quinta-feira, 9 de outubro de 2014

[Crítica] Grey's Anatomy - 11x02: Puzzle With a Piece Missing


Aquela que só pára com um quebra-cabeça quando ele está terminado.

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Depois de uma ótima season premiere, Grey's volta com um episódio de "gosto" muito duvidoso: Centrado na mais nova personagem da série... Realmente não entendi o que Shonda quis fazer com um episódio assim. Entendo que Maggie chegou para ficar e que grande parte da trama de Meredith nesta nova temporada girará em torno dessa nova relação com mais uma irmã perdida pelo mundo que foi parar no Grey Sloan Memorial Hospital (sério, todo mundo é médico nesta série). O problema é que a personagem é muito novata, e que dar um episódio só pra ela neste início de temporada pode ter sido uma escolha não tão bem feita, até porque o público ainda está conhecendo-a e ninguém ainda se acostumou com a saída da Cristina. Foi ruim? Longe disso. Foi perfeito? Longe disso.

Em 95% do episódio Maggie esteve presente e em 100% ela esteve envolvida nas tramas (ela até mesmo narra o episódio). Como objetivo principal percebi que era o aproximamento do público com ela e também mostrar que ela nunca será uma Lexie ou mesmo a "Person" (saudades Cristina) da Meredith. A trama principal desse episódio girou em torno da vida da personagem e dos motivos pelos quais ela se encontra naquele lugar e situação. Uma coisa bem aproveitada foi a relação de amor (quase platônico) dela com seus pais adotivos, que por mais que não tenham dado as caras, tiveram uma grande importância nas decisões que a personagem tomou ao longo dos 45 minutos.

O que é inegável é que a personagem, por se distanciar daquelas já citados e que já se foram (Lexie e Cristina), se mostrou tão cativante quanto. Ela realmente apresentou uma personalidade consistente, sendo engraçada, amiga e compreensiva (em certos aspectos) mas "durona" quando precisa ser.

Em quesito pacientes, o que teve mais destaque foi o fato de uma senhora que já bem debilitada pedia que Maggie não fizesse atos heróicos para salvá-la se assim fosse necessário, o que divergia da opinião da filha, que queria a todo custo que sua mãe continuasse viva. Foi muito interessante ver a relação médico/paciente e como as suas escolhas interferiram até mesmo na relação entre irmãs. Um ponto que deve ser ressaltado é o fato de Meredith parecer que está se perdendo no roteiro: Shonda quer criar um conflito entre as duas, mas Meredith se perde nas suas ações, já que a mesma sempre se mostrou a favor da decisão de seus paciente e muito compreensiva com certas escolhas, e que agora está tão chata que quase se torna irreconhecível.

Agora a cena final entre Maggie e Meredith deve ser muito bem analisada, não que tenha sido uma grande conversa épica, mas a revelação chocou tanto ao espectador (eu não esperava que fosse acontecer agora) como a Meredith, que em um ato de total desentendimento soltou os cachorros pra cima da irmã. De resto não se tem muito o que falar, já que outros personagens mal tiveram falas ou alguma importância realmente relevante, exceção da Jo, que foi a residente da Dr. Pierce, e teve grande significância pra algumas das tramas apresentadas. Outros personagens tiveram pequenas aparições e envolvimento com Maggie, que já conquistou alguns corações e afastou outros (como se o Alex fosse fácil de se conquistar). Agora é esperar o próximo episódio, e ver o que Shonda vai trazer para apimentar as relações que estão bem instáveis e devo dizer que quero muito ver a cara da Meredith quando começar a ligar os pontos dessa parte da história de sua mãe.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário