quarta-feira, 5 de novembro de 2014

[Crítica] The Originals - 2x05: Red Door


Doppelquengas desde a original.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Olha quem apareceu mais cedo essa semana! Eu sei que estava fazendo as reviews muito atrasadas, já que a legenda sai na quarta e eu já assistia no sábado, mas a culpa é dos estudos pro ENEM, porque tá chegando, galeroo! Mas era mais do que obrigação ver esse episódio ainda hoje, já que a Nina Queen Dobrev está nele. E vamo que vamo!

Começando por ela, eu pensei que a participação da Tatia duraria mais, mas não, foi rápida. Mas isso não prejudicou o plot, ele foi excelente. Fiquei tão chocado quanto o Elijah ao descobrir que ele foi quem matou a doppelganger - enquanto todos nós acreditávamos que Esther é que havia assassinado-a por conta do sacrifício para os Mikaelson virarem vampiros, mostrado em The Vampire Diaries. O Daniel arrasou nas cenas onde, no fundo, Elijah sabia que havia matado-a mesmo sem querer acreditar. Já a atuação da Nina despensa comentários, vocês já sabem do potencial dessa destruidora.

E gente, essas Petrovas são quengas desde a primeira, né? Não basta Queentherine e Elesma pegando Damon e Stefan ao mesmo tempo, a Tatia jurava amor eterno ao Elijah, mas deu uns pegas no Klaus. E como se não bastasse a Tatia, agora é Hayley que passa pela mão dos dois irmãos. Isso tá pior que Gossip Girl! E falando na nossa lobinha, ela lacrou tudo quando prendeu o Mikael pelo pescoço e depois naquele delírio do Elijah. Shippo! (Sim, shippo Haylijah e Klayley ao mesmo tempo. E se reclamar, shippo duas vezes).


E como mencionamos esse nojento, vamos falar dele agora. Livre da magia que o ligava a Davina, Mikael sequestrou a Cami pra atrair o Klaus e like Hayley, a loira lacrou, jogando na cara dele que ele só culpa o Klaus porque não quer assumir que é corno (eu sei que ela não usou essas palavras, mas podia, né?! Ia lacrar mais). E mesmo sabendo que o Klaus não pode morrer enquanto TVD ainda estiver no ar, a luta entre os dois foi eletrizante e me deixou temeroso por todos envolvidos, porque como eu disse, o Klaus não pode morrer. Já os outros...

Ver o Mikael correndo como um covarde - como ele sempre fez questão de classificar o filho, vale lembrar - não teve preço! Espero sinceramente que o Kol ajude a Davina a recuperar o poder sobre ele ou que, no mínimo, ele descubra que Esther está mais viva do que o Damon (ainda não superei a cena Defan, obrigado). Mas pelo final do episódio, parece que essa doida quer é, na verdade, se vingar do Klaus. E como o Kol ressaltou, ela está procurando a própria morte.

Como eles se livraram do Mikael ao menos temporariamente, Klaus e Hayley deverão ir atrás do Elijah e só nos resta torcer para que eles achem-o o mais rápido possível, porque pelo visto ele está por um fio de ceder às torturas psicológicas da Esther. E foi isso, galera! Espero que vocês tenham gostado desse episódio tanto quanto eu, o tempo passou num piscar de olhos, né? Agora só nos resta esperar pela semana que vem!

- E o que foi aquele momento Klamille?! Ela dizendo um simples ''você não vai matar essa criança'' e ele concordando foi totalmente shippável. Já disse pra vocês que amo esse poder da Cami de tirar o melhor do Klaus, né?!

- Davina perdoou o Kaleb tão rápido, né?! O que o amor não faz com a gente...

- Marcel tá até legalzinho nos últimos episódios. E o que estão achando da amizade entre ele a Hayley? Falo nada...

- Se o Kol não se cuidar, ele vai dançar rapidinho. Deixa só a Esther descobrir que ele quer destruir a família de vez. Saudades Nate Buzolic, inclusive!

- Só eu quero ver essa sala onde o Elijah guarda/guardava os corpos? Brink. Ou não...

- #BringBackRebekah&Hope!

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Episódio eletrizante! E foi muito legal ver o pessoal reunido contra Mikael... Achei um cena bem legal e Camille e Hayley são duas personagens femininas muito fortes (achei incrível elas enfrentando o o patriarca original frente a frente). A Nina fez um trabalho incrível! É muito interessante ver ela interpretando as cópias com tamanha distinção de personalidade (Amara, Tatia, Katherine e Elena), pena que ela não pode aparecer mais na série como Tatia, a personagem era bem legal.. E até semana que vem :D

    ResponderExcluir