sexta-feira, 30 de maio de 2014

[Crítica] The 100 - 1x11: The Calm


Onde clica pra explodir essa Arca?

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Olha quem chegou cedo dessa vez! Sim, depois de uma crítica super atrasada do 1x09 e 1x10, hoje vim assim que terminei de ver o episódio, no mesmo dia que a legenda saiu. Deus está conspirando ao nosso favor, acho digno. Mas nem tudo é perfeito. Gostei bastante dos dois últimos episódios, mas o foco de The Calm na Arca foi um porre pra mim.

A verdade é que eu não gosto nenhum pouco desse núcleo, a única coisa boa ali era a Abby e como ela estava ''morta'' - aparecendo nos segundos finais -, todas as cenas foram chatas para mim. Juro gente, não gostei de nenhuma sequência na Arca, somente da que o Kane achou a Abby mesmo. E falando nele, o que deram pra esse cara? No início de tudo, ele tentava ser uma Nazaré Tedesco da vida (sim, tentava, porque até o Bell já fez coisa pior que ele), mas agora tá fazendo cosplay de um anjo, todo bonzinho e salvando pessoas.

Só eu que espero uma reviravolta e que isso não passe de encenação? Tudo bem que pode não ser, ele realmente tenha se redimido, mas sem dúvidas essa reviravolta seria muito melhor. E ainda jogaram um possível ship entre ele e a Abby, que uma minoria do público comprou. Uma minoria porque já disse aqui que a maioria - graças à Deus - quer ver sobrevivência e não relações amorosas. Cansei dessa Arca, já quero todos mortos e a Abby descendo pra cá, chega de acompanhar esse plot. Querem um nível da minha raiva com esse núcleo? Prefiro mil vezes ver romance na tela do que essa nave. Sentiram? Espero que sim.


Agora, correndo por fora, nossos sobreviventes conseguem se sair melhores a cada semana. Ou seria piores? Porque é tanta flechada e empalamento na floresta que eu acho que estou vendo uma nova sequência de Wrong Turn. E flechadas mal dadas, porque quase todo mundo sobrevive. O causador da discórdia mór essa semana foi o Murphy, que ateou fogo nas carnes do acampamento para continuar seu plano de vingança. Sem escolhas, os 100 tiveram que sair pela mata para caçar animais (sdds contaminados pela radiação sdds), e Clarke e Finn acabaram sendo capturados pelos grunders.

A bomba jogada no episódio anterior acabou causando machucados em uma garotinha grunder, e Anya obrigou Clarke a realizar uma cirurgia algo para salvar a menina, sob a ameaça de matar Finn. Como Clarke fracassou, Anya levou Finn para o abate e a nossa heroína aproveitou para fugir e buscar ajuda para salvar o moreno. Por isso que eu acho a Arca tão desnecessária: quem quer ver o Kane procurando figurantes avulsos sobreviventes, enquanto temos a protagonista matando seu inimigo a sangue frio? Por isso que eu amo a Clarke e os roteiristas por não deixarem-na cair nesse esterótipo de mocinha romântica, chorona e insuportável (oi, Elena Gilbert).

Porém, nem tudo deu certo no final, e Clarke acabou caindo numa armadilha e ficando presa. Será que algum dos 100 vai encontrá-la? Ou serão os grunders? Será que vão salvar o Myles? O que vai acontecer com Finn? E que diabos aconteceu com o Monty? As respostas, vocês já sabem: descobriremos nos próximos episódios. E antes de finalizar: Bell e Raven curando suas amarguras um com o outro foi, no mínimo, engraçado. Até semana que vem. Ah, e lembrando que estamos na reta final da temporada, falta apenas um episódio para a Season Finale.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário