sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

[Crítica] Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. - 2x08-10: The Things We Bury / Ye Who Enter Here / What They Become (Fall Finale)


Abandone todas as esperanças, vós que quereis entrar aqui.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Olá pessoas, estou de volta, mas rápido do que da última vez, mas prometo, um dia atualizarei semanalmente a série. Ocorre que está meio complicado, mas tentarei e ano que vem promete ser mais folgado. Então provavelmente quando a série voltar do hiatus vai estar tudo em ordem. Enfim, quanto a audiência, ela parece está melhorando cada vez mais, nesses últimos episódios houve um acréscimo de 0.2 na demo. Acho que podemos descansar em paz. Ah! Tem outro motivo para comemorar, os produtores avisaram que haverá conexão entre Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. e os Vingadores: A Era de Ultron, mas nada na relevância de Soldado Invernal, mas já é um começo.

Pois bem, em The Things We Burry, como nos últimos episódios e no seguinte, o arco envolvendo a provável Attilan, Coulson, Skye, Raina e companhia vem ganhando cada vez mais desenvolvimento e pretende chegar ao seu ápice no episódio que marcará o hiatus da série. O episódio começa com um flashback que mostra a mãe da Skey sobrevivendo ao toque do "Divinador" e também mostra que o Whitehall não se manteve jovem esse tempo todo, ocorre que depois de ser capturado pela Carter ele passou bastante tempo preso na S.H.I.E.L.D. até ser liberto pela H.Y.D.R.A. onde ele reencontra a mãe da Skey, que acaba morrendo no processo de descoberta sobre a formulá da juventude como rejuvenescer. O Ward teve sua própria caçada, ele resolveu se vingar do irmão Senador, tão cobra quanto ele, mas nessa o Ward se saiu melhor, além de conseguir uma confissão das torturas praticadas pelo irmão ele deu fim a um inimigo potencial.


Já em Ye Who Enter Here - título faz referência a Divina Comédia de Dante Alighieri, sendo a linha final famosa da inscrição encontrada no portão do Inferno ("abandone toda a esperança, vós que entrais aqui") - e que tem haver com toda a jornada do Coulson e equipe rumo a cidade misteriosa, como os dois eps anteriores esse não desenvolveu muito a história que está claramente sendo guardada para a fall season, mas isso não quer dizer que foi um episódio ruim, ele apenas nos deixou mais intrigado pelo que viria a seguir.

Pois bem, esse episódio marcou a volta da May-Mau, piada idiota, eu sei, não esperava muito por isso, principalmente por ela está com o rosto desfigurado, acho que a personagem perdeu tanto a personalidade, que o rosto da May é como se fosse o seu, acredito que isso deva mudar agora que ela se aliou ao Ward. Seria bom conhecer a pessoa por trás da mascará, até achei a personagem interessante quando ela foi inserida. A Raina também voltou, a princípio sendo salva pela S.H.I.E.L.D. mas quando descobriu que a sorte estava a seu favor resolveu abandonar o barco, o que só ocorreu efetivamente depois "que o Ward" a capturou, juntamente com a Skye a bordo da aeronave da S.H.I.E.L.D.

No fim do episódio a equipe comandada pelo Coulson conseguiu fazer o primeiro contato com a cidade, mas não foi o primeiro contato humano, tanto que rolava um lenda local dizendo que o local era amaldiçoado e tals, fato é que o Mack se voluntariou para descer e as coisas não acabaram muito bem, ele foi infectado por uma espécie de vírus e começou a defender o local, pena do Coulson nessa hora, mas a Bobby conseguiu contornar a situação, ao menos temporariamente, me lembrou ex-men na parte em que o apocalipse controla os mutantes :).


Já em Ye Who Enter Here a espera fez valer a pena e as promessas não foram vãs, a série que ao se comparar a primeira parte da temporada passada, no mesmo momento, patinava em busca de uma história só dela, se contentando com o que sobrava do que era mostrado no cinema, parece enfim começar a encontrar o seu próprio caminho, obvio que conectado com tudo o que é apresentado dentro do universo Marvel. Enfim, S.H.I.E.L.D. introduziu os Inumanos no universo televiso da Marvel, apesar de o filme sobre eles só está programado para 2018, sim estou empolgado, mas vamos por partes.

Primeiro o encontro da Skye com o pai e o começo da resolução de um dos arcos que mais demoraram a se resolver, qual seja: A origem da Skye, pelo menos ela não nasceu em outro planeta, minha teoria, sim tenho vergonha de admitir e na verdade tanto ela quanto o pai são personagens dos quadrinhos. Ok! Mais surpresas bem-vindas, Skey na verdade se chama Daisy Johnson- Tremor - uma mutante/inumana, apesar da palavra inumano não ter sido usada nenhuma vez na série, talvez eles estejam esperando a Era de Ultron, já que provavelmente será essa a explicação para os poderes da Wanda e do Pietro que estarão no filme e não podem ser apresentados como mutantes já que a Fox é a detentora dos direitos sobre a franquia mutante.

Pois bem, Skye teve a conversa um tanto quanto reveladora sobre o seu passado, e no fim de tudo atirou no Ward - nunca dê as costas para o inimigo - Ok! Eu não estava esperando mesmo por isso, foi surpreendente, foi rápido e foi uma das melhores cenas do episódio. Também tivemos o Mack de volta, ele orientou a Raina até o local onde ele deveria colocar o "Divinador", parece que ele sobreviveu a esse episódio, quem não teve a mesma chance foi o Trip que virou poeira ao fim do episódio, depois de tentar salvar a Skye e a Raina, pra ser sincero eu gostei disso, sempre confundi ele com o Mack. :(

Por fim restam algumas colocações:
    - No que será que a Raina se metamorfoseou? Pelos detalhes revelados parece uma pele de Tigre e há uma personagem com essas características no quadrinhos.
    - E o pai da Skay? Ao que parece ele é o vilão conhecido como Mr. Hyde. apesar de ainda não ter se transformado em nenhum "monstro" ou de não está preso junto com o Divinador como a Skey e a Raina estavam, mas acredito que ele já adquiriu o seu dom até porque não existe só um divinador afinal de contas outro personagem inumano aparece na história no fim do episódio.
    - Será se a Skye aparecerá nas telonas? Ao contrário da DC, que não colocará o Stephen Amell como Arrow em seus futuros filmes - ao menos à primeira vista -, na Marvel tudo está conectado de modo que só nos resta ter esperanças.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário