quinta-feira, 5 de junho de 2014

[Crítica] Salem - 1x07: Our Own Private America


O que você sabe sobre sonhos?

Review:
(Spoilers abaixo)

Sério, estou achando incrível a eficiência que Salem está demonstrando a cada episódio! Em determinados momentos, temos a impressão de que a série está se arrastando, mas na realidade, não está! Isso é muito, mas muito bom! Salem está longe de ser uma série dinâmica, pois como disse antes, vai comendo pelas beiradas, até culminar em algo surpreendente. Sinceramente, quem ainda assiste a série, é porque gosta. Não há motivos para assistir algo que não lhe agrada.

Este episódio manteve o nível de qualidade do anterior, e teve sonhos como o principal tema. Metaforicamente falando, nossa América particular. Acontece que Mary utilizou dos sonhos para encontrar o tal Malum, ou seja, entrou na mente de Alden, portador do objeto, para questioná-lo de seu paradeiro. Muito se engana quem acha que ela iria fazer isso apenas para encontrar o artefato. Ela aproveitou - e muito, diga-se de passagem - dos sonhos. Mas também pudera né? Quem nãERROR. Só achei estranho o fato de ela interromper a fodinha dos dois, após passar um episódio inteiro aparentando estar no cio. Eu hein...

Quem decidiu aparecer dessa vez, foi o pai do Cotton. O cara já chegou avisando que só irá embora quando a última bruxa de Salem estiver morta. Mary pira! Pira ainda mais com a possibilidade dele descobrir sua real identidade já que este demonstrou interesse de visitar Sibley. E quem se lembra de quando o velho escreveu “witch” num papel, hein? Pois é... Na primeira oportunidade, ele fará com que Mary seja desmascarada. Apesar de que acho uma tarefa meio complicada de se fazer, quando se tem um sapo dentro de você.

E Mercy? Essa menininha está dando o que falar, hein? Quem diria... pra mim, era apenas uma figurante... Agora está arrasando em cena e demonstrando ser uma verdadeira feminista que luta pela sua independência. Para isso, ela está se mostrando ser tão fria e corajosa quanto Mary, sendo capaz até de matar para conseguir o que quer.

Por fim, falaremos de Anne. Como o término do episódio anterior bem sugeriu, ela está bastante desconfiada de seu pai. Sua mãe contou-lhe uma história pra boi dormir, tentando fazê-la acreditar, mas acho, ou melhor, tenho certeza de que não colou. Só eu tenho a impressão de que ela também se tornará uma bruxa mais adiante?

E estou comemorando o fato de eu ter conseguido assistir a esse episódio a tempo! É pra glorificar de pé! Enfim, agora chega de falar! Já falei tudo o que tinha pra hoje. Até mais!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário