terça-feira, 17 de março de 2015

[Crítica] Glee - 6x11: We Built This Glee Club


"Acho que ficará bem surpreso com o que Sue 'Lex Luthor' Sylvester conseguiu realizar."

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Entre momentos bons e ruins (na maior parte do tempo ruins, pelo menos nos últimos tempos), Glee está cada vez mais próximo de seu final e tudo o que eu posso dizer por AGORA é que essa jornada foi lindamente construída em seus primeiros anos o que não impediu que em suas últimas temporadas a série desse uma bela derrapada, boicotando a si mesma.

Nesta semana tivemos a tão aguardada competição de corais, a última que veremos, onde o New Directions e o Vocal Adrenaline se enfrentaram pela última vez. Não se engane, não foi uma batalha épica como na primeira temporada, mas é inegável que houveram bons momentos. Apesar da playlist não ter sido a melhor selecionada, nem as performances mais incríveis, eu realmente não estava com grandes expectativas, e acho que esse fato de eu já não esperar grandes acontecimentos foi o motivo de eu ter recebido uma agradável surpresa.

Mas antes de entrar efetivamente na competição, é com grande alegria que anuncio o retorno de Jesse St. James, que dá o ar da graça mais uma vez e, espero eu, que seja para ser o "final feliz" de Rachel, já que os dois tiveram uma linda cena com uma linda música e até beijo rolou. Apesar de eu nunca ter morrido de amores pelo personagem, devo admitir que depois que tudo o que aconteceu na série, com a tragédia repentina envolvendo o principal protagonista, esse é o único par amoroso que consigo enxergar no fim do longo caminho percorrido pela Rachel. Ele nem sempre deu os melhores conselhos (neste episódio foi a mesma coisa), nem sempre foi o mais querido, amigável ou sincero, mas é notável seu entrosamento com Rachel, fato justificável pela longa amizade dos dois atores fora da telinha.

Que episódios de competições em Glee são sempre corridos e apressados, isso não é mistério para ninguém, e desta vez não foi diferente, já que nestas ocasiões existem músicas em maior quantidade e a trama por obrigação deve dar atenção aos momentos antes, durante e após as principais performances. No início do episódio tivemos mais um embate entre os dois corais que agora se completam, e novamente os Warblers se mostraram egocêntricos e ditadores de regras, o que prejudica um pouco a trama em si, já que o New Directions é característico por apresentar integrantes fortes individualmente que batalham por seu espaço, e ter que dançar no fundo não é a melhor situação para aqueles que por experiência própria sofrem, fora do clube, este tipo de opressão.

E finalmente, depois de quase esta temporada inteira, Kurt e Rachel realmente tiveram um diálogo que se preze, onde é inquestionável que aquela amizade construída desde o episódio Duets na segunda temporada, foi uma das melhores decisões tomadas dentro do show, firmando agora na reta final que os dois sempre serão melhores amigos, do jeito deles, e do jeito que a gente ama.

Também tivemos mais um embate entre Sue e Will, bem mais pesado desta vez, na verdade. Estamos em Glee, então carros explodindo e bombas dentro de uma sala de coral destinadas aos alunos são algo extremamente comum onde ninguém jamais é punido. Os dois personagens se vingaram ao seu modo, mas nada muito espetacular, apenas algumas cenas engraçadas e surreais demais.

Em quesito apresentação, duas decisões me desagradaram um pouco. Primeiro foi Spencer ter se machucado durante uma aula particular de dança. Eu realmente não entendi qual o propósito deste acontecimento, já que não aderiu nada a trama. Se eles queriam colocar ele no lustre, poderiam ter feito isso sem que o personagem ficasse de muleta, sem contar que ele ficou bem chatinho com aquela história de não abandonar o grupo, colocando sua saúde física em grande risco. Segundo foram as músicas, no qual nenhum dos grupos apresentou grande cantoria ou performances, onde Chandelier foi a que mais me agradou (sem contar que Myron estava hilário durante toda esta parte da apresentação). Não sei se sou só eu, mas pra mim esta foi a temporada com as canções mais fracas, tanto no quesito pop quanto clássicos. [Ryan sempre soube dos desejos de fãs para certas músicas, mas parece que ele fez questão de deixar certas melodias de fora.]

Outro ponto negativo desta semana foi o diálogo entre os juízes da competição. Em todos os outros episódios nas outras temporadas onde as discussões sobre quem deveria sair vencedor existiram, houveram cenas hilárias e engraçadas, mas aqui foi completamente diferente, porque o principal, que era a comédia não conseguiu se sustentar, e nada de engraçado saiu das cenas com as três figuras que deveriam por obrigação, pelo menos dentro do roteiro, ter as melhores tiradas naquele cenário. Muito triste ver que até nisso Glee "grita" sinais de fraqueza.

Por fim, sem grandes surpresas o New Directions saiu como vencedor da última Sectionals da série, merecido realmente, mas não porque foi algo incrível, e sim porque os outros não estavam realmente à altura. Teve até cena flashback com o Finn, e este foi o momento mais choros sem dúvidas. E Rachel finalmente tomou sua decisão, já que ela estava numa encruzilhada entre seguir diretamente seus sonhos de estrelato na Broadway ou voltar para a faculdade. Felizmente ela optou pela segunda opção, o que fez disso o melhor do episódio (ainda bem que o Kurt estava lá para ter aquela conversa com ela), já que eu torço muito para a personagem alcançar seus sonhos, mas tudo no seu tempo, e acho que a faculdade é o primeiro passo para isso acontecer, algo que não deve ser pulado ou negligenciado, pelo menos nesta situação, até para a personagem não cometer os mesmo erros de antes.

Considerações finais:
1º Kurt não terá solo essa temporada e eu estou o mais triste possível com isso, já que Clint (o líder do Vocal Adrenaline) teve seus cinco ou seis solos, e meu personagem preferido não vai ter nenhum. Nunca estive tá P* da vida;
2º escutei já as músicas da sereis finale e pra mim não estão tudo aquilo não;
3º semana que vem, junto a crítica dos últimos episódios, farei uma reviw geral da série, por isso o texto ficará um pouco mais longo, mas espero que gostem.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário