quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

[Crítica] House of Cards - 1ª Temporada


Status: 2ª Temporada
Duração: 60 minutos
Nº de episódios: 13 episódios
Exibição: 2013
Emissora: Netflix 

Chegou a hora de saber a diferença entre poder e dinheiro.

Crítica:
Spoilers Leves Abaixo!

Sabe aquela série que é bastante comentada, mas que particularmente você tem certo receio de começar a ver? Claro que boas atuações sempre conta (motivo porque nunca desistirei de Bates Motel) mas nem sempre vale o sacrifício. O receio foi tão grande que resolvi baixar só a primeira temporada, isso porque se me arrependesse não teria perdido muito tempo baixando as duas disponíveis. Isso foi um erro que infelizmente só percebi tarde demais - por motivos que só posso ver séries nas férias e que não valem a pena comentar.

Pois bem, House of Cards é aquela série que te conquista no primeiro episódio e nem adianta tentar, você não conseguirá resistir ao desejo pelo próximo; Sim tem atuações fantásticas, - nem preciso falar isso porque é chover no molhado - Kevin Spacey mandou um oi - mas não é só isso. O enredo é envolvente, (a série é uma adaptação do romance homônimo escrito por Michael Dobbs e da minissérie britânica criada por Andrew Davies) apesar de não ser um tema, a rigor, muito atrativo - os bastidores da Casa Branca - principalmente para quem vive em uma sociedade como a nossa, em que as pessoas costumam cada vez mais declarar-se "odiosas de politica" - o que beira a estupidez -. Enfim,  o foco central mesmo é a luta por poder. O que uma pessoa é capaz pra conseguir chegar onde quer.

O interessante é que tu ficas - pelo menos eu fico - dividido ao longo de toda a temporada entre aceitar ou renegar totalmente as atitudes do Frank, ele faz coisas terríveis, antiéticas ao mesmo tempo que se mostra humano, palpável, é difícil distinguir o que ele me causa, não sei se torço ou não pra ele conseguir os seus objetivos, mas adoro cada uma das suas jogadas e o quanto ele é capaz de controlar e de prever os movimentos dos seus adversários, quem sabe o deputado não é mais inteligente que o presidente.


Mas nem só do Frank vive House of Cards, há personagens tão instigantes e bem construídos quanto ele. Nessa primeira temporada vale o destaque pra Zoe Barnes, (Kate Mara) Claire Underwood, (Robin Wright) Peter Russo (Corey Stoll) e Doug Stamper (Michael Kelly). A Zoe é uma repórter que tenta subir na vida e encontra em Frank a possibilidade de cumprir com suas ambições, enquanto Claire é a companheira ideal tanto pros maus quanto pros bons momentos e que sempre ajuda nos planos do marido, até mesmo quando ele resolve usá-la sem consulta prévia, mas o legal é que ela não é um joguete e tem suas próprias tramóias. Já o Peter é um dos caras que teve o azar de cruzar o caminho de Frank, além de ser um dos meus personagens favoritos, enquanto o Dooug é o fiel escudeiro do deputado.


Embora nossas listas estejam cada vez maiores, ela merece um lugar cativo nelas.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário