terça-feira, 2 de dezembro de 2014

[Crítica] Arrow - 3X06/07: Guilty / Draw Back Your Bow


Quebrando o ritmo.



Review:
(Spoilers Abaixo)


Depois de um início de temporada e uma sequência de episódios bem amarrada e que deixou o espectador ansioso pelo que estava por vir, Arrow apresenta seus dois primeiros engasgos, mas nada que comprometa tanto a série.

Como vimos anteriormente, Roy acreditava ter sido responsável pela morte de Sara, e o roteiro achou uma saída bastante interessante para esse dilema, reutilizando um acontecimento passado e testando a parceria deles, o que rendeu um momento bacana entre eles e o amadurecimento de Oliver ao lidar com a situação. Acontece que, como vimos no final da temporada passada, Roy acabou assassinando um policial quando estava sob o efeito do Mirakuru, e com a morte de Sara essa lembrança acabou voltando em sonhos, com a vítima sendo a Canário.

Também em "Guilty" tivemos um maior aprofundamento em relação a Ted Grant, nos quadrinhos conhecido como o Pantera, um boxeador famoso que teve a carreira comprometida após uma assassinato armado por seus empresários em pleno ringue, e que depois de conseguir limpar seu nome se torna um vigilante. A origem foi bastante semelhante aos quadrinhos e o vilão da semana acabou por ser um antigo parceiro dele na luta contra o crime, o que faz um paralelo com a parceria Oliver e Roy, que passou por um momento complicado desde a "suspeita" sobre a morte de Sara.


Ainda tivemos Laurel em ação, caminhando cada vez mais em direção ao manto que assumirá em breve. A futura canário finalmente começa a ter mais foco e controle diante de situações adversas, o que é fundamental para a vida que pretende ter, mas com certeza o ápice desse desenvolvimento se dará na trilogia de episódios posteriores ao crossover com "The Flash", quando ela finalmente usará o uniforme da canário. Para os fãs que detestam a Laurel, talvez seja bom reconsiderar, ela está indo muito bem nessa temporada.

Já "Draw Back Your Bow" foi um episódio bastante regular e morno, conseguiu desenvolver alguns pontos e trazer causas legais, mas de longe foi o episódio mais fraco até agora. O episódio traz a Cupido, uma mulher que foi salva pelo arqueiro durante o ataque de Slade e desenvolveu obsessão por ele, aprendendo a usar arco e flecha e matando criminosos para chamar a atenção de seu "amado". A personagem provavelmente será vista novamente, já que chegou a integrar o esquadrão suicida algumas vezes e apesar de conquistar boa parte do público, mas com tantos bons acontecimentos recentes, achei que ela ficou um tanto avulsa na história, sua presença não serviu para muita coisa.


Enquanto a ação se desenrolava na busca pela Cupido, vimos o desenvolvimento do relacionamento de Felicity e Ray Palmer.  O novo dono da Queen Consolidated se mostrou um concorrente a altura para nosso arqueiro, sendo um cara que possui tudo que Oliver tem menos a responsabilidade de ser um vigilante, justamente o que impede nosso herói de estar com Felicity. Apesar de ser Olicity de carteirinha, é inegável que Ray e Felicity tem química e combinam, as cenas entre eles soam com naturalidade, porém Ray tem sua própria agenda e esconde algumas coisas da loirinha, como o traje Atom que está criando.

Apesar de desenvolver alguns plots e relacionamentos, os episódios deixaram um pouco a desejar. Enquanto nos outros vínhamos em uma crescente de tensão com o mistério da morte de Sara, a ameaça de Ra's Al Ghul pairando sobre Starling, esses dois últimos acabaram por quebrar o clima que vinha se desenvolvendo, soando como um pouco de enrolação, uma enrolação divertida mas ainda assim enrolação. Agora é aguardar pra ver o tão esperado crossover com "The Flash", que promete derrubar forninhos.

Confiram a promo do episódio 3x08 "The Brave and the Bold" (Episódio Crossover com The Flash)











Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário