quinta-feira, 3 de abril de 2014

[Crítica] Looking - 1x07/08: Looking for a Plus-One/Looking Glass (Season Finale)


Entre a cruz e a espada.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Não tem desculpa aceitável pra eu começar essa review que está mais do que atrasada. Foram vários fatores e dentre eles vou destacar o principal, que foi a preguiça. Os dois últimos episódios de Looking foram perfeitos e deixaram um ótimo gancho para a segunda temporada, que como eu já disse, está confirmada. Pelos acontecimentos dos dois episódios se ligarem, mais uma vez a review será dupla. Então, vamos lá!

Começando pelo Augustín. O que eu tenho a dizer pra ele? “Eu falei que isso ia dar merda”. No sétimo episódio as coisas começaram a desmoronar pra ele. Primeiro ele faz o namorado de cobaia no projeto artístico que nem ele mesmo sabe o que é ao filmar a transa dele com o "amigo" prostituto. Para no final dar em... NADA. Isso mesmo, nada! A única pessoa de quem eu tenho dó é do namorado, que na tentativa de ajudar o arrogante Augustin se prestou a esse papel. Depois o mimado joga tudo pro ar, do nada, e diz pro namorado que na verdade a transa e todos os outros encontros com o prostituto foram pagos. Agora, coloquem-se no lugar dele: você traz seu namorado pra casa, faz tudo pelo sucesso dele, assume as despesas, arruma exposição numa galeria para no final ele simplesmente desistir e dizer que estava gastando dinheiro com um prostituto. Eu não teria outra reação se não acabar tudo e pedir que ele sumisse da minha vida.

Para que Augustin mude a personagem que o público criou dele, vai ter de trabalhar muito sua personalidade na segunda temporada. Essa season acabou sem muito futuro para o personagem, e, do mesmo jeito que começou: de volta ao apartamento do Paddy. Confesso que não vejo que ele possa oferecer muito para a série a não ser um plot de um viciado em drogas. Seria algo interessante a ser explorado, mas por hora deixemos ele como está: desempregado, solteiro e sem rumo.

Mas falemos de coisa boa, o Dom! Finalmente as coisas começaram a dar certo para o personagem e durante o sétimo episódio o que vimos foi muito estresse para a preparação da demonstração do restaurante dele. Infelizmente o personagem não soube canalizar o estresse dele e descontou na pessoa que não teve culpa de nada, o Lynn. Foi preciso a Doris dar uns toque nele pra ele se tocar que estava se irritando com a pessoa errada, talvez pelo beijo que Lynn não retribuiu.

O lindo de se ver mesmo foi a noite de sucesso do Dom na season finale. Mesmo com tudo que aconteceu no episódio anterior, a noite foi um sucesso e fiquei muito feliz pelo Dom. Mais feliz ainda de ver que o personagem percebeu que tem sentimentos fortes pelo Lynn, feliz por ver ele com ciúmes e depois falar isso pra ele e se desculpar. A segunda temporada promete muito pra ele, pois ele planeja continuar com as demonstrações até por fim conseguir abrir seu restaurante. Além disso, ele parece estar disposto a conquistar o coração do Lynn. É esperar para ver no que vai dar!

Por fim: Patrick! As coisas entre ele e Richie pareciam estar ótimas depois do ocorrido no sexto episódio e o casal finalmente estava pronto para o próximo passo da relação: conhecer a família... ou não!  De fato eles precipitaram um pouco as coisas e no caminho para o casamento eles discutiram por um baseado de maconha. No medo de que a mãe aceitasse o namorado, Paddy queria que Richie fosse "politicamente correto", ele só não esperava que a própria mãe já usasse maconha. Isso serviu para ele perceber que na vontade de agradar a mãe ele acabou esquecendo dele mesmo.

A situação ficou mais complicada quando Paddy esbarrou com ninguém mais, ninguém menos que o Kevin. Entre uns drinks e outros, um beijo roubado pelo Kevin no banheiro! Torta de climão durante toda a season finale. Foi difícil para o Paddy resistir às investidas do chefe e à declaração dele, que, cá entre nós, quebraria a perna de qualquer um. Enfim Paddy topou ser passivo, mas não com o Richie. Liberou a traseira pro chefe e depois recebeu declaração do namorado. E agora? Esse é o dilema para a segunda temporada. Será que Paddy vai ficar com o chefe perfeito que já confessou não conseguir ficar perto dele sem querer beijá-lo? Ou enfim se entregará ao Richie?

Isso são questões para a segunda temporada, vejo vocês nela. Até lá meus amados, e mais uma vez perdão pela demora. Beijos.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Looking encerrou brilhantemente sua excelente estreia a melhor do ano! Fugiu dos cliches principalmente a não mostrar os gays como seres afeminados e cheios de "trejeitos" como a globo faz e modern family com exceção do ex de Augustin q "soltava a franga" mas tomara q ñ volte. Agr o final foi excelente os diálogos de Richie e pato( apelido tão lindo) foram realistas, belos e tristes e Jonathan Groff roubou a cena sabendo ao decorrer do ep. demonstrar o crescimento da tristeza de Paddy. Kero q Paddy ou fike com Richie ou com um novo personagem pq Kevin parece q só quer pular a cerca pra depois voltar pro marido. E q venha +destake pra Doris e sua sinceridade ácida. Ass.: Duh.

    ResponderExcluir