segunda-feira, 16 de junho de 2014

[Crítica] Salem - 1x08: Departures


Estou sem palavras.

Review:
(Spoilers abaixo)

Tá, tá. Quem leu minha primeira review sobre Salem, deve ter percebido que eu estava um pouco com pé atrás em relação à série, e se alguém me perguntasse se deveria assistir, eu iria responder: “Sim, mas não se entregue completamente, a série pode ser uma bomba.”. Mas se me perguntassem isso hoje, eu iria responder: “Sim, deve.”.

A série está seguindo em linha reta, melhorando cada vez mais. Dá pra sentir isso a cada episódio! É fato que demorou um pouco para engrenar, mas é válido lembrar a minha teoria de que a série come pelas beiradas e etc. Todo mundo já está cansado de saber disso.

Neste episódio, finalmente, deram o tal destaque ao Cotton, que como eu tanto venho falando por aqui, estava sendo desperdiçado. Fiquei feliz em ver a sua história sendo explorada de forma dinâmica e também, por ter o seu caráter mais discutido, onde ficamos sabendo um pouco mais sobre a sua relação com seu pai.

Increase Mather acabou de chegar na série e já revelou ser um dos personagens mais fodásticos. Não é a toa que está deixando Mary de cabelo em pé! A sua relação com seu filho foi muito bem explorada e a atuação dos atores estava impecável. Conseguiram realmente passar a emoção do momento. Destaque principalmente para Seth Gabel, que se mostra um puta de um ator. Por acaso, teve como não se emocionar – ou ficar ao menos “balançado” – com as cenas que este tentava inocentar Gloriana das acusações de bruxaria? Ou da revista minuciosa que este teve que realizar na mulher, bem na frente de seu pai? Ou até mesmo na despedida dos dois?

Outra coisa importante a se falar, é a libertação de Sibley. Com segundas intenções, Mary o mandou Isaac, o fornicador, levar o marido até o hospital, em Boston. Porém, no caminho, ocorreu um acidente e no meio deste, Sibley conseguiu – de uma forma nojenta – se livrar do sapo que morava dentro dele. Logicamente, Mary ficou sabendo do ocorrido e mandou sua fiel escudeira correr atrás do prejuízo, o que não deu muito certo, pois Increase acabou chegando a tempo para levar Sibley para sua casa. Sendo assim, Mary e seu clã estão com os pés fogueira, pois o tal encantamento que jogaram em Sibley, só durará um dia e após isso, este poderá muito bem contar que ela é uma bruxa. Mas será que isso vai acontecer? Acho que sim, mas não agora. Tem muita coisa pra rolar ainda. Com certeza, Mary irá se safar, mais uma vez.

Por fim, por onde andou Mercy durante todo o episódio? Saudade! E Anne? Impressão minha ou ela está comendo pelas beiradas, igual a série? Estou dividido entre as possibilidades de ela virar uma bruxa ou uma “witch hunter”. E vocês?

Por hoje é só. Até a próxima!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário