. Toda morte dele traz uma reviravolta na trama, tem um porquê. E sim, todos os homens devem morrer, mas há homens que merecem morrer de forma digna, não em um beco qualquer. Para chocar os fãs da série. Enfim. Vou tomar um calmante e depois volto.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Eles estão tentando dar um rumo diferente dos livros mas não possuem a mesma "inteligência" do Martin para criar os plots. Como você disse, o sucesso das temporadas anteriores só se deve ao fato de que ela foi quase inteiramente baseada nos livros. Resta saber se vão conseguir consertar os erros.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, fico triste porque é uma das minhas séries favoritas. Sinceramente torço para que no fim tudo termine bem.

    ResponderExcluir