sexta-feira, 29 de agosto de 2014

[Crítica] True Blood - 7x09: Love Is To Die


Uma escrava realizada.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Resta apenas um episódio para o fim definitivo, e o meu coração nunca ficou tão apertado. Vou tentar não cair no mesmo discurso sobre a longevidade da série, e me limitar a dizer apenas que sentirei muita falta de True Blood. Não é excelente, mas é uma das séries mais sem noção da atualidade. Nos proporciona cenas impagáveis (principalmente de sexo), que nenhuma outra tem a ousadia de mostrar. Sem contar as mortes completamente trashes. Mas não é só por causa do término que meu coração está apertado. Torço muito para que a Series Finale não decepcione, e espero que o último episódio não se mostre covarde e finalize a série de forma decente.

Queria deixar meus pensamentos reflexivos para a próxima review, afinal de contas, será a última oportunidade para fazê-lo. Mas já irei me adiantar neste texto. Diversos caminhos que os roteiristas optaram seguir foram falhos, e alguns outros foram decentes. Esperava mesmo que essa última temporada fosse excelente, mas está longe disso. Certamente não está entre o top dentre as três melhores temporadas. É uma pena! Como sempre costumo dizer, tinha potencial... e muito. Este último ano vacilou e não trabalhou muito bem os seus personagens, além de investir em algumas tramas cansativas que pouco colaboraram com o desenvolvimento do desfecho.

A falta de um grande vilão também foi palpável. Sempre imaginei a série terminando de uma forma grandiosa, o que não é o caso aqui. A esta altura do campeonato, deveríamos estar ansiosos por cada segundo, mas os últimos episódios foram mais parados do que de costume. Apesar dos pesares, há algumas sequências interessantes, porque os roteiristas já optaram dar um desfecho para alguns dos seus personagens, como o Sam, que havia sumido há diversas semanas, e agora voltou apenas para se despedir. Gostei do final do personagem. Nunca simpatizei realmente com ele, então não liguei para o fato dele ter praticamente sido cortado neste último ano. Isso me incomodou um pouco. Por ser o último ano, os roteiristas cortaram diversos dos nossos velhos conhecidos, dando finais pouco satisfatórios para eles. Ficou claro que apenas alguns poucos receberam a atenção neste último ano, como a Arlene, que voltou a roubar a cena em mais um diálogo muito bem construído.

O primeiro momento que devo destacar neste texto é a recusa do Bill em tomar a cura. Bastante óbvio e certo do enredo, por mais que todos vocês tenham esperneado e xingado o personagem para os sete ventos. Acompanhamos a história focada no Bill neste último ano porque essa é a sua despedida. E se a série se acovardasse nos últimos episódios, seria um dos piores finais de todos os tempos (será que seria pior do que o do Dexter?). E até que o discurso do vampiro fez sentido, especialmente quando ele "abriu o seu coração" para o Eric. Por outro lado, também serviu de aviso para o viking. Um toque de amigo, "se a ama, afaste-se". Depois dessa cena, fica um pouco óbvio que nenhum deles irá terminar com a fadinha - o que pode não ser uma coisa ruim.

Como deixar de falar também sobre a troca de casais entre o Hoyt e a Brigette e o Jason e a Jessica? Soou um pouco apressado, mas até que deu para engolir. Hoyt e Jessica conseguiram resgatar aquele relacionamento fofo que tinham no começo da série, e a Brigette conseguiu superar a minhas expectativas ao se redor muito mais do que uma transa passageira para o Jason. Queria ter visto um pouco mais da personagem no decorrer dessa temporada, porque foi tudo muito corrido. Mas pelo menos eu gostei das cenas entre os dois. Não reclamarei se eles terminarem juntos, isso é fato.

Mas nada mais importa depois daquela cena destruidora do sexo épico entre a Ginger e o Eric. Gente, eu preciso de um spin-off só do Eric, Pam, Ginger e Sarah. Eles são perfeitos juntos e, até agora, roubaram as cenas - tornando-se a melhor coisa desse último ano. As cenas entre a Pam e a Sarah foram bem legais e engraçadas, e gostaria de ter visto um pouco mais delas duas. Ginger também teve a sua "despedida" em grande estilo. Acredito que esta seja a última grande aparição da personagem, e certamente ficará marcada em nossas mentes. Enfim, agora só nos resta esperar pela morte verdadeira da série, que, sendo boa ou não, deixará saudades.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário