quinta-feira, 24 de abril de 2014

[Crítica] Imortal - Histórias de Amor Eterno


Autora: Claudia Gray, Rachel Caine, Kristin Cast, Nancy Holder, Tanith Lee, Richelle Mead, Chyntia Leitich Smith e Rachel Vincent
Editora: Planeta
Lançamento: 2010
Título Original: Immortal - Love Stories with Bite

Crítica:

Quando alguém é Imortal, o amor verdadeiro é para sempre.

Quem é acostumado a ler livros de contos, sabe que, dentre todos os apresentados, alguns irão se sair melhor do que outros. E em Imortal, isso acontece também. Como são contos reunidos, dedicarei um parágrafo a cada história, sem falar muito de cada, afinal, qualquer informação pode resultar em spoiler.

O primeiro, Amor Assombrado, não é o meu preferido, mas é regular. Porém, na minha opinião, a história foi mal desenvolvida e ter colocado-o como conto inicial pode afastar alguns leitores (isso aconteceu com dois amigos meus, por exemplo). O protagonista, Cody, não me desceu, gostei mais da Ginny, a protagonista feminina. A reviravolta final é até bem feita e o desfecho se mantém como a história: regular.

Névoa Amarela é o meu terceiro favorito do livro todo e ele conseguiria segurar os leitores que desistiram no conto inicial, caso tivesse sido o carro-chefe do livro. O conto foi escrito por Kristin Cast, que é responsável pela saga House of Night, junto com a mãe, PC Cast - que faz a introdução dessa coletânea. Kristin apresenta um novo tipo de vampiro, que pode alterar o espaço e o tempo, e fará de tudo para salvar sua amada. Mas ela não precisa ser salva, mas sim, descobrir sua origem.

Perseguição de um homem morto foi o mais chato. A única coisa boa do conto é o protagonista, você simpatiza com ele rápido, mas a história em si não é tão legal assim. Eu não recomendo, se fosse ler o livro novamente, pularia ele sem pensar duas vezes. Já Bons modos à mesa segue o mesmo caminho e é chatinho. Porém até temos o que aproveitar aqui, como a conversa entre o vampiro e a ''humana'', e o desfecho que é digno. Não foi um dos meus preferidos, mas dá para ler e passar o tempo. Como foram os dois que eu menos gostei, os juntei em um parágrafo.

Agora, Lua Azul veio e sambou na cara da sociedade. Como eu já não havia gostado de três contos, li esse apenas porque decidi terminar o livro. Mas eu gostei muito desse conto. Tanto que ele é meu segundo preferido. Também pudera, a autora dele é Richelle Mead, escritora da saga Academia de Vampiros - da qual, li o primeiro livro e adorei. Nathan e Lucy - os protagonistas - são carismáticos e me conquistaram de cara. O final foi lindo e meu sonho era ver essa história transformada em um filme ou em um seriado de TV. Não vou dar spoilers sobre esse conto, apenas leiam e sejam conquistados por Nate e Lucy.

Transformação mostra uma mistura de apocalipse com vampiros em New York. A protagonista, Jilly, é a típica menina-depressão, então senti pena dela logo de cara, o que só aumentou com as revelações do conto. Porém, a história caiu no clichê e é fácil identificar o vilão antes mesmo do fim. Quem não me desceu foi aquele Eli, que cara mala. Sinceramente, podia ter morrido no apocalipse.

E, enfim, chegamos ao lacrador de todo o livro: Farra. Ele foi o melhor conto, na minha opinião, nunca mais esquecerei da Mallory, da Andi e o do Evan. Curiosamente, esse é o único conto que não fala sobre vampiros - mas sim, sobre uma sirena (espécie de súcubo) e uma fada. Idem a Lua Azul, não darei spoilers, apenas leiam.

O último conto, Livre, também se sobresai e consegue nos envolver com uma boa história. Fiquei com a cara na poeira, nunca esperava isso da Patricia. Ah, e o Julien poderia ter matado a Atheia, porque, que velha chata, só Jesus na causa. Pensei que o conto terminaria igual à Farra, mas até curti o fim, se pensarmos por esse lado, é isso o que a Patricia sempre foi: livre.

No geral, Imortal só conseguiu me prender com quatro contos - Farra, Lua Azul, Névoa Amarela e Livre -, mas eu recomendo a leitura, pois como eu disse, em livros de contos nem todos nos conquistam.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário