quarta-feira, 29 de abril de 2015

[Crítica] Grey's Anatomy - 11x21: How to Save a Life


Mais um dia normal na vida dos médicos do Grey Sloan Memorial Hospital.

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Não é fácil ser fã de Grey's Anatomy! Isso sempre soubemos, desde aquelas primeiras tragédias envolvendo bombas e acidentes de barco, até quedas de avião e um parto realizado durante um blecaute. E se você acha que Grey's Anatomy estava a algum tempo sem apresentar grandes acontecimentos, podemos dizer que Shonda veio para realizar o maior desastre (entendam como quiser) de toda a série. Pra ser mais claro, estamos nos despedindo de um final feliz, o que nos resta? Apenas um final, e se Deus/Shonda quiser, alguém sai vivo.

Pois caro leitor, estamos enfrentando uma das maiores perdas do elenco de principais protagonistas, e como se não fosse suficiente dizermos adeus a Cristina na temporada passada, desta vez não fomos poupados nem até a season finale, e tivemos que assistir um dos episódios mais triste da história de Greys. Vamos do início e direto ao ponto: Derek morreu. E já dando a minha opinião: essa é a morte mais desnecessária que já aconteceu na série.

Vocês, assim como eu, sempre souberam que mortes de protagonistas são eventos que acontecem com frequência em Grey's, desde George com uma grande primeira despedida, que deu início ao corte de atores do show, algo que virou tendência, ou seja, volta e meia, temporada sim, temporada não, os fãs já sabem que alguém irá simplesmente nos deixar, do jeito mais melancólico possível, mas até então todas as vezes, realmente pareciam decisões acertadas no roteiro, nada precipitado (ok, as vezes sim) e que faziam sentido dentro daquele universo, o que desta vez, não aconteceu. Todos sabíamos que Patrick queria a algum tempo deixar o projeto, mas mesmo assim, aos olhos de noventa e nove por cento dos fãs, a morte não era o caminho a ser seguido, e o que parece é que tudo foi feito para chocar.

Li em outro site sobre as tantas falências que os personagens de Grey's Anatomy já sofreram, e como isso era da decorrência de falta de criatividade do roteiro, e que estes "cortes" eram feitos para abalar as estruturas, e dar um up no enredo. Concordo em partes com o que foi escrito, mas nunca senti que esta minha amada série realmente precisasse disso para se afirmar, mas desta vez não tem como defender. E o pior, não é como se essa décima primeira temporada estivesse ruim, nem mesmo abaixo da média, bem pelo contrário, com as histórias que vinham sendo contadas, tudo poderia se sustentar nestas tramas, sem necessariamente termos que dizer adeus a alguém, ou pior, adeus ao principal protagonista masculino de Grey's.

Agora, efetivamente falando do episódio, foi algo lindamente horrível de ser assistido. Fiquei sabendo dos spoilers no dia que o capítulo desta novela foi ao ar na TV americana, e eu estava descrente no que lia e via nas imagens, acreditando que tudo era um engano, e que no máximo Derek se encontraria em coma. Comecei a assistir e tudo corria bem, quer dizer, fora aquele acidente magnífico do início, e apesar disso, tudo indicava que nada aconteceria com McDreamy, até porque a carga cômica estava em alta, até mesmo nas cenas de tensão.

Depois de todo um salvamento, onde vimos um pai, um médico, um ser humano, uma criatura frágil, uma pessoa como eu e você, o carro de Derek foi atingido da forma mais "patética" possível, e vimos todo o desenrolar dos acontecimentos por conseguinte, ouvindo tudo o que o atual paciente, que a instantes antes era o salvador, pensava. Sim, ele já sabia que morreria, isso desde que chegou ao hospital, que não era o GSMH. Foi angustiante, já que ele tinha perdido o "dom" da fala, e mesmo assim sabia tudo o que acontecia ao seu redor, e como espectador, posso dizer que foi quase que intolerável saber o que se passava na cabeça dele, sua calma perante a morte, e seu adeus sem nunca ter sido realmente dito.

Choro vai, choro vem, lenço aqui, lenço ali, Meredith se apresenta e como médica entende toda a situação, mas como esposa e mãe, se mostra como alguém relativamente frágil, deixando seus sentimentos um pouco escondidos, porque concordemos, Derek era o amor de sua vida. O desenrolar disso promete ser algo gloriosos se bem feito, bem escrito e bem dirigido.

Após tudo isso, tivemos que dizer adeus a mais um do time dos "originais" o que nos faz perguntar, quem realmente está seguro nessa série?! Não posso deixar de acreditar que até Meredith, se duvidar, pode morrer. Mais uma coisa que eu me pergunto, e agora meio que já sei a resposta é se Meredith terá um final feliz. Desde a primeira cena, sempre soube que MerDer seria o final, o end game dos dois, a felicidade após todos os problemas, mas e agora? Infelizmente não sei como trabalharão em cima deste problema que se instalou, já que Mer NUNCA terá um final feliz, pelo menos não o que os fãs esperavam desde o início.

P.s.: Acabei vendo umas fotos spoilers e estou M-O-R-T-A com o que está por vir, se é que já não morri com o que aconteceu neste episódio que acabo de fazer a review.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Fiquei muito decepcionada com o final , não valeu a pena assistir.

    ResponderExcluir