domingo, 16 de novembro de 2014

[Crítica] American Horror Story - Freak Show | 4x06: Bullseye


Só quero ser amada.

Review:
(Spoilers abaixo)

Acho que já podemos desistir da trama dita como central de Freak Show. Sim, porque já estamos na metade quase que exata da temporada e nada, mas nada vai pra frente nesse plot, que era para ser o mais explorado. Então, só nos resta aceitar a trama do psicopata Dandy e de sua mãe Gloria como a única que irá a algum lugar e esperar pelo season finale.

Sem problemas. Se a trama dos Mott foi a única que deu certo, ótimo. É uma boa trama, só falta os produtores se darem conta disso e pararem de enfiar histórias no meio do caminho, que só levarão a lugar nenhum. Bateu até uma saudade de “Coragem, O Cão Covarde” aqui... mas enfim, é sério. Um exemplo disso, é o plot de Paul e seu envolvimento com Elsa e a enfermeira do primeiro episódio (que eu nem lembrava da existência). Pois é, do nada o personagem ganha um destaque imenso, como se tivesse sido determinado por última hora. Já tivemos isso em Coven e todos nós sabemos que não deu muito certo... Mas olha, ainda dá tempo de consertarem isso e terminarem a temporada de uma forma que não fique muito vergonha alheia.

A trama do tráfico de aberrações (?) é outra que já dá pra jogar pra Deus. Depois nos enganar com a morte de Bette e Dot no episódio anterior, quase nos enganam novamente com a quase morte da personagem mais fofa da temporada: Ma Petite. Foi um momento tenso, onde fiquei realmente apreensivo. Destaque imenso para Emma Roberts, que mandou muito bem nas cenas e que quase me deixou com raiva da personagem, mas no fim, mostrou ser uma boa pessoa e apaixonada pelo garoto-lagosta, seu namorado na vida real (cê jura?). Tal qual, já aparenta ser o próximo alvo de Stanley, mas nós já sabemos que não vai ser. Duvido muito que até o season finale, Stanley consiga realmente matar algum freak.

Como se não bastassem as reclamações, ainda tenho que falar da Elsa Mars. Jessica Lange está simplesmente dando vida à uma Fiona Goode 2.0 com sotaque alemão. Só isso. Era de se esperar algo mais grandioso, já que este está previsto como o seu último papel na série. O papel está longe da qualidade, grandiosidade e densidade demonstradas em Constance e Sister Jude, nas duas primeiras temporadas. Um jogo de inveja e sede por fama, onde se está disposta a tudo para conseguir o que deseja, tendo que eliminar todos que entram em seu caminho. Mas que no fundo, demonstra um pingo de humanidade ao querer apenas ser amada. Já vimos isso. E é triste, repito, é triste ver uma atriz tão boa reprisando o mesmo papel por dois anos seguidos.

Bette e Dot, mais perdidas impossível, ainda possuem certo charme em suas tramas. A vontade de viver que cada uma possui, mas que é negado por suas condições físicas. O individualismo proposto a cada uma, onde Dot não vê a hora de ser separada da irmã, não ligando se para isso, o sacrifício da outra será necessário. E Bette, que apesar de divergir da irmã, aceitou a “vontade de Deus” e quer continuar presa a ela por toda a vida. O destino das duas parecia ter sido selado no último episódio, mas neste, ficamos a entender que a sua estadia na casa dos Mott será nada mais que passageira.

Por fim, os Mott. Finalmente, Dandy aceitou que nasceu pra matar. Como? Ele ainda tinha dúvidas mesmo depois de matar a própria empregada – que ele tem a coragem de dizer que sente falta – e de esquartejar um homem que não conhecia? Sua linda mãe, nada faz pra conter isso e além de acobertar os crimes do filho, considera tudo como um capricho passageiro. Haha, como não amar? E não tivemos Gabourey Sidibe.

Indo direto ao ponto, foi o pior episódio da temporada. Uma perca de tempo absurda. Até agora, só temos promessas. Já podemos colocar a que Ethel fez à Elsa na lista! Bullshit.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. realmente este foi um péssimo episódio, mas eu ainda tenho fé que esta temporada melhore, afinal, ainda estamos no episódio 6 e ainda tem muito pela frente, tem bons personagens e uma história interessante, mas que só não é boa apresentada. Mas espero que melhore e que não rume a um fim como o de covem.

    ResponderExcluir