domingo, 8 de março de 2015

[Crítica] Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. - 2x11: Aftershocks


"That's Inhuman".

Review:
(Spoilers Abaixo)

Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. está de volta depois do já tradicional hiato de final de ano! A vantagem, para fãs da série, é que dessa vez não ficamos tão carentes assim - pelo menos alguns de nós -, já que a emissora ABC exibiu, durante esse período, o spin-off Agent Carter. Ainda não tive tempo de assistir, então não posso emitir nenhum juízo de valor quanto a mesma. Outra coisa que me deixou bastante animado recentemente foi o fato do Homem-Aranha finalmente entrar para o universo cinematográfico da Marvel. Acredito que devo ter falado que ele é o meu favorito, independente de ser o Peter (eu prefiro que seja) ou o Miles. O importante é que teremos o Spider nos próximos filmes.

Acho meio frustrante quando a série entra em hiato depois de um momento foda e quando retorna a narração é pós-evento, mas se passaram alguns dias lá também e faz parte da linearidade da história. Pois bem, se você esperava que a série retornasse explicando o que aconteceu com a Skye - o que ela havia se tornado -, se enganou. O episódio girou mais em torno das consequências dos eventos narrados na Mid-Season Finale, envolvendo as duas personagens mais afetadas por ele, ou seja, Skye e Raina, da qual falarei mais tarde.

Esse plot dos Inumanos além de trazer um fôlego novo para a série, já que é a primeira vez que ela não ficou apenas com "sobras" de filmes, mas teve a oportunidade de introduzir uma história que será abordada e aprofunda nas futuras produções cinematográficas, e, a partir daí, ela provavelmente será novamente afetada. Vale lembrar que a Feiticeira Escarlate e Mercúrio serão introduzidos como Inumanos em Vingadores 2: A Era de Ultron. Essa trama também traz uma mudança de perspectiva, uma vez que, no início, a série era sobre pessoas "normais" salvando o mundo, e a partir desse momento não se pode mais falar só dessa perspectiva - mudando drasticamente o foco da narrativa.

Esse ponto da série me lembrou muito os eventos de intolerância pelo que é considerado diferente narrados na franquia X-Men, principalmente pela atitude da Simmons, que terá bastante relevância em Capitão América 3: Guerra Civil. Eu até consigo entender, de alguma forma, a atitude da Simmons, mas me sinto frustrado por ser logo ela a encabeçar a tribo dos intolerantes aos "novos" heróis, que os vê como a ameaça que merece ser exterminada. O fato é que este episódio aparentemente encerrou os conflitos com a HYDRA, o que é engraçado, uma vez que levou quase duas temporadas pra serem construídos e que se "dissiparam" em menos de 42 minutos. Mas isso era necessário, já que a ameaça agora é outra. No entanto, os produtores disseram em entrevista que a HYDRA ainda terá uma participação importante nessa temporada, afinal, agora que estamos no décimo primeiro episódio, ainda tem muita coisa pra acontecer.

Além disso, vimos que a Bobbi e o Mack estão de segredinhos, e que ele é mais sério do que parecia à primeira vista. Não acredito que seja outra traição como a de Ward, que, aliás, nem apareceu no episódio. Acho que os roteiristas terão um pouco de dificuldade para reinseri-lo, já que tecnicamente ele está meio sem função. É possível que o segredo de Bobbi e Mack possa ser algo que mude, novamente, as estruturas da série, mas é mais provável que gire em torno de uma grande revelação ao invés de uma traição. Provavelmente algo que tenha a ver com a entrada dos Inumanos no enredo, sobre os Kree e a Terragenesis.

A respeito da Raina, juro que imaginei que ela seria uma felina super gata. Tudo bem, estou exagerando! Só imaginei uma transformação esteticamente melhor, mas foi perfeita do jeito que foi, justamente por ter sido chocante de alguma maneira - tanto para Raina, que achava que se transformaria em algo espetacular, quanto pra série, que está tratando dessa resistência como algo que precisa ser destruído. Acredito que o desafio da Raina será maior do que o da Skye, mas pelo menos ela terá uma ajuda qualificada. Isso porque, no final do episódio, após tentar suicídio e quase ser capturada, ela foi resgatada (ou não) pelo Gordon, o Inumano que apareceu no episódio anterior e que abriu o desta semana, no qual vemos que a mãe da Skye era mais importante do que aparentava ser, já que ela aparentemente era uma mentora dos Inumanos.

Por enquanto é só isso, então até a próxima semana!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário