sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

[Crítica] Arrow - 3x09: The Climb


Quarenta minutos de tensão.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois de atingir a maior audiência da temporada com o excelente crossover com "The Flash", Arrow volta a focar em sua trama principal, trazendo grandes revelações, deixando ganchos e principalmente muita tensão.

Após a enrolação por alguns episódios, a Liga finalmente retornou e forçou o Team Arrow a descobrir quem assassinou a Canário, e assim eles entraram em uma corrida contra o tempo para evitar que cidadãos inocentes perdessem suas vidas. A revelação pegou todos de surpresa, mas ao mesmo tempo teve a sacada de unir uma trama que parecia solta  ao plot principal, colocando a morte de Sara como um rito de passagem para uma personagem que passou por uma grande metamorfose da temporada passada pra cá. Pois bem, a assassina da Canário é ninguém menos que Thea Queen.



Se consolidando como um dos melhores personagens e vilão da série após sua jogada, Malcolm Merlin prova o quão inescrupuloso pode ser, drogando a própria filha e a mandando cometer seu primeiro assassinato, apenas para manipular Oliver a se sacrificar pela irmã, já que caso ele não o faça  ela ficaria na mira da Liga. Com isso, vemos uma sequência de cenas em que o Arqueiro se despede daqueles que ama, um emocionante momento Olicity, e depois marchar para o confronto com Ra's e encontrar seu derradeiro destino.

O embate entre Ra's e Oliver foi o ponto alto do episódio. Utilizando o mesmo artifício usado na batalha entre Bane e Batman em "O Cavaleiro das Trevas Ressurge", vemos uma crua, sem música de fundo, o único som é o dos movimentos e das lâminas se encontrando, o que deixa a cena ainda mais agonizante para o espectador. O vilão da temporada finalmente mostra a que veio, confirmando tudo aquilo que outros falaram dele ao longo dos outros episódios e fazendo jus as Hqs, transparecendo toda a técnica e frieza característica do personagem. Infelizmente, isso não terminou muito bem para nosso Arqueiro.

O destino de Oliver é algo ainda incerto e cercado de rumores, e que deve trazer grandes desdobramentos na segunda metade da temporada. Uma dos rumores mais fortes é que Ollie será curado pelo Poço de Lázaro, uma mistura química de venenos e tóxicos que juntos podem curar o mais doente e mais ferido corpo que se banhar nele e até mesmo ressuscitar mortos, e o fato de Ra's ter sido desafiado a muito tempo atrás reforça ainda mais que o Poço será trazido para a série, resta saber quais serão as consequências de seu uso.


Tivemos ainda mais flashbacks de Hong Kong, que dessa vez se encaixaram melhor com os acontecimentos do presente, apresentando, em parte, o que fez Maseo entrar para a Liga das Sombras e se tornar Sarab. Nos flashbacks, vemos Maseo e Oliver tentando recuperar uma  arma biológica altamente destrutiva, o que os coloca no caminho de China White e acaba por trazer como consequência o sequestro de Tatsu. Para quem acompanha os quadrinhos, sabe que Tatsu se transformará em Katana, que após a morte de seu filho e marido adota essa identidade e luta contra a máfia japonesa. Como Maseo continua vivo e até agora não sabemos qual o destino de Akio, supõe-se que a morte de Akio fará com que Tatsu abandone a família e se torne a Katana, enquanto Maseo entrou para a Liga das Sombras.

Apesar do pouco tempo em cena, tivemos ainda certo desenvolvimento para Felicity e Ray. Depois da fuga do rapaz após o beijo entre os dois obviamente as coisas ficaram bastante estranhas, mas foi justamente a partir disso que tivemos revelações a cerca das intenções de Ray Palmer. O desejo do personagem nada mais é do que se tornar um vigilante em Starling, criando um uniforme que lhe permita ajudar as pessoas da maneira que ele gostaria de poder ter ajudado sua ex-noiva, morta durante a invasão de Slade e seu exército.Todo o desenvolvimento a cerca do traje ATOM parece promissor e interessante, mas não vejo ainda como isso vai funcionar na série quando Palmer começar a atuar como vigilante. Ele se juntará ao Team Arrow? Ganhará sua própria série? Só aguardando pra ver como os roteiristas vão lidar com isso.



Por fim tivemos o retorno de Dinah Lance, que deu o último empurrão em Laurel para assumir a identidade de Canário Negro. O diálogo entre mãe e filha foi bastante emocionante e verossímil, como a própria Dinah diz, poucas coisas são tão fortes quanto a intuição de uma mãe, e por isso ela já sabia que nunca mais veria sua filha, e mesmo sem saber da identidade secreta de Sara, ela dá a bênção a Laurel para se tornar a mais nova vigilante de Starling City, cujo surgimento se dará em uma trilogia de episódios que vão ao ar a partir de Janeiro.


PS: Galera, mil desculpas pelo atraso na review!! Essa reta final do ano foi bastante complicada e tiver alguns problemas pessoais, mas me comprometo em ser mais ágil nas próximas. Muito obrigado por acompanharem os textos e Feliz Ano Novo a todos!!!!
PS: Como Laurel reagirá ao saber que Thea matou Sara?
PS: Felicity e sua misteriosa atração por vigilantes.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. cadê as críticas dos outros episódios?!?!?!?!?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O restante da temporada será lançada em apenas um texto - um especial com a Segunda Parte da temporada.

      Excluir