sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

[Crítica] The Flash/ Arrow - 1x08/3x08: Flash vs Arrow / The Brave and The Bold


Velocidade x Experiência.


Review:
(Spoilers Abaixo)

Desde a confirmação de que teríamos uma série sobre o Flash, todos os fãs ansiavam pelo momento em que veríamos o velocista escarlate e o arqueiro juntos em ação. Pois bem, a espera acabou e o resultado agradou muito.

Em "Flash vs Arrow" vemos a chegada de Oliver Queen e o Team Arrow a Central City, numa tentativa de descobrir o paradeiro do vilão conhecido como Capitão Bumerangue, ao mesmo tempo em que Barry e o Team Flash tentam descobrir como deter um meta humano que consegue manipular a fúria das pessoas. Com Barry infectado pelo meta humano, a união dos times era inevitável e só o arqueiro poderia detê-lo, rendendo ótimas cenas de ação e também um embate entre o mundo "fantástico" do Flash e o realismo do Arqueiro, algo que se estende até a segunda parte desse crossover.


O Arqueiro acaba por ser um mentor para o Flash. Apesar de não possuir super habilidades, Oliver passou por muita coisa na vida e isso acabou lhe deixando mais experiente, focado, algo que ainda falta em Barry, que por hora nada mais é do que um herói iniciante e ainda tem muita coisa a aprender. Apesar da relutância do Arqueiro em aceitar a parceria, a verdade é que ambos se completam, o Flash tem a super habilidade enquanto que o arqueiro tem a técnica, a experiência, o que torna essa combinação bem letal para os inimigos.

O episódio conseguiu manter aquela atmosfera típica de "The Flash", mesmo introduzindo o Arqueiro e seu time, se distanciando da aura sombria de Starling City. A dinâmica entre os dois times ficou bem natural e tivemos muitas cenas de descontração também, como Diggle babando com a super velocidade de Barry e mais uma vez as piadinhas de Cisco, mesmo em séries diferentes o elenco parecia bem entrosado.



Se em "Flash vs Arrow" foi dado foco na referência que Oliver se torna para Barry e no quanto o Flash ainda tem que aprender com o Arqueiro, em "The Brave and The Bold" vimos que apesar de novato, o Flash também tinha algo a contribuir para com o arqueiro, ajudando-o a resgatar sua humanidade. A experiência ajudou Oliver sobreviver, mas depois de tudo que passou ele acabou se desfazendo de sua humanidade, deixando de ser Oliver Queen para ser apenas o Arqueiro, abrindo mão do quem ele é e do que poderia ter, e Barry o ajuda a perceber o que está acontecendo, em uma cena muito bacana entre eles.


O episódio trouxe a continuação da caçada pelo Capitão Bumerangue, em uma caçada que tinha relação com a ARGUS e que quase terminou muito mal para Lyla. O vilão se mostrou bastante inteligente, enganando o arqueiro e chegando até o seu esconderijo, além de ser responsável por uma sequência alucinante no final do episódio, em que vimos Barry correndo contra o tempo para salvar Starling City quando só ele podia fazê-lo.

Definitivamente os roteiristas acertaram a mão ao fazer esses dois episódios crossover, que deram principalmente a Arrow uma melhorada de ritmo, visto que os dois últimos episódios foram muito medianos. Que Barry Allen nos visite mais vezes!


PS: Alguém ai vai esquecer a camisa de Felicity em chamas? :P
PS: Aquela mulher que Oliver encontra em Central City, pelo visto é a mãe do filho desconhecido dele.
PS: Vermelho é melhor que Verde, certo? Cisco sendo Cisco
PS: Grant definitivamente nasceu pra esse papel. O contraste entre o ar sério de Oliver e seu tom cômico e inocente ficou muito bom.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário