segunda-feira, 26 de maio de 2014

[Crítica] Salem - 1x05: Lies


Fique forte.

Review:
(Spoilers abaixo)

Eu sei, demorei pra caralho pra assistir a esse episódio. Demorei ainda mais pra fazer esta review. Acontece que como também faço as reviews de Hannibal, acabei dando preferência à série do canibal e deixei a das bruxas um pouco de lado... Não que Salem seja ruim, mas como Hannibal estava na reta final, me empolguei mais. Enfim, agora poderei me dedicar mais à Salem. Sim, como devem ter percebido, sou muito enrolado com séries. Consigo acompanhar no máximo umas três ou quatro e fico bobo quando vejo alguém que acompanha mais de dez. Nada contra, inclusive admiro muito.

Que episódio foda! Acho que de longe, foi o que eu mais gostei. Como eu disse antes, Salem vem comendo pelas beiradas e sabe muito bem onde quer chegar. A série me conquista cada vez mais e, pelos comentários que vejo nas redes sociais, não sou o único a ser conquistado.

Interessante como conseguem amarrar os episódios, não deixando nada no ar, como vemos em muitas séries por aí. Um exemplo disso é o estranho artefato encontrado por Alden, uma caixinha peculiar, nomeada Malum. O fato do “witch hunter” ter o objeto em mãos – e é claro, outras coisas, como ser a maior fraqueza de Mary – está deixando a turminha do mal de cabelo em pé. Não é à toa que estão fazendo de tudo para eliminá-lo. Isso envolve até trazer de volta o cara que ele matou no episódio anterior, só para que este possa contar um tal segredo. Segredo que Mary descobriu ser o assassinato de vinte homens. Horrível, né? Sim, mas nada que impedisse um ardente beijo entre os dois.

Vou confessar que essa nem foi a parte mais interessante do episódio. Gostei bem mais do destaque que a jovem Mercy passou a receber. Nos primeiros episódios, eu nem botava muita fé na mocinha, achava que ela iria morrer logo logo, mas me enganei. Desde que apareceu toda ameaçadora na casa de Mary, no episódio anterior, Mercy vem mostrado que também não está para brincadeira. A cena em que ela sai fingindo estar possessa pelas ruas, foi muito amor. Achei muito bacana o lance de ajudar a amiga que seria vendida pelo pai e adorei ainda mais a cara de “vish, fudeu” que a Mary fez quando viu a garota requebrando pelas ruas. Já quero ver o que vai sair do plot dessas duas!

A única coisa que tenho a reclamar é o fato de que Cotton, um dos melhores personagens, está sendo muito mal aproveitado. Já disse isso antes e continuo batendo na mesma tecla. Adoro a dupla que este faz com Alden, mas ele acaba ficando em segundo plano, quando seu plot é um dos mais interessantes e propícios a serem aprofundados. Tirando isso, a série está de parabéns.

Então, é só isso! Vamos torcer para Salem manter o seu nível de qualidade, melhorar no que precisa ser melhorado e nos entregar um season finale digno. Até a próxima!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Tbm achei q a Mercy seria descartada, bom ver q n.
    Gostava daquela ruiva q desenha, mas acho q ela vai libertar o pai da menina lá achando q ele é bom moço, affz. Intrometida.

    ResponderExcluir