quarta-feira, 22 de abril de 2015

[Crítica] Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. - 2x16/17: Afterlife / Melinda


Eu não sou como ela.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Olá pessoas, amanhã estréia Vingadores 2 e estou mais ansioso para saber como isso afetará MAoS do que pelo filme em si. É que eu meio que tenho uma doença que me impede de ficar longe de spoilers, então já li praticamente todos, não me arrependendo, tem deles que pode mudar a minha vida e deles que não mudarão, os que não mudarão eu até gosto, os que podem mudar, tipo quem fica com o Trono de Ferro no final de Game of Thrones, esses eu evito.

Divagações feitas, é sempre bom lembrar que foi nesse época, ano passado, que MAoS mudava drasticamente a sua história ao ser impactada pela narrativa do segundo filme do Capitão América, um ano depois e as consequências daquele período sombrio ainda pairá no ar;  Ward que o diga, não acredito em mudanças dão drásticas assim depois de Vingadores 2, mas talvez surja algo sobre o spin-off da série, que segundo notícias está sendo preparado e seria protagonizado pela Bobbi e o Hunter, até que sai mais notícias, prefiro não me manifestar, mas não acho um boa ideia, a audiência de MAoS nem é lá essas coisas, um spin-off pode fracassar facilmente.

Pois bem, acho que o que é valido destacar de Afterlife, primeiro a relação FitzSimmons que queimou minha língua direitinho, tinha chamado a Jemma de traíra, etc. e no fim ela estava ajudando o Fitz a escapar com a caixa do Fury, sério fiquei emocionado com o sanduíche, eles são meus personagens favoritos, o motivo porque nunca reclamei da primeira temporada e é tão bom vê que mesmo com diferenças quando o bicho pega eles se apoiarão e tentarão salvar um a pele do outro. Sem contar que a Jemma sempre pareceu meio bobona e ela acabou enganando a Bobbi, que parecia mais esperta, não só uma, mas duas vezes, em menos de três episódios, ou seja, Jemma, mesmo contra os milagres, merece todo o meu respeito.

O segundo ponto é que até que enfim, somos levados ao lugar em que o Inumanos, pelo menos os "capturados" pelo Gordon, tem se refugiado. Isso aconteceu porque a Skye episódio passado pediu socorro ao Gordon, achava ela que o socorro seria uma cura, porém a condição dela é irreversível, toda a sua genética foi modificada - obvio né? - Mas as surpresas nem são os poderes do Lincon, mas sim o fato de que, levaram para ela para o mesmo local que o pai psico e a Raina porco espinho, achei que a Raina estaria mais conformada com a sua condição, porém ela ainda nutri o desejo pela morte. Só que as surpresas não param por ai, a mãe da Skye continua vida - WTF? - eles devem explicar, mas ela deve ser imortal.


Em Melinda tivemos a volta de um plot que estava a muito esquecido, mas que na temporada passada era bastante citado, e que porra, faz todo o sentido do mundo, não só o plot em si, mas o fato dele ter sido apresentado somente agora. Sim eu estou falando da Cavalaria e o porquê da May ter herdado e odiar esse título. No começo do episódio, disse caramba, tanta coisa legal para acontecer e a gente vai mesmo ser levado para o passado, mas não só valeu a pena, como serve para explicar o que está acontecendo agora.

Pois bem, vamos começar pela Skye, ao contrário do que poderia parecer ela descobriu bem cedo que a sua mentora é na verdade sua mãe, o que é bom, porque foi emocionante vê a cumplicidade entre as duas e como não se trata de abandono nem teve essa neura de não perdoar, etc. foi só amor, foi tanto amor que a Skye topou um jantarzinho com a mãe e pai - o que eu não acho nada fofo, embora o cara seja o pai dela ele é psico e um assassino sanguinário, não acho que der para mudar isso, mas eles não tiveram essa pretensão - enfim, acho que o que devemos ficar de olho é no fato de que o Inumanos não são tão cordiais e dentro da sociedade quase perfeita deles a inveja está plantada.

No que se refere a May, a história dela está intrinsecamente ligada a dos Inumanos, a Calaria só ocorreu por causa de um "experimento" que não deu muito certo e a May teve que matar um protótipo de Carry a Estranha, só que bem mais cheia de ódio, a cena foi super emocionante, porque o intuito da May sempre foi o de salvar a criança e quando ela percebeu que a criança é que era o perigo, quase foi tarde de mais, o que torna a personagem ainda mais humana, mesmo com toda a carranca, ela se fechou pro mundo porque teve que "salvá-lo", ou seja, assim como a Jemma, a May também merece todo o meu respeito.

Por fim, mas nem por isso menos importante, tivemos a revelação de uma das facetas, porque acredito que não seja só isso, dos poderes da Raina, sim a porco espinho se deu bem no fim das contas, apesar de que eu preferia ela do jeito que era anteriormente, parecia bem mais ameaçadora, agora ela ainda manipula, só que a vejo extremamente indefesa. Mas voltando, os sonhos dela - que eu voltei no episódio para rever tudo o que ela fala - são na verdade visões do futuro, sim todos os forninhos caíram e fico imaginando o que significará para o futuro da série o fato dela sonhar sendo perseguida, poor Raina.

Em suma é isso, até a próxima.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário