terça-feira, 9 de setembro de 2014

[Crítica] Teen Wolf - 4x11: A Promise To The Dead


Abrindo terreno para a Season Finale.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quem poderia dizer que este já é o penúltimo episódio desta quarta temporada? As semanas passaram muito mais rápido do que de costume, e, quando dei por mim, já estava de cara para a Season Finale. Infelizmente, o quadro geral não é tão positivo quanto nas últimas temporadas. Podem me xingar e insultar minha mãe no twitter, mas achei este quarto ano bem abaixo dos últimos que a série apresentou. Obviamente ainda é melhor do que a primeira, mas não chega nem perto de peitar a terceira. E, ao afirmar isso, não estou dizendo que queria uma trama super obscura e mortes, até porque, ao me referir à terceira, também estou falando da primeira metade.

A grande questão é que eu não senti neste episódio a emoção que eu sentia nos episódios finais das temporadas anteriores. Eu obviamente sou muito fã de Teen Wolf, e é claro que apesar das críticas devo deixar claro que esta temporada não chegou nem perto de ser ruim, mas algo no resultado final deixou a desejar. Talvez os vilões deste quarto ano não tenham sido bem definidos, ou então muitas tramas foram desenvolvidas rapidamente - sem se aprofundar em nenhuma delas. O fato é que a tensão, ao contrário que a série é acostumada a mostrar, não tem sido apresentada de uma forma constante. Os últimos episódios foram cheios de altos e baixos - quente e frio -, brincando com nossas emoções.

Quem leu minha crítica anterior sabe que eu fiquei extremamente decepcionado com a reviravolta em torno do Benefector. Quero dizer, a revelação sobre a Meredith foi um samba absoluto, mas quando isso foi desenvolvido mais a fundo - e levou diretamente ao Peter - sinto que a trama deu uma cambaleada. E eu sei que o Peter sempre foi um vilão, mas eu não consigo deixar de pensar que já vimos tudo isso antes. Eu só espero que um confronto definitivo entre ele e o Scott seja estabelecido na Season Finale, porque seria muito chato acompanhar o Peter comendo por fora, até surgir NOVAMENTE como um vilão. Se bem que eu acho muito difícil que ele morra, até porque, isso já aconteceu uma vez.

E, por falar em vilões, confesso que também fiquei extremamente decepcionado com a participação da Kate Argent neste quarto ano. Ela tinha tudo para roubar os holofotes e se tornar uma das vilãs mais cretinas de toda a série, mas acabou ficando às sombras do próprio Peter. E isso é uma pena, porque ela tem potencial, e, se bem desenvolvida, poderia ter se tornando uma excelente vilã - jogando dos dois lados. Sua perda com a Allison não foi explorada, o que foi um desperdício. Seria um ótimo gancho para dar uma humanizada na Kate. E será que teremos tempo para isso na Season Finale? Sendo um grande pau mandado do Peter, Kate está agindo basicamente como um escudo para ele. #PrayForKateArgent

Um dos momentos mais tocantes do episódio foi a cena entre o Argent e o Parrish. É uma covardia, porque qualquer diálogo que mencione a Allison irá sensibilizar qualquer um, principalmente se for o próprio pai dela. Então não foi difícil se emocionar naquele momento. E eu realmente espero que eles não tem o Sr. Argent, porque o cara é extremamente foda, até mesmo depois da morte da filha dele. Não surtou, continua durão, e merece muito mais destaque do que esses novos personagens que entraram agora. Eu entendo que até mesmo o título da série tem um "teen", mas seria muito legal se o enredo passasse a se concentrar nos mais velhos, principalmente o Argent, a Melissa e o pai do Stiles.

Por último, vamos falar do relacionamento apagadinho entre a Kira e o Scott. Eu sinceramente não sei o que tem de errado entre eles dois. O roteiro joga aquelas cenas fofas para podermos nos identificar, mas tudo parece perfeito demais - algo muito surreal -, o que acaba causando um efeito contrário. O mesmo golpe baixo é aplicado na relação entre o Stiles e a Malia, só que com eles dois a coisa funciona melhor - principalmente as cenas extremamente fofas. Enfim, estou só esperando a Kira mostrar ao que veio e liberar a piranha raposa que existe dentro dela. Convenhamos, solta a espada e usa seus poderes, querida.

PS. Surpreendentemente, achei válido o drama envolvendo o Liam. Foi bem desenvolvido, e apesar de ter sido levantado muito perto do final, não foi realmente deslocado do resto da trama.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário