quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

[Crítica] Glee - 6x08: A Wedding


"I Do".

Review: 
(Spoilers Abaixo)

"Eu aceito". Frase que uma grande base dos fãs esperavam a um bom tempo para seus casais preferidos na série. E verdade seja dita, este é com certeza o melhor episódio da temporada, com uma qualidade que não se via há um bom tempo e que nos faz lembrar dos memoráveis momentos de Glee em suas primeiras temporadas. Tivemos de tudo um pouco, o que me rendeu um sorriso no rosto de nostalgia e felicidade no decorrer dos 45 minutos.

Que Glee sempre tem um up em qualidade quando seus antigos integrantes estão de volta, isso não é dúvida pra ninguém. E não foi diferente neste episódio onde quase todos voltaram para o casamento de um dos casais mais queridos: Brittana. Até mesmo Sugar que desapareceu no final da quarta temporada esteve presente, por mais que nenhuma fala a fosse dada ela estava lá só para nos fazer sorrir com suas danças e sua presença sempre marcante nas performances.

Uma boa surpresa foi Whitney, mãe de Brittany, que rendeu ótimas tiradas cômicas, nos apresentando de onde sua filha puxou tanto carisma. As famílias em si não foram tão importantes para a trama, sendo o maior destaque a família S. Pierce, o que não diminui o bom trato que todos receberam neste episódio, sendo que a melhor performance foi das mães com as Trobletones. Realmente foi algo lindo de se ver.

Em outro ponto tivemos o desenvolvimento quase que precoce das medidas envolvendo Klaine. Como a série está com menos episódios, a trama que deveria demorar mais algum tempo para se desenvolver foi meio apressada, o que não a fez menos plausível dentro da história. Vamos dizer que nem sempre os roteiristas acertam no que escrevem ou no timing das coisas, mas dessa vez deu tudo certo, e da melhor maneira possível.

Tivemos também o encerramento de "tretas" que vinham desde a terceira temporada. Era óbvio que no final das contas a Abuela estaria lá presente para sua neta e a apoiaria, por mais que fosse em algo que ela não acredita. Mas envolver a Sue (que nem pro casamento tinha sido convidada) foi a jogada esperta do roteiro, mostrando aquele lado bom da personagem que só aparece lá de vez em quando. Foi um resultado com medidas rápidas, tudo acertado em uma cena, o que tronou algo que poderia render muito drama, em algo cômico com um fechamento muito bem tratado.

Mas nem só de perfeição o episódio foi feito. Quinn não estava lá, o que é explicado pela agenda lotada da minha amada Dianna, mas não ter uma explicação ou alguma dublê de peruca loira foi realmente frustrante e irritante, até porque Puck estava lá, mas em nenhum momento a personagem foi citada, mostrando que Glee é uma das séries mais furadas: personagens vão e parece que nunca existiram no show e voltam como se nunca tivessem partido, servindo apenas como número em alguns momentos (Sugar <3). Também tivemos momento Samchel e Rachel decidiu esperar um tempo para ver se Carole e Burt aprovariam o relacionamento, e os dois pais mostraram porque são uma dupla de personagens tão querida. Foi interessante a preocupação da protagonista, mas ainda sou contra este ship.

Considerações finais:
1º Os novatos já foram esquecidos;
2º Tina e Mike tiveram seus momentos, mas a situação foi um pouco forçada pelo lado de Tina, mas ao mesmo tempo fofo;
3º Sue shippando os casais que os fãs sempre deliraram e já utilizaram e abusaram em inúmeras fanfics foi realmente incrível. FaBerry forever <3

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário