sábado, 18 de abril de 2015

[Crítica] The Vampire Diaries - 6x18: I Could Never Love Like That



Entregando o ouro ao bandido.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Como já dizia a diva do indie Lana Del Rey, queria estar morta! Mentira, não queria não, principalmente depois de I Could Never Love Like That. Gente, isso aconteceu mesmo? Eu estou chocado com o que a Jo jogou em nossas faces no fim do episódio. Mas antes de irmos para o episódio de fato, eu não poderia deixar de comentar a saída da Ninoca.

Eu realmente acho que não foi uma saída feliz como aquelas fotos que ela postou nos últimos dias, há caroço nesse angu mas é algo que nunca saberemos. E antes que alguém surte sobre eu concordar que ela saiu por causa do Ian, NÃO estou dizendo isso! Vocês acham que Nina rainha do mundo/de várias personagens/do "hello John, goodbye John" Dobrev iria sair da série por causa de um ex-namorado? Amigos, superem o shipper e melhorem! Enfim, ainda é tudo muito estranho. 

Mas sério, vocês imaginam uma Gossip Girl sem Leighton Meester? Uma Buffy sem Sarah Michelle Gellar? Uma One Tree Hill sem Hilarie Burton? Gostando ou não, a Nina/Elena move essa série. Quando o Klaus queria o sangue de uma humana era de quem? Stefan e Damon brigavam por quem? Katherine odiava quem? Klaus perseguia por anos quem (ok, era a Katherine, mas é a Nina então dá no mesmo)? Os viajantes queriam o sangue de quem? Por isso ainda estou com um pé atrás com essa 7ª temporada sem ela. E amigos que dizem que a Caroline e a Bonnie consegue segurar o posto de protagonista: MELHOREM! Amo ambas, mas isso já é forçar demais, né! Mas enfim, se flopar, estaremos aqui vendo; e se fizer sucesso, também. Então vamos começar logo a falar sobre o episódio.

E aproveitando o assunto sobre a Elena foi muito bom esse assunto da cura ter aparecido novamente. Mesmo que a Elena não tome a cura (afinal é The Vampire Diaries, né migos?!), esse plot nos mostrou um amadurecimento do Damon. Ok, ele mudou e muito da 1ª temporada até essa e isso não é novidade; mas vimos que ele está disposto a abrir mão da própria felicidade em prol da de Elena, e o antigo Damon nunca iria fazer isso, não é? Foi positivo ver que eles têm essa consciência de que um casal é feito por duas partes e ambas devem estar satisfeita no relacionamento. Vou indicar esse episódio para os amigos que têm só um facebook para si e o namorado/namorada ao mesmo tempo. Mas move on...

Enquanto isso, Caroline e Stefan estavam se achando o casal-vampiresco-que-transa-e-aterroriza-eventualmente, dominando todos os bares Whitmore. Depois de algumas brigas sobre o que é ou não clichê quando se está torturando um figurante que morrerá no take seguinte e uns covers da Taylor Swift, os dois renderam Matt e Tyler para o jogo de sobre quem conhece mais a garota mais rodada da série. Sério, quase todo mundo já pegou a Caroline! Mas enfim, só sei que achei a Caroline bem chatinha no começo do episódio e queria que o Stefan torcesse o pescoço dela no segundo seguinte. Mas ela me ganhou novamente quando enfiou aquela madeira nas costas do Stefan e fugiu. Eu adoro essas saídas cretinas onde pode ser meu parceiro, mas meu pescoço é mais importante. Não que eu faça isso na vida real, tá gente?



Mas o que importa é que a Lilly trouxe o Stefan de volta e agora ele vai tentar trazer a Care de volta. Espero realmente que a série não caía no óbvio e a Caroline volte ao normal já no episódio seguinte (eu não li sinopse, não vi promo... realmente não sei de nada). E o que foi a carinha do Stefan enquanto a Lilly interpretava aquele papel de mãe preocupada? Sofri muito, pois não é novidade para quem já acompanha minhas reviews há algum tempo que o Stefan/Paul é o meu favorito na série. Também fiquei espantado com a Lilly ter jogado na cara do Damon que não tinha intenção de voltar por ele e o Stefan. Coitado do Damon, ainda teve que assistir ela fingindo pro Stefan que esse era seu objetivo.

Mas enfim, a Lilly mostrou que realmente não vale nada. Todo mundo já sabia disso, mas o motivo dela ter sido presa em 1903 foi épico. Sério que teremos vampiros bruxos nessa série? Eu já estou morrendo para ver esses loucos à solta em Mystic Falls, sem não estragarem o plano dela. E eu realmente achei bem explicado o motivo deles poderem ser as duas coisas ao mesmo tempo. Ok, ouvimos desde a primeira temporada que eles não podem ser os dois ao mesmo tempo e vi muita gente fazendo mimimi por isso, mas foi tudo muito bem explicado: eles são como o Kai, então roubam magia. Sem roubar, eles não podem tê-la. Tem algo do artigo "não pode ser os dois ao mesmo tempo" que impeça isso de acontecer? Não, então vai ser vampiro bruxo sim! E se reclamar, vai ter bruxo lobisomem. Obrigado, de nada.

Por fim, mas não menos importante, tivemos a Sarah descobrindo que é uma Salvatore. Vocês acham mesmo que ela não vai atrás do Damon e do Stefan? Por favor, né! E só eu que achei que tinha rolado pegação entre a Lilly e o Enzo em 1903? Mas não teve, ela apenas o transformou mesmo. E quem se importa com o Matt? Sinceramente, já pode deixar o Tyler e mandar ele embora com a Elena. E sim, meus queridos, o Michael Trevino também vai sair da série, então não teremos o Tyler no ano que vem. Muitos estão felizes com isso, mas vocês sabem que eu gosto dele. Mas fazer o que, né? O sol não brilha para quem não é Edward Cullen.

E foi isso, galera! A review ficou gigantesca, mas esse episódio foi muito bom e eu não podia deixar passar nada. Como eu disse mais acima, se vamos ter TVD sem a Nina espero que seja uma coisa consistente e não caguem a série como fizeram na 5ª temporada. Mas e vocês, o que acharam da saída dela e do Trevino? Dos vampiros bruxos? Matt não já passou da hora de morrer? Comentem aí!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. "Uma One Tree Hill sem Hilarie Burton?" SOCORRO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK melhor review. amo suas reviews, sério. vc brinca e fala do episódio ao mesmo tempo sem se tornar chato. e essa review foi grande? nem percebi quando terminou de tão boa. sério, parabéns. Mas acho que a série tem potencial sem a nina, infelizmente não vamos ter mais ela

    ResponderExcluir
  2. Uma One Tree Hill sem Hilarie Burton?
    AHAHAHAHAHAHAHAAH RI MUITO. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir