sábado, 3 de maio de 2014

[Crítica] Awkward. - 4x01/02: No Woman Is An Island / Listen To This! (Season Premiere)


Nada como um novo constrangimento para movimentar a vida.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Awkward. voltou com tudo, já começando por enterrar a Jenna insuportável que vimos sendo desenvolvida na temporada anterior, e voltando aos bons costumes constrangedores e escandalosos que nós tanto gostamos de acompanhar. Eu adoro quando uma série começa uma nova temporada com um salto no tempo considerável. É o caso dessa Premiere, apesar não ter se passado muito tempo, as situações foram alteradas de forma que o roteiro teve várias coisas novas para trabalhar. Nem todas são positivas, mas é seguro dizer que a série está voltando aos trilhos e aos moldes que tanto amamos.

A primeira coisa que devo falar é sobre as saídas e adições do elenco. Ming foi banida pela máfia asiática, mas todos sabemos que é apenas uma desculpa pela saída da atriz. Não sei qual foi a polêmica ao certo, mas parece que ela mesmo quis sair da série. Não me importo muito, porque não gostava tanto da personagem. De fato, ficaria muito mais decepcionado se a psicopata da Becca não aparecesse mais. Outra que não retorna para o quarto ano é a novata Bailey, que parecia ter entrado na trama para abalar as estruturas da Jenna e o seu amor épico. Gostava da personagem e acredito que sua saída tenha se dado por escolha do que roteiro. Uma pena, tinha potencial.

Nessa loucura toda, era esperado personagens novos para contrabalancear os furos deixados. Infelizmente, a nova personagem não consegue metade do carisma das outras. De fato, acredito que essa seja a intenção do roteiro. Não confio na nova personagem e sua mania horrorosa de brotar direto do inferno no meio de conversas constrangedoras. E já deu para perceber que ela se acha, e provavelmente ficará no caminho da Jenna. Qualquer garota nova que chega na trama sempre coloca os olhos no Matty, e essa não deve ser diferente. Já odiei, então vamos odiá-la juntos.

Como não poderia deixar de ser, Sadie continua sendo uma das melhores coisas da série. Logo no começo, o enredo dá espaço para ela brilhar e humilhar as pessoas ao seu redor, e sua entrada - remetendo diretamente à falsa tentativa de suicídio da Jenna - foi simplesmente épica. Ainda bem que os roteiristas deixaram de lado aquela besteira sobre o twitter, já que os melhores conselhos dessa bitch são cara a cara. Aliás, é impressionante como ela emagreceu desde a primeira temporada. Vale destacar também que ela está cada vez mais loira. Está bonita e sambando na cara dos outros, só perdeu o reinado para a Lisa nas líderes de torcida, mas não deve ser por muito tempo.

Aliás, já amei a primeira cena da Lisa falando sobre os macacos com machetes na África. Extremamente preconceituoso e cheio de humor negro, mas esse não é exatamente o espírito da série? E o melhor de tudo foi a Sadie falando para ela arrumar o cabelo para a foto no meio de uma quase guerra civil. Lisa está ganhando cada vez mais espaço, deixando de ser apenas a sombra sem personalidade da Sadie. Apesar de tudo isso, mal posso esperar para ela torcer o pescoço novamente. Calma, gente! É só porque essa é a marca registrada dela.

Por último eu deixei os casais, que estão completamente bagunçados depois dessa pausa de uma temporada para outra. Primeiro vamos falar sobre o Jake e a Tamara. Foi mesmo uma surpresa ver que esse casal sobreviveu a uma temporada de vinte episódios, mas eles não conseguiram nem chegar a três nesse novo ano. Dois conflitos prevaleceram para que o casal terminasse: A falta de orgasmo e a mania de cantor do Jake. Nunca senti muita firmeza no casal, de qualquer jeito. Então o término deles não mexe nada comigo. Mas gostei de ver a Tamara najando depois de ter tomado um pé na bunda. Está na hora de ir para casa e abraçar sua escova de dentes. You're welcome!

Jenna e Matty também não estão passando por bons momentos. Depois de ter visto o primeiro trailer liberado dessa temporada, fui completamente enganado ao pensar que seria uma espécie de repeteco do começo da história, mas o enredo se desenvolveu de uma forma completamente diferente. Gostei disso, fui pego de surpresa. O meu medo é que o Matty percorra o mesmo caminho arriscado que a Jenna no ano passado, a autodestruição. Agora que ele descobriu que é adotado, qual será a sua reação? Deu para ter uma ideia básica pela promo do que está por vir. Vamos torcer para que ele não precise atingir o fundo do poço.

E, antes de me despedir, quero deixar aquela mensagem linda, já que não há ninguém no MMA responsável por essa série no começo. Eu iria tirá-la da grade, mas fiquei com pena porque gostei bastante desse começo, mas provavelmente não a manterei sozinho até o final dessa temporada. É por isso que eu preciso da ajuda de vocês. Se alguém quiser assumir as reviews semanais da série, basta mandar um email (nefferson_2@hotmail.com) com uma crítica de um episódio recente. Vale lembrar que esperamos textos com caráter crítico, e não apenas resumos dos episódios. Boa sorte!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário