terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

[Crítica] The Vampire Diaries - 6x15: Let Her Go


O carnaval terminou, mas o samba nunca morre em The Vampire Diaries.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Gente, juro para vocês que não sei por onde começar! The Vampire Diaries ainda não se recuperou totalmente do baque que sofreu com a desastrosa 5ª temporada, mas está fazendo um bom caminho para isso, apresentando tramas interessantes e coesas. E a gente ama tudo isso, não é? Let Her Go foi muito maravilhoso, queria comentar tudo ao mesmo tempo, mas não dá, então vamos por partes. Acho digno começar com a Caroline, afinal ela foi a rainha desse semana.

As cenas que giraram em torno do funeral da Liz foram extremamente emocionantes, principalmente o discurso do Damon. Foi impossível não ficar com a garganta travada diante o que ele disse para a Caroline. Ele não estava apenas repetindo palavras da Liz, ele realmente também acreditava em tudo aquilo, e ver que eles estão começando a se entender - depois de tudo que ele fez com ela nas outras temporadas - é muito bom. E falando nele, o que foi aquele flashback do enterro da mãe deles? Gente, tô no lixo, não é que o Ian realmente ficou parecendo um adolescente? Inclusive, achei muito lindinhas as duas crianças que fizeram a Care e o Tefinho, já quero mais cenas!

E eu acabei fugindo do foco que era a Care, então vamos retomar. Ela deu uma surtadinha e eu fiquei ''oi? sua mãe morreu e você quer discutir o beijo com o Stefan?", porque isso não fazia sentido algum. Mas na cena final entre ela e Elena, entendemos que ela queria uma resposta, pois se Stefan também gostasse dela, ela iria continuar enfrentando a dor. Mas como ele a deixou a ver navios, Care resolveu desligar a humanidade e como todos já prevemos (e tivemos uma experiência com a Elena - vejam esse vídeo, eu amo, obrigado), vem samba por aí. Vi muito Steroline shipper se cortando com isso, mas queridos vamos melhorar, ainda tem mais uma temporada e eles podem ser desenvolvidos nela, deixem a Care desligada alguns episódios mesmo porque quero treta.

E falando no casal, achei o que Damon falou bem coerente: Stefan amou apenas duas pessoas na vida (meu lado Stelena sofreu nessa hora) e se ele não sente o mesmo pela Care é melhor deixá-la quietinha. Mas como esses roteiristas adoram confundir nossa cabeça, Stefan revelou que gosta um pouco mesmo da Care e quem sabe, esse sentimento não possa crescer. Querido, melhore! Brincadeira. Mas ele foi se declarar tarde demais e a Care já tinha quebrado o pescoço de Eleninha. Gente, desculpa mas eu ri nessa hora. Mas antes que vocês me chamem de sem coração, gostei bastante da conversa entre as duas, ambas tinham motivos coerentes para desligar ou não a humanidade.

E enquanto tudo isso acontecia, Kai foi pedir a ajuda a little sister pois estava morrendo e se isso acontecer, adeus mundo - literalmente. Mas isso foi rapidamente resolvido com a Jo cedendo sua magia para o irmão. E é aqui que quero ressaltar um ponto: se isso podia acontecer, porque o pai deles não fez isso com Liv e Luke ao invés de um dos dois precisar morrer? Tenho certeza que para permanecerem vivos e juntos, um deles desistiria de sua magia. Será um furo no roteiro? Ou todo esse lance de junção forçada aconteceu para segurar a trama e os episódios? Nunca saberemos, então vamos seguir. Mas antes, Jo está grávida e vai casar com o Alaric! Eles merecem ser felizes, então espero que nada aconteça com ela.

Por fim, BonBon enfim conseguiu voltar daquela Mystic Falls e tivemos outra cena maravilhosa. Nunca vou esquecer correndo e abraçando o Damon, foi muito amor. Porém não é só de reencontros que esse plot vive, e nos deixaram com a cara na poeira ao revelarem que o espírito de Lily, a mãe de Stefan e Damon. Juro que não esperava isso até aquelas cenas estranhas da Bonnie na casa dos Salvatore começarem, e mesmo assim, foi um choque. Agora, porque ela está naquela prisão? Algo bom não deve ter sido, e já quero ver como Stefan vai reagir ao descobrir tudo. Já quero o próximo episódio dessa bagaça logo! Mas como a vida é uma vaca teremos que esperar até o dia 12 de março, que é quando a série volta do mini hiatus. Então, até lá e desculpem por essa review atrasada.

- Tyler e Matt policiais, sério?
- Cadê a Sarah? Cadê a Katherine?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Parabéns pela review! Cada vez mais eu fico abismado em como TVD está se reerguendo e desenvolvendo bem seus plots e personagens (até mesmo descartando os mais inúteis, como Jeremy - acho que o Tyler e o Matt também vão dessa vez.) Acompanho a série desde que começou e sofri MUITO com o que fizeram a partir da quarta temporada (que pelo menos foi boa, diferente da quinta), mas acredito que daqui pra frente só melhore. A trama está lembrando bastante as temporadas que me fizeram me apaixonar pela série. É possível perceber os esforços por parte dos produtores. Bem, agora é só esperar... E esse hiatus que não acaba?!

    ResponderExcluir