sexta-feira, 16 de maio de 2014

[Crítica] Game Of Thrones - 4x06: The Laws Of Gods And Men


Eu exijo o julgamento por combate

Review:
(Spoilers Abaixo)

Nem sei por onde começar, esse episódio foi tão, tão perfeito (leia-se Tyrion/Peter tão fodastico) que até agora estou sem palavras,  a review está atrasada e sinto muito por isso, mas estou nas semanas de provas na faculdade e nos últimos dias está impossível fazer outra coisa que não estudar. Enfim, assim como um Lannister cumpre as suas dividas aqui estou eu cumprindo com as minhas. Cara, quando terminei de ver esse episódio eu estava tão empolgado que tive que começa a review, tinha que externalizar isso de alguma forma.

O episódio já começou de forma grandiosa, quem não se arrepiou com a estátua do Titã de Bravos? Foi perfeita (faltou uns olhos de fogo, mas tudo bem) fato é que o plot novo que arranjaram pro Stannis e Davos teve algo de interessante, haja vista que permitirá que o Stannis e os seus, voltem pro campo de batalha, afinal de contas à guerra ainda não acabou, não sou muito fã do Stannis (não me matem), nem do Davos. Gosto mais do que os cerca do que dos personagens em si, apesar de que não conhecemos bem o Stannis (não internamente).  Em suma, prefiro a Melisandre. Isso não quer dizer que o Stannis não poderia ser um bom rei. Mas voltando pra Bravos, o Stannis, depois do discurso impactante do Davos conseguiu um empréstimo junto ao Banco de Ferro e agora tem mais que trinta navios e 4 mil homens, só nos resta esperar para descobrir qual será o seu próximo destino, afinal de contas e personagem já está "parado a tempo demais.

Nesse episódio tivemos a volta da Yara, que, assim como o Stannis ganhou um plot exclusivo pra ela, eu poderia dizer que ele foi totalmente desnecessário se o foco dali fosse ela, mas como não foi, sua invasão tem alguma valor, primeiro porque serviu para mostrar, de forma definitiva, o quanto o Theon foi destruído pelo Ramsay e como eu definitivamente gosto muito do Fedor (que rima com terror) isso me deixou bastante contente. Também serviu para inserir o Fedor (que rima com traidor) no centro o que está por vir, o que sem duvidas renderá bons momentos, já que a crueldade do Ramsey não tem limites. Enfim, achei bem incoerente eles colocaram a Yara acertando a testa de um cara com um machado na primeira cena dela e na última, ela cara a cara com o Ramsay, com o machado na mão, não tê-lo acertado, ela nem precisaria está tão próximo, quem conhece a personagem sabe bem do seu dom no manejo do machado.

Daenerys começa a perceber embora seja um trono, a cadeira ainda machuca a bunda, e que ser rainha não é tão fácil quanto parece. Mas sendo breve, duas coisas são importantes na sua aparição, primeiro o fato dos dragões estarem caçando sozinhos e segundo a aparição do Hizdahr Zo Loraq, não gostei muito do ator, mas o personagem é extremamente importante nessa parte da história.
Outro ponto que vale ressaltar é a reunião do Conselho do Rei, às vezes ainda me surpreendo com a quantidade de noticias que eles sabem, de certa forma isso é bom pra série que não fica refém dos Corvos para saber quando nasce e quando morre alguém, Varys sempre tem um passarinho mais rápido. Enfim, eles já sabem da Daenerys e o Tywin já mexeu com os seus pauzinhos, apesar de ser um meio diferente quem não resiste a spoilrs já sabe onde isso vai dar. Problemas pra Não-Queimada. Além disso, a conversa entre o Oberyn e o Varys não foi de toda desnecessária, apesar de ser um personagem marginal, o Varys, assim como o Mindinho, joga o seu próprio jogo, acredito que a hora de sabermos de qual lado ele está se aproxima.
A ZUEIRA NEVER ENDS 1.0

E por fim tivemos o inicio do julgamento, embora já soubesse o que iria acontecer, devo dizer que fiquei surpreso e bastante impressionado. O Peter Dinklage simplesmente é um ator perfeito, e o Tyrion é um personagem grandioso, então a cena não poderia ser menos que isso. Em um país em que os anões que aparecem na TV são aqueles tratados como personagens de circo, ver essa cena é reconfortante. Enfim, parar de enrolação e ir ao que interessa, apesar de não ter mostrado abertamente, todo o julgamento do Tyrion foi minimamente arquitetado pela Cersei, tanto que as testemunhas estavam todas corrompidas além do que, todas tinha alguma coisa contra o Anão. Além disso, o Tywin não esteve alheio a isso tudo, tanto que quando ele e Jaime vão conversar fica claro que ele está determinado a se livrar do filho "deformado".

E aqui veio a minha primeira surpresa, e talvez uma tentativa dos produtores de amenizarem o filme do Jaime que estava meio queimado depois do "estupro" da irmã, fato é que essa cena foi impactante, porque ele que sempre pareceu arrogante e manipulável pela Cersei, se absteve de uma vida ao lado dela para poder proporcionar uma vida para o irmão, eu não esperava por isso, mas sempre defendi que o Jaime era um homem honrado foi bom ver um pouco disso na TV. Já sobre os depoimentos, apenas dois valem ser comentados, o do Varys, muito mais pela frase (infelizmente eu nunca me esqueço) do que por qualquer outra coisa, cara, me arrepiei quando ele falou isso. O outro por obvio foi o da Shae, eu já esperava por isso, ela é uma puta, como ela mesmo disse, além disso, ela teve que aprender a se virar para sobreviver. Porém o Anão não esperava por isso, a cara dele quando ela entra é de cortar o coração, assim como quando ele pede pra ela parar.

Mas nem tudo foi em vão, antes do depoimento da Shae ele estava disposto a confiar no irmão e pedir misericórdia, isso também foi legal da parte dele, mas o depoimento da Shae o fez transbordar e que bom que isso aconteceu, porque além de vermos o Tyrion jogar toda a lama no ventilador, podemos apreciar uma interpretação digna de Grammy por parte do Peter. (Deuses, os antigos, que bom que esse cara existe). Em suma, além de pisar um pouquinho na ferida do pai ele também sambou um pouco na cara da população de Porto Real. Aliás, no livro, o povo o odeia por conta da aparência e tals. Enfim, ele pediu julgamento por combate e eu quase gritei nessa hora, outra pessoa que gostou de ouvir isso foi o Oberyn que enfim começou a prestar atenção seriamente no que estava acontecendo ao seu redor. Agora só nos resta aguardar o domingo que aliás, esta bem próximo.

A ZUEIRA NEVER ENDS 2.0

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário