domingo, 23 de novembro de 2014

[Crítica] The Originals - 2x07: Chasing the Devil’s Tail


"Espere para ver como irá acabar." - Klaus Lispector.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Acho que é repetitivo ficar aqui toda semana dizendo que The Originals consegue se superar a cada semana, mas é impossível não elogiar uma série que consegue nos envolver com todos os episódios, seja pela agilidade e brigas de tirar o fôlego em episódios ágeis; ou pelo drama e emoção em episódios mais lentos. Há ainda os episódios que misturam esses dois elementos como foi o caso de Chasing the Devil’s Tail.

Começando por Kol, há alguém aí que não goste do personagem? Desde The Vampire Diaries, ele era meu segundo Original, perdendo apenas para a Rebekah (sim, o Klaus vem em terceiro lugar. Sorry!). Ainda não tive chances de acompanhar a websérie envolvendo o personagem, mas pretendo fazer isso em breve. E foi mencionado em TVD que ele foi o único da família a ter os poderes de bruxo desenvolvidos? Se foi, eu não lembrava disso.

A química entre o Daniel Sharman e a Danielle Campbell é gritante e eles são a única saída amorosa no momento, já que Hayley e Elijah estão afastados pelas circunstâncias. No final do episódio, Davina percebeu que sua estaca foi roubada, mas não acredito que tenha sido o Kol, mas sim, o Marcel. Ele não me é confiável e não duvido nada que ele queira dar uma rasteira no Klaus quando eles destruírem Esther.


Enquanto Kol e Davina lutavam pelos seus objetivos, Cami mostrou que não quer ser um cosplay do Matt, e junto com Hayley e cia., armou um plano para capturar Finn. E não é que deu certo? Ele e Kol acabaram sendo levados para o Quarter e segurem os forninhos, pois a reunião familiar já começou, afinal, no próximo episódio teremos nossa Queen Bebekah de volta!!! Porém nem tudo são flores e Cami acabou caindo nas garras de Esther, que fez uma macumba para trazê-la para seu lado.

Já Klaus ficou responsável pelo drama do episódio, que mais uma vez mostrou o talento do Joseph. Esse homem é destruidor like Nina Dobrev! Todo o sofrimento que ele passou quando o Klaus - mesmo querendo poder ter a relação que lhe foi roubada - matou o Ansel foi emocionante. Despenquei com aquele abraço e mesmo não concordando com a atitude do Klaus, entendo que ele fez pela Hope, afinal não quer que, assim como ele, a filha cresça sem um pai.

A cena onde ele trouxe Elijah de volta do transe que a Esther prendeu o filho também foi bem representada pelo Joseph e o Daniel. Mesmo com todos os problemas, é perceptível o amor entre os irmãos. E falando em amor, será que Hayley vai ter algo com o Jackson? Por que ele tá querendo! Lembrando que aqui é Team Klayley/Haylijah, bitchies! Meu corpo é brindado e tua praga não pega, Jackson. E até o próximo episódio!

- O que foi a Esther achando o corpo do Ansel no esconderijo dela? Klaus é destruidor mexxxmo!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. Acho que a Esther foi matar a Cami mas não sabia que ela tava com sangue da H. Acho que teremos uma nova vampira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não acho que a Cami vá virar uma vampira agora, mas tudo pode acontecer ;)

      Excluir
  2. o Episódio foi bonito.. principalmente pelo desenvolvimento da relação do Klaus e Ansel. Tbm nao concordo com a atitude do Klaus, apesar de entender.. a acho que o Ansel poderia ter rendido muito mais histórias se continuasse vivo, mas enfim.. a série continua me surpreendendo e como você diz, em nenhum momento ficamos cansados de algum episodio pq os dramas e a ação são bem equilibrados e são muito bem desenvolvidos...

    ResponderExcluir