segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

[Crítica] Pretty Little Liars - 5x18: Oh, What Hard Luck Stories They All Hand Me


Quem não é suspeito em Pretty Little Liars?

Review:
(Spoilers Abaixo)

Já começo a review com essa pergunta. Porque gente, quem realmente não é suspeito em Pretty Little Liars? Em cinco temporadas já suspeitamos de tanta gente que eu não sei é de mais nada. Na verdade, todos sabemos sim: só fomos feitos de trouxas em todos esses anos. Mas é o que tem pra hoje, né? Então vamos comentar Oh, What Hard Luck Stories They All Hand Me (título maior do que a cara de pau da Alison) e ver pra onde essa enrolada nos levou dessa vez.

Começando pelas Liars, elas receberam a visita de Lesli, uma amiga de Mona que sabia das torturas que as meninas passavam na mão dela. Mas quem liga que a garota sabia, não é? É melhor mantê-la perto do que longe, e Hanna foi encarregada de ficar pra cima e pra baixo com a figurante garota. Mas até a figurante garota fez algo mais útil do que as Liars: contou pra Hannete que ouviu uma briga do Mike e da Mona minutos antes dessa morrer. Ligando isso ao fato de Spencer descobrir que ele visitou Alison, Mike tomou o lugar de Holbrook e se tornou o novo suspeito de ser aliado de Ali.

Já peguei minha plaquinha de trouxa, e vocês? Porque gente, foram mais de seis episódios achando que o Holbrook era o aliado dessa quenga, e em menos de um segundo, tudo muda e o Mike vira o suspeito. E isso já aconteceu várias e várias vezes com outros personagens, por isso que eu sempre digo: se a informação é dada gratuitamente em PLL, desconfie. E mesmo que seja confirmada, desconfie outra vez. E já deixo logo claro aqui que não acredito nessa história do Mike ser ajudante da Ali. Porém, é importante observar que já é o terceiro integrante dos Montgomery que desconfiamos - claro, se contarmos a desconfiança de Aria ser Big -A. Se não, é o segundo, afinal Byron já esteve na linha de tiro, lembram? E falando na Aria, só enrolaram essa semana, né? Ela rodou, rodou pra descobrir quem o Mike ia encontrar e no final, nada.

Mas diferente dela, Hanna não bancou a pomba morta e correu atrás de pistas, achando uma fita com uma gravação da Bethany xingando a Ali. Eu meio que já tinha desencanado dessa história das gêmeas, mas depois de ouvir essa fita, essa teoria voltou com força total. Ok, eu sei que todos sabemos que a Bethany tinha 17 anos enquanto as meninas tinham 15, mas meu povo, quantas vezes -A já não alterou um documento? Ele/ela conseguiu deixar até a polícia com a cara na poeira, quem dirá um simples documento do Radley. E seria totalmente crível que -A não queira que as meninas descubram sobre uma gêmea de Ali. Enfim, não desisti da teoria das gêmeas, obrigado de nada.

Só quero ver com que cara as meninas irão olhar para o Holbrook a partir de agora, principalmente Hanna, pois ao que tudo indica, o fato de ter trocado saliva com o Holbrook, a fez de culpada principal. Surgiram rumores de que ele quer ajudar as meninas, mas esse envolvimento dele com a Ali é mais confuso do que a série em si. Mas amei o fato da Hanna - mesmo com medo - não se deixar intimidar e meter aquele ferro na mão dele. Podia ser na cara pra dar mais uma agitada, mas valeu na mão. Por isso que eu amo essa garota, ver a evolução dela nesses cinco anos só traz orgulho por escolhê-la como minha segunda liar favorita (a primeira é a Aria porque eu amo a Lucy Hale desde antes de Pretty Little Liars, mas a Aria não está lá essas coisas não).

Já Spencer continua flertando com o Jonny enfim descobriu algo relacionado com aquele barril desgraçado: sangue da Alison. Ninguém entendeu, afinal essa informação foi jogada e esquecida como um diálogo tipo "Oi, quer pão?"; "Não, não tô com fome", e todo mundo seguiu sua vida. MINHA GENTE, como assim? Espero sinceramente que a Spencer fale algo sobre isso no próximo episódio porque eu não sou obrigado a ficar convalescendo com mais essa dúvida. E sem contar que esse pode ser mais uma pista para o caso das gêmeas. Mas falando no Jonny, qual é a desse cara? Ele não apareceu na série só pra inventar aquela máquina de sussurro - mas se esse for o caso, foi bem interessante e fez mais coisa do que bastante gente nessa série. Brincadeira. Ou não...

Por fim e não menos importante, Emily enfim criou vergonha na cara e meteu uns beijos na cozinheira que eu ainda gravei o nome. Estava mais que na hora não é, pessoal? Melhor vê-la com essa cozinheira que é bem legal e prestativa, do que sofrendo pela barata tonta da Paige. E pra não criar mais um parágrafo vou juntar esse assunto nesse aqui: só eu que amei o flashback envolvendo Hanna e Mona? Principalmente a segunda falando que quem entra no Radley não sai. Vindo da Mona é algo que descobriremos mais pra frente, então até o próximo episódio.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário