sexta-feira, 16 de maio de 2014

[Crítica] Revenge - 3x16-19: Disgrace / Addiction / Blood / Allegiance


Seus aliados podem fazer muita diferença.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quem leu minhas críticas anteriores sabe que eu andava um pouco desiludido em relação à série. Desde o retorno neste ano a série enrolou bastante e acrescentou tramas que pouco contribuem para o desenvolvimento geral da história. Essa nova leva de episódios não é diferente. Poderiam ser todos exprimidos em apenas quarenta minutos, e não faltaria muita informação. A grande questão, porém, é que o roteiro estava apenas plantando elementos para colhê-los na Season Finale.

Eu iria fazer um especial sobre a segunda metade completa desta temporada, mas a Season Finale repercutiu de uma forma tão positiva pelas redes sociais, que decidi dar mais uma chance ao formato "semanal" - ainda mais porque não restavam tantos episódios assim. Não sei se serei eu a criticar os últimos três deste terceiro ano, até porque, não os assisti ainda. Por este motivo, meus comentários sobre essa sequência de episódios não serão influenciados com a reta final da temporada. E, enquanto ainda não consegui ver a parte boa, fiquei a cargo de falar sobre esses episódios mornos.

É estranho que uma série apresente novos personagens perto de fechar uma temporada, e essa reta final tratou de apresentar três. O primeiro, e mais relevante, é Pascal. Ele é o pai fechado da Margaux, que provavelmente terá uma grande importância na trama central da nossa protagonista. Sem contar que será um aliado importante da Victoria - que estava precisando de alguma proteção desde que o seu filho, Patrick, a deixou vulnerável e sozinha. Além disso, Pascal está relacionado com os pais não só da Emily como também do Aiden.

A segunda aparição é o novo protegido do Nolan, recém-saído da prisão. O personagem é tão insignificante que até mesmo a Charlotte consegue manipulá-lo. Aliás, até que a pequena Grayson está mostrando ao que veio neste novo ano. Espero que ela amadureça mais, e retorne má. Desde o começo - quando trouxe a Sarah de volta para a vida do Daniel - ela mostrou que tinha talento na arte da manipulação, então espero ainda poder ver um pouco mais desse lado dela. Agora, voltando ao ex-detento, inicialmente pensei que ele seria o novo interesse amoroso do Nolan - antes fosse, porque o personagem foi flop total.

Por último, e mantendo a vibe de "apareceu porquê", temos a primeira mulher do Conrad. A primeira cena da Stevie na série foi épica, com uma fala cretina e um cliffhanger chocante. Porém, a personagem foi completamente desperdiçada, e introduzida na trama de forma porca. A cena que deveria ter sido a mais emocionante - quando ela revela que é a verdadeira mãe do Jack - foi apática, e tirou o maior trunfo que a personagem poderia ter. E depois de apenas falhar, ela foi retirada da cidade da mesma maneira que saiu da outra vez, ou seja, derrotada. E por que ela entrou na trama, afinal? Dizer que o Jack era o seu filho? Poderia ter mandado um cartão.

Voltando aos velhos conhecidos e deliciosos hábitos, não temos como não focar nossa atenção a engenhosa Emily. Essa mulher é demoníaca, e tivemos alguns excelentes flashes de humor negro nas cenas em que ela tenta provocar o Daniel de todas as formas possíveis. E, como não poderia deixar de ser, quando pensamos que ela está por baixo, as coisas mudam de perspectiva e descobrimos que ela está por trás de tudo, como no episódio Disgrace. Outro momento interessante ocorreu durante a rodada de poker, colocando as duas arqui-inimigas diretamente uma contra a outra.

Enfim, essa análise superficial foi apenas para não deixar esses episódios passarem em branco antes da review dos últimos episódios serem postados. Só tenho que lembrar que a série continua abandonada no blog. Apesar das minhas críticas, estou sem tempo para assumi-las oficialmente e só estou preenchendo buracos da grade enquanto não encontro ninguém. Então se vocês querem assumir as reviews semanais, basta mandar sua crítica de um episódio recente para o meu e-mail (nefferson_2@hotmail.com). Vale lembrar que busco textos de caráter críticos, e não apenas resumos dos episódios. Boa sorte!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário